15.6.11

Junho é o teu mês, filho






No início da
primavera vou encher-te o jardim de amores-perfeitos.

Assim falou meu filho quando janeiro findava.
Eu guardei junto ao coração estas palavras e pensei:
vão finalmente as rosas púrpuras
incendiar o próximo verão?

Graça Pires
De: A incidência da luz, 2011

39 comentários:

Sandra disse...

A imensidão do amor de mãe é uma coisa que me encanta...

AC disse...

A ternura incondicional traduzida em belíssimo enquadramento...

Beijo :)

Marta disse...

E tudo nasce com a ternura....
Sentida, vivida....
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

helia disse...

Que lndas flores! E que filho maravilhoso! Parabens.

© Piedade Araújo Sol disse...

a ternura do amor de mãe.

gostei tanto!

um beij

Flor disse...

Adoro amores-perfeitos e adoro a sua poesia.

Amores-perfeitos en castelhano e Pensamientos mas não é a mesma coisa.

Beijinhos.
Flor

manuela baptista disse...

Junho é o seu mês,

filho de uma poetisa errante amor-perfeito em cada palavra


que as promessas de janeiro se cumpram seja de que forma for, porque será

a do amor


em Junho, um beijo para si, Graça


manuela

Pena disse...

Estimada e Preciosa Poetiza Amiga:
"...Eu guardei junto ao coração estas palavras e pensei:
vão finalmente as rosas púrpuras
incendiar o próximo verão?..."

Simplesmente, delicioso.
O seu filho deixa uma mensagem muito linda, consagrada poeta. Profunda e de ternura imensas.
Deve ter um filho maravilhoso.
Parabéns sinceros.
Sabe, adoro lê-la. Faz os seus versos com magia e encanto.
Abraço amigo de respeito pelos seus sentimentos maravilhosos e doces.
Sempre a admirá-la pelo seu ser genial de "confeccionar" versos de ouro puro.

pena

Bem-Haja, pela amizade.
É preciosa, poetiza.
Fantástico. Adorei.

as-nunes disse...

Como é bom sentir a poesia a olhar na nossa direcção, pela voz e pelo sentimento que os nossos próprios filhos nos possam devotar!

Felizarda!

Um abraço
António

Luis Eme disse...

porque não?

beijinho Graça

Vivian disse...

...aqui é amor literalmente
virou poesia!

que lindo é isso!

bjbjbj

GotaAzul disse...

Tu és o carinho em pessoa.
Beijo

Isamar disse...

A gratidão de um filho tão terno e sensível como a mãe.Belas imagens.

Beijinhos

Bem-hajas!

carol disse...

Tal filho, tal Mãe. Ou tal Mãe, tal filho, quem sabe?

As suas palavras são verdadeiros amores-perfeitos.

Parabéns.

AFRICA EM POESIA disse...

GRAÇA Já tenho amores perfeitos Lindos
Gostei deste...
um beijinho

DEIXO...

será inaugurada a Exposição de Acrílico/Azulejaria/Aguarela
De Lili Laranjo e Eliseu Serrano, no dia 17 de Junho, pelas 21h, no Centro Cultural de Esgueira Aveiro.

Dia 2 Julho vou estar às 17 horas em Braga na livraria centésima página com telas Africanas
QUERIA TER LÁ... MUITOS AMIGOS..

Pelo meio vou passar uns dias à Hungria...Preciso de descansar...

Paula Raposo disse...

As tuas palavras são sempre certas, Graça.
Beijos.

teresa p. disse...

"Eu guardei junto ao coração estas palavras..."

Ternas e reconfortantes palavras de Mãe!
Lindos os amores-perfeitos e a rosa púrpura, mas também a foto do Pedro.
Parabéns aos dois!
Beijo.

Mar Arável disse...

Claro que sim

hfm disse...

Que beleza!

partilha de silêncios disse...

Que bom quando temos a felicidade de os filhos nos encherem o jardim de amores perfeitos !!

beijinhos

Ana Pires disse...

Parabéns ao Filho,e à foto onde ficou tão giro, a mãe não está na foto, mas no poema que é lindíssimo.
Beijos para os dois!

Lara Amaral disse...

Que linda homenagem, Graça, de arrepiar!

Beijo.

Pedro disse...

Uma delicada planta carrega essa ambiciosa junção de palavras para que todos os que acreditam a possam ler ou ouvir sem que pareça um absurdo, um excesso, uma loucura.
Obrigado Mãe, pelo o poema e por tudo.
Beijo :)

A.S. disse...

Graça... a ternura não se comenta, constata-se na emoção que provoca!


O meu abraço!
AL

d'Angelo disse...

Um texto que ,como todos os seus, ultrapassa as fronteiras das estações. Todos os meses do ano são seus, minha querida e eterna Graça Pires.

Manuel Fazenda Lourenço disse...

Já conhecia o poema, de que gosto muito. Tenho acesso a informação privilegiada, vá lá saber-se porquê...
Mas indo ao mais importante, parabéns, Pedro, por ti e por teres a mãe que tens.

Um abraço.

Vieira Calado disse...

Uma das minhas flores preferidas!

Bjsss

São disse...

Minha querida, para ti e para o teu filho um abraço cheio de votos de muita saúde e felicidade junto de quem ama.

Tenham excelente semana

AnaMar (pseudónimo) disse...

Uma das minhas flores preferidas.
Como é também o meu mês e sou orfã, FICO COM UM BOCADINHO DO CARINHO DESTAS PALAVRAS.
BEIJINHO GRAÇA.

De Amor e de Terra disse...

Quantos incendios provocam as flores que nossos filhos nos oferecem, nem que fiquem só promessa!
Obgd. Graça.
Bjs.
M.M.

Nilson Barcelli disse...

As rosas púrpuras, por vezes, são amores perfeitos...
Mas o maior amor-perfeito, pelo que vejo, és tu para o teu filho. E vice-versa...
Palavras de amor muito bonitas, gostei.
Graça, tem uma boa semana.
Beijinhos.

viernes disse...

Um poema cria-se com perguntas, palavras que sempre olham para sonhos futuros,

belo!

um beijo

maria carvalhosa disse...

Esgotaram-se-me as palavras para comentar a tua escrita poética, Graça. Fico muda, em contemplação plácida... internamente intensa, todavia.
Beijo terno.

Virgínia do Carmo disse...

Um poema terno e doce. A jorrar de um terno coração de mãe.

Beijinho, Graça!

Ana Martins disse...

Tão ternurento e delicioso que me deixa sem palavras.

Beijinho,
Ana Martins

Desnuda disse...

Querida amiga Graça,

O amor maior e a beleza maior da vida de uma mãe: os filhos. Lindo poema! Que em todas as estações sejam de belas flores perfumando as suas vidas


Beijos com carinho.

Gisela Rosa disse...

Que maravilha*

beijo Graça





Gisela

Fernando Campanella disse...

Muito lindo o poema, Graça, que lindo desejo poético do filho, que se completa na mais linda esperança dentro da mãe. Beleza. Gostei muito da foto do filho também. Bjos, minha querida amiga, e obrigado pela sempre maravilhosa poesia.

Cleri Biotto disse...

Graça, gosto de tudo poesia, fotos de intensa sensibilidade.
Abraços/cleri