13.3.17

Em seara alheia


Encontro

Nem sempre sei
Onde deixar esta urgência de ti...
Se nas palavras,
Se nos olhos,
Sem que se perca no ar
Ou nas intransigências da vontade...
Esta urgência, é só o amor
A querer perpetuar-se
Em nós... a sós...
Onde o tempo é liberdade,
Onde as mãos são a pena
Escrevendo o poema urgente
Que não sei onde terminar:
Se em ti ou em mim,
Ou se na voz
Onde calas a tua
Num encontro de silêncios
Onde a urgência se torna maior.

Luana Lua
In: Voo entre faces. Porto: Versbrava Editora, 2016, p. 80

57 comentários:

Graça Pires disse...

Sobre este livro “Voo entre faces” de Luana Lua, o poeta Joaquim Pessoa escreveu: "[…] muito deste livro são memórias e são palavras: a palavra lírica, a palavra essencial, a palavra que a poeta liberta para regressar à palavra essencial: a palavra poética que a define e nomeia o mundo. […]"
Parabéns Luana, Lua!
Um beijo.

✿ chica disse...

Parabéns à Luana pela linda poesia e pela tua escolha! Linda semana! bjs, chica

Cidália Ferreira disse...

Parabéns! Que bonito!!

Beijos e uma excelente semana.

AvoGi disse...

Eu gosto de poemas singelos com palavras que nos enchem o coração.
É o caso.
Kis :=}

Chic' Ana disse...

Muito bonito!! =)
Beijinhos

Lídia Borges disse...


A "urgência" quase sempre lenta,à boca do poema! Belo.

Beijo

Lídia

Benó disse...

O poema diz tudo em palavras simples que chegam à alma "num encontro de silêncios". Obrigada, Graça por mais esta partilha bem escolhida.

Lília Tavares disse...

Minhas queridas amigas Graça e Luana,

Sempre bem escolhidos os poemas, sentidos, com conteúdos de silêncio.
Para ambas o meu abraço imenso.

Lília

DE-PROPOSITO disse...

Um encontro ou a procura da paixão que por vezes é efémera.

Felicidades
MANUEL

Nadine Granad disse...

Lindo, lindo... A dúvida que nos impede e aos mesmo tempo nos move!

Beijos =)

Marta Vinhais disse...

Nunca se sabe... Porque a paixão faz-nos viver intensamente...
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Majo Dutra disse...

~~~
Sentires urgentes...
Uma escrita assertiva num poema elegantemente sensual.
Um destaque bem merecido... gostei de conhecer a autora.
Graça, desejo-lhe uma semana muito agradável.
Beijos, estimada Amiga.
~~~~~~~~~~~~~~~~

Pedro Luso disse...

Olá Graça.
Este poema, Encontro, diz bem do talento de sua autora, Luana Lua; um belíssimo poema.
Graça, Luana Lua é pseudônima da poetisa?
Desejo-te uma ótima semana.
Beijos. Pedro.

Aline Goulart disse...

Urgência de expressar um sentimento tão forte, tão único e tão profundo. A poesia abriga perfeitamente a intensidade da paixão. Belíssima poesia. Beijinhos estalados...

Mar Arável disse...

Bjs tantos

Rita Norte disse...

Que belo poema e que bem que retrata o que a paixão nos faz sentir e a forma como quase nos desorienta e vai além de nós.
Adorei!
Um beijinho

Ana Tapadas disse...

Muito interessante! Esta urgência...

Beijinho

Alfredo Rangel disse...

Luana nos transmite fielmente a ânsia do amor, que todos sentimos. Todos nós, sentimentais. Parabéns à Luana. Beijo.

Mirtes Stolze. disse...

Boa noite querida Graça.
Um lindo poema, compartilhaste conosco. Uma feliz semana. Grande abraço.

Teca M. Jorge disse...

Precioso voo entre faces...
Um beijo

Sinval Santos da Silveira disse...

Amiga, Graça Pires, boa noite !
Poema muito bem adotado em "Seara Alheia".
Lindo ! Muito grato por compartilhar.
Um fraterno abraço, aqui do meu Brasil.
Sinval.

Isa Sá disse...

Bonito poema!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema, gostei bastante.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Ana Freire disse...

Maravilho e inspirador momento poético!
Mais uma belíssima divulgação, e de uma autora que não conhecia!
Grata pela partilha, Graça!
Beijinho! Continuação de uma boa semana!
Ana

Simone Felic disse...

Olá Graça
A urgência do querer amado se perde
muitas vezes no nosso dia a dia.
Bjs e boa semana.

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

Fá menor disse...

Muito boa esta escolha de "seara alheia".
Há, sim, urgências que são pura poesia!

Obrigada por dar-nos a conhecer Luana Lua, e parabéns para ela!

Bjs

Laura Ferreira disse...

bela escolha para esta semana, Graça :)

gosto muito.

beijinho, boa semana

Maria Luisa Adães disse...

Muito interessante o que publica de seus amigos.
Agradeço sua lembrança de mim quando me escreve.
De uma forma geral não costumo responder, pois não tenho saúde que ajude
a fazer o que tanto gosto.E lamento!

Hoje aconteceu o inesperado e gostei!

Beijos, agradecimentos e felicidades

Maria Luísa Adães

Cadinho RoCo disse...

Em meio aos devaneios do amor eis que surge a poesia mais que amorosa.
Cadinho RoCo

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa tarde, querida Graça!
Obrigada por compartilhar tão belo poema de sua escolha, e muito bem acertada.
Há sempre acertos quando o amor prevalece em algum momento da vida, muito lindo o poema, parabéns a vocês! Beijos!

Maria Luisa Adães disse...

Graça Pires

Eu sou escritora!
Pertenço à APE/ Associação Portuguesa de Escritores (Lisboa)
tenho vários livros publicados
uns em momentos bons (esgotaram)
os últimos em momentos maus (não esgotaram)
E de futuro escrevo em vários locais, mas não mando imprimir livros, numa época em que não vejo pessoas lendo livros, mas sim às voltas com o telemóvel! Não só em Portugal, mas também muito longe de Portugal. É só isso que está a acontecer, mas vou escrevendo por aqui e por ali e vivendo a vida que me resta, muita ou pouca, não sei.

Obrigada por me escrever muitas vezes e eu tão poucas vezes respondo! Agradeço sua sensibilidade e ternura e peço desculpa por minhas ausências.
Noite feliz,

Maria luísa

Nequéren Reis disse...

Poema super lindo sempre arrasando, obrigado pela visita.
Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

Tais Luso disse...

Graça, gostei do 'Encontro' com Luana Lua, num belo poema.
Um beijo, querida amiga!

baili disse...

Lovely choice from a very impressive book as it sounds.
I love your own poetry too dear friend it has everything that a good poetry needs to express.
Happy life !

LuísM Castanheira disse...

A poesia se dá, se entrega, se planta.
É certo que não tem 'mercado' (e é pouco mercantil), em tempos onde tudo tem um preço, e muitos se 'vendem'.
Faltam leitores, esses em quem a razão de escrever é sem dúvida a sua maior paixão: que sejam lidos.
A minha amiga tem a beleza e a sensibilidade na divulgação de autores publicados e, muitas vezes,
desconhecidos da maioria das pessoas.
Por facto, além do mais, o meu obrigado.
Um beijo, Amiga
(gostei muito, Graça)
Boa e feliz semana.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, maravilhosa partilha do urgente e belo poema, no amor tudo é urgente com amor.
AG

Sofia disse...

Este poema "falou-me directamente ao coração", como se costuma dizer. Muito bonito (=

Beijinhos

Manuel Veiga disse...

mais um poeta que te fico a "dever", Graça.
excelente escolha.

gostei muito, mesmo.
parabéns.

beijo, minha amiga

Agostinho disse...

Generosamente, a Graça continua a pescar pérolas perdidas em águas alheias, no mar da poesia.

Esta, para lá da urgência diz
de encontros, sons-palavras
e mãos cheias tateando intenções
secantes em convergência.

Bj.

Zilani Célia disse...

OI GRAÇA!
UMA URGÊNCIA QUE FAZ PARTE DO AMOR E DOS AMANTES.
LINDA PARTILHA AMIGA.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Que poema tão belo de Luana Lua, que a sua enorme generosidade nos deu a conhecer.
Muito obrigada, minha Amiga.
Um beijinho,
Ailime

São disse...

Gostei de conhecer.

Beijinhos e graças pela tua generosidade

Anete disse...

Poema belo! Amar sempre tem urgência e expressões poéticas...
Um abraço carinhoso...

© Piedade Araújo Sol disse...

Graça

uma boa escolha de uma autora que não conhecia.

um poema cheio de elegância estética e muito bem construído.

gostei deveras.

parabéns à autora, e obrigada pela partilha

:)

Silenciosamente ouvindo... disse...

Não conheço esta poetisa, mas gostei
bastante.
Desejo que a amiga se encontre bem.
Bjs.
Irene Alves

Marta Moura disse...

Nunca tinha ouvido falar desta senhora!

Jaime Portela disse...

Conheço e gosto muito da poesia da Luana Lua.
E este poema não foge à regra, porque é excelente.
Graça, tem um bom fim de semana.
Beijo.

Odete Ferreira disse...

Conheço a obra e a Luana Lua (pseudónimo da autora). Encontramo-nos, de vez em quando, em eventos. Ainda não há muito tempo, esteve no programa "Hora da Poesia" de Conceição Lima, da Radio Vizela, que ouço religiosamente e que comento.
Muito boa escolha para esta tua rubrica "Em Seara Alheia".
Bj, Graça 👏

Suzete Brainer disse...

Poesia de qualidade e criatividade e excelente o texto da apresentação.
Sempre generoso o seu gesto da partilha na contribuição da divulgação
da Poesia, sempre aprecio todas as leituras de Poetas aqui.

Bom final de semana, Graça.
Um beijo.

Daniel Costa disse...

Graça Pires
A opção poética, mostra bem a tua sensibilidade, a mesma sempre demonstrada nos poemas da tua autoria.
Leia e, favor comente: Brasil – Sorriso de Deus
Capitania Espirito Santo
http://amornaguerra.blogspot.pt/
Bjs

Teresa Almeida disse...

Olá, Graça!
Recordo-me de ter comentado este poema, mas algo devo ter feiro errado.
Conheço a autora e a sua obra saída da efervescência da palavra.
Boa escolha!
Beijinho.

CÉU disse...

Graça, minha querida amiga!

Parece ingratidão, não parece? Pois, mas não é! Ora, já cá estou.

Não sei, não sei, se "ceifar" em seara alheia será mais fácil que ceifar na nossa, contudo, esse gesto, dá-nos, e disso tenho a certeza, temos a certeza, creio, que é partilhar, gostar , "ajudar" e "comer" das espigas que serão pão, alimento de bocas, de onde jorram palavras.

Nunca ouvi (eu, tb, raramente leio jornais ou vejo televisão) falar desta poetisa (sim, porque o feminino de poeta, ainda é, poetisa, quer queiram alguns, quer não, gostem ou não gostem), mas apreciei mto este poema, a forma leve e não ligeira, como o escreveu, onde tudo parece ser percebível e percetível (vá, querida menina, não fique com esse arzinho entre o "triste" e o "altaneiro", pke a sua poesia é de mestre, faz-nos a "cabeça em água" (pelo menos a minha) com tanta metáfora, simbolismos e "esconderijos", mas, eu julgo que acabo por perceber aquilo que me/nos quis transmitir, e para além disso, dizem, que aquilo que os poetas escrevem não é para ser entendido, pke são "coisas" só deles (andei eu em Direito, mas não me estou a conseguir "safar", lá mto bem - rssssssssss).

Voltando ao poema De Luana Lua (que inspirado nome/pseudónimo), pois um encontro amoroso é sempre como ela o descreve: não sabemos o que dar, qto dar, onde dar, quando dar (logo, preferencialmente e após um olhar ), como dar e que meios e órgãos usamos para o dar e também para o receber, porque tudo é URGENTE em nós. Estou de acordo com a escritora, qdo diz que nos silêncios tudo se torna, ainda, mais premente e urgente, portanto muito MAIOR. É isso mesmo!

Beijos e um excelente fim de semana para ambas.

Nal Pontes disse...

Linda poesia. Parabéns por postar aqui. Bjs e um domingo maravilhoso

AC disse...

Eu e o outro, extravasando sinais de inquietação, encantamento, em prol dum sentimento único.
Muito belo, o poema.

Um beijinho, Graça :)

graça Alves disse...

Muito bonito, Graça!
Grata pela partilha!
Beijinho

Sara com Cafe disse...

Incrível como precisamos do outro também.!!

Que tenha uma bonita semana
Paz profunda.

ANNA disse...

hola te felicito este dia tan especial de la de la poesia

besos