11.9.17

Mar

Hengki koentjoro

Não fales das conchas esmagadas 
quando os teus olhos 
são como um barco 
à entrada dos meus olhos. 
No fundo das águas, os corais 
rodeiam os meus sonhos. 
Porque eu sou a mulher que ama 
ferozmente o mar e canta 
com os navegantes 
a ladainha das vagas.

Graça Pires
De Caderno de significados, 2013

61 comentários:

✿ chica disse...

MARavilha! Também adoro o mar e ele é inspirador! bjs, chica ,ótima semana!

mz disse...

Deslumbrante, Graça.
Não tenho palavras para descrever este poema tão intenso e tão belo.

Um abraço.

Victor Barão disse...

Fascina-me sobremaneira o Mar!
E este "Mar" da Graça, encimado por excelente complemento fotográfico, faz lírico jus ao Mar.
Excelente semana
Beijo

baili disse...

Loved this touching poem !
specially the starting lines,absolutely superb dear Grace!!!

Sea is deep like heart ,sometime still and sometime vibrant it's moods are so expressive through it's moves

Ana disse...

Tão curto, mas intenso e inspirador!
Beijinhos,
http://chicana.blogs.sapo.pt/

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um poema de grande beleza.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Alfredo Rangel disse...

Inspirada poesia, Graça, das que são escritas com o coração, bem ao seu estilo.
Agrada-me enormemente sentir o amor que colocas em cada palavra dele.
Parabéns, por tanta inspiração.
Grande beijo.

Cidália Ferreira disse...

Fascinante poema! Amei


Beijos e uma excelente semana.

Lucinalva disse...

Olá Graça
Lindo poema, bjs querida.

María Perlada disse...

Preciosa poesía, un placer leerte, y disfrutar de tus versos.

Besos.

Tais Luso disse...

Que lindo, grande sensibilidade, um toque único que sempre encontro nos teus versos!

"Porque eu sou a mulher que ama
ferozmente o mar e canta
com os navegantes
a ladainha das vagas."

Beijo, querida Graça.

Lídia Borges disse...


"Amar ferozmente o mar" é uma imagem avassaladora.

Abraço amigo, Graça.

Lídia

Maria Rodrigues disse...

Um amor belo e intenso um poema maravilhoso.
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

manuela baptista disse...

tanto Mar!

um abraço, Graça

Marta Vinhais disse...

E o mar é tão forte.... deixa-nos sonhar, sentir, amar....
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

manuela barroso disse...

Poucas palavras para tanto mar.
Em cada vaga, uma ladainha em sua homenagem.
E nunca o mar ficou tão envaidecido!
Belo, querida amiga
Terno abraço! :)

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa tarde, Graça,
muito lindo e sensíveis palavras para descrever a mulher que ama o mar,
ama tudo que se faz presente nas vagas das ondas.
Ama o que é mistério, pois sabe que os navegantes também o amam igualmente.
Grande abraço!

Bell disse...

Lindo e intenso.

bjokas =)

Teresa Almeida disse...

Não é fácil transmitir o fascínio do mar. Esta poesia, querida Graça, é poderosa - arrebata.
Parabéns.
Beijinhos.

Isa Sá disse...

Mais um bonito poema!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Marco Luijken disse...

Hello Graça,
Beautiful poetic words.
Wonderful with that fantastic picture of the sea.

Big hugs, Marco

Mariazita disse...

Quanta beleza poética!
Falou de mar... encantou-me.

Votos de uma boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

© Piedade Araújo Sol disse...

Quanta magia a definir o mar.
E eu sei que também amo assim o mar.
A fotografia embora a P&B ficou muito bem como suporte deste excelente poema.
beijinhos minha amiga
:)

Laura Ferreira disse...

muito bonito, tudo :)

boa semana, Graça, beijinho

Toninho disse...

Um mar que invade os olhos e
no ir e vir da águas entoa
uma canção que poucos ouvem.
Lindo demais amiga.
Bjs de paz.

Ps. Hoje consegui o Claridade.

São disse...

Tal como tu, amo profundamente o mar

Beijinhos, amiga

Pedro Luso disse...

Olá querida amiga Graça!
Agora leio aqui, mais um poema de tua autoria, qual seja, "Mar", que compõe o livro
"De Caderno de significados", publicado em 2013. Transcrevo, Graça, do teu poema, Mar, este trecho:

"No fundo das águas, os corais
rodeiam os meus sonhos."

Continuação de boa semana.
Um beijo.
Pedro

Mar Arável disse...

Após tão sábios comentários
aplaudo a tua paciência
Resta.me o beijo de sempre
amiga poeta

Ives disse...

A ladainha das vagas viraram poesia! beijos

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia, o mar fascina, transmite beleza e calma mesmo nos dias em que está revoltoso, adoro mar, sem vivi e vivo pertinho dele.
O poema é lindo, assim como a foto que está em sintonia com o mesmo.
Continuação de feliz semana,
AG

Fá menor disse...

Belíssimo! Um mar de (a)mar.

Beijinhos

Poções de Arte disse...

As águas fascinam e encantam, assim como a lua...
Fontes de inspiração para poemas e sonetos...
Lindo.

Abraços esmagadores e feliz dia.

Suzete Brainer disse...

O mar é um (en)canto aos olhos,
que se movem na busca do sentir da alma.
Enorme encanto também é a tua poesia que
sempre nos envolve aos olhos da admiração, querida Graça.

Beijos!

Jaime Portela disse...

Gostei de todo o poema, que é excelente, mas a "ladainha das vagas" é um final soberbo.
Continuação de boa semana, amiga Graça.
Beijo.

ManuelFL disse...

«... os teus olhos são como um barco à entrada dos meus olhos».
Maravilhosa a forma como a Graça conjuga o verbo a(mar) «e canta com os navegantes a ladainha dos vagas».
Adorei a ilustração escolhida pela poeta.
Beijo.

Humberto Maranduva disse...

Parabéns, Graça
Muito subtil e profundo, tal como a leveza da maresia que nos enleva e distrai dos insondáveis mistérios do mar. O amor é um coral, frágil, belo e oculto nas águas revoltas do nosso imaginário pessoal e colectivo -- esse mar de envolvência e desejo que o sonho acalenta.
Um beijo.
Manel

Emília Pinto disse...

Somos mulheres, cada uma com o nome que lhe deram, e a cada dia com as diferenças que o dia sempre diferente, vai provocando nelas. Mas há sentimentos que não mudam nas mulheres, sejam elas " Antónias " , Marias ou Madalenas; nesta vida que segue feito um mar, também ela cheia de marés, elas seguem com firmeza e determinação, amando e lutando independentemente do tamanho e da fúria das ondas. Sabem que no fundo do mar estão muitos dos seus sonhos e agradecem sempre aqueles que as ondas tão meigamente lhes foram trazendo aos pés, mas...não importam muito os que estão lá no fundo escondidos e esquecidos, pois no coração das mulheres há outros sonhos de outros seres que sonham e que elas , com rezas, ladainhas e novenas pedem às ondas que não permitam que se afundem. Se o mar não as ouvir, há sempre um abraço forte a dar esperança que na próxima maré baixa o sonho esteja lá à espera que o carreguem. Beijinhos, Graça e muito obrigada pelos belos momentos de poesia que aqui nos ofereces.
Emilia

José Manuel Vilhena disse...

leio ondulando.
bj

Ailime disse...

Boa noite Graça,
Um poema de excelência de quem ama e canta com tanta elevação o mar!
"Porque eu sou a mulher que ama ferozmente o mar e canta com os navegantes a ladainha das vagas. "
Dá gosto ler estrofes como esta!
Obrigada.
Um beijinho.
Ailime

Arroz Di Leite disse...

Oi Graça,

é realmente como a onda que vem e nos leva em seus mistérios profundos.

Bjs

Tânia Camargo

dinapoetisadapaz disse...

"canta com os navegantes a ladainha das vagas". belas imagens poéticas. Um poema soberbo!
Abraço!

Agostinho disse...

Como poderei dizer, para lá do óbvio, como gostei?
Há algo de comum na poesia e no mar:
a força do belo: a "ladainha das vagas", palavra do coração.
Bj.

Sinval Santos da Silveira disse...

Ah, Mestra/Poetisa, Graça Pires !
As "vagas" conversam. É só prestar atenção.
Escuto o teu mar, Poetisa. Sei o que fala
nas profundezas das suas águas !
Parabéns, por tão belo texto e aceita o meu
fraterno abraço, aqui do Brasil.
Sinval.

Anete disse...

Belo poema de uma pessoa apaixonada pelo mar e suas nuances...
Bom fim de semana.
C carinho

Daniel Costa disse...

Graça Pires

O mar, as conchas, barcos e navegantes, dão metáforas esplêndidos para construir um poema romântico como o presente.
CONVITE A COMENTÁRIO
Brasil – País do futuro:
Agricultura ou Agronegócio, Vocação do Brasil
amornaguerra.blogspot.pt

beijos

Profª Lourdes disse...

Que linda poesia! O mar, o amor!
Para que esse fim de semana seja de muita paz, amor e esperança de dias melhores, deixo esse pensamento da Ana Carolina:
“Diga o que você pensa com esperança.
Pense no que você faz com fé.
Faça o que você deve fazer com amor!”
Abraços da amiga Lourdes Duarte.

Ani Braga disse...

Que lindo Graça...

Bom final de semana.

Beijos
Ani

teresa p. disse...

A força da paixão que se inspira no mar e na "ladainha das vagas". Maravilhoso, emocionante e profundo. Adorei!
Beijo.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Que lindo esse doce mar
Cantado com certo canto
Para evocar o encanto
Do som só do marulhar.

São vagas a modular
Sonoridade num manto
De espumas e som é tanto
Que ecoa à amplidão do ar

Qual divina melodia
De amor ou de nostalgia
Dependendo do ouvidor.

E o mar canta por magia
Canção à alma vazia
Do nauta navegador.

Grande abraço. Desculpe a releitura de teu belíssimo poema - faz parte da minha alma. Laerte.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Que lindo esse doce mar
Cantado com certo canto
Para evocar o encanto
Do som só do marulhar.

São vagas a modular
Sonoridade num manto
De espumas e som é tanto
Que ecoa à amplidão do ar

Qual divina melodia
De amor ou de nostalgia
Dependendo do ouvidor.

E o mar canta por magia
Canção à alma vazia
Do nauta navegador.

Grande abraço. Desculpe a releitura de teu belíssimo poema - faz parte da minha alma. Laerte.

María Perlada disse...

Mil gracias por visitar mi blog.

El mar es inspirador y es que parece que tiene hechizo que arrastra mareas y nos envuelve en su nido.

Un placer estar en este precioso rincón.

Besos.

Sofia disse...

É difícil não amar o mar (=

Boa semana,

beijinhos

graça Alves disse...

Tão bonito, Graça!
Beijinho e parabéns por escrever tão bem e com tanta sensibilidade!

Franziska disse...

Es un placer poder llegar y encontrarme con esta hermosa obra poética que tiene al mar como protagonista y una voz que lo defiende y justifica, un mar que es en sí, en la voz del poeta que lo defiende, mas que su vida, la razón de ser de su existencia.

Extraordinarios versos. Con el mayor afecto y cordialidad. Franziska

AC disse...

O mar, caldeirão alquímico onde tudo pode acontecer. Assim o saibamos sentir, assim o saibamos entender.

Abraço

deep disse...

Belo, Graça. :)

Boa semana. Beijo

Ana Freire disse...

Este poema... é absolutamente maravilhoso, Graça!...
Se me der licença... ficarei com ele, debaixo de olho, para o destacar muito em breve, lá no meu canto, com um link para aqui, evidentemente...
Um beijinho grande! Continuação de uma boa semana!
Ana

José Carlos Sant Anna disse...

Há poetas que reconhecemos imediatamente, e que a admiração se manifesta abruptamente desde a leitura do primeiro poema. A revelação dessa voz para mim é extraordinária. E este poema ultrapassa qualquer palpitação do espírito, como diria Antonio Machado.
Beijo, minha amiga,

Blog Donna Gatta disse...

Lindo poema Graça!
Beijos.

Majo Dutra Rosado disse...

~~~
BELÍSSIMO!

Beijinhos, exímia poetisa Amiga.
~~~~~

Odete Ferreira disse...

Voa-me o tempo e não deixo de sentir algum pesar por não poder acompanhar as postagens semanais, sobretudo quando me deparou com um sublime poema.
Com as palavras certas, numa concisão admirável, traduzes o arrebatamento que o mar provoca em quem o ama visceralmente.
Bjinho, amiga