6.5.17

Digo Mãe. Digo Filha

Menez

Para a minha Filha Ana no dia da Mãe
Floresceram as cerejeiras no lento tempo do pólen.
E vieram as abelhas, e as primeiras cerejas,
e o puríssimo mel.
Veio também o mês de maio
e, com ele, a trémula ondulação das palavras.
Digo mãe. Digo filha.
Palavras ajustadas à inquieta harmonia do sangue.
Palavras que se tocam como rios
da mesma nascente inundados,
pela mesma sede procurados.
Palavras que se dizem, que se calam,
que se questionam, que se entrelaçam.
Onde estás, mãe?
Tem cuidado contigo, filha!

Graça Pires, 2017

81 comentários:

José Vilhena Moreira disse...

"a trémula ondulação das palavras" de onde tudo brota...
bj

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Lindo e uma forma diferente de homenagear as mães.
Um abraço e bom fim-de-semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Lídia Borges disse...


Essa incontida alegria de ser mãe...!

Um beijo

Lídia

Majo Dutra disse...

Eloquente... sentido... belíssimo!
Maio é, realmente, tempo de sentimentos fortes e inesquecíveis...
Grata pela tocante leitura.
Beijinho, Amiga
~~~~~~~~~~~

✿ chica disse...

Que linda homenagem!Adorei e feliz dia das ma~es amanhão pra todas vocês de Portugal! bjs, chica

Célia Rangel disse...

Um magnífico entrelaçar de emoções entre mãe e filha! Aprendem e ensinam mutuamente...
Abraço.

manuela barroso disse...

Ternurento, envolvente, contagiante, sereno...
e tanto que fica no pólen das palavras, Graça!Belo.
Digo à mãe, digo à filha, PARABÉNS, POETA!
Beijinho grande e FELIZ DIA DA MÃE!

Cidália Ferreira disse...

Quanta verdade existe neste poema! Amei

Beijinhos e feliz dia da Mãe

Luis Eme disse...

tanto amor num poema.

abraço Graça

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Belíssimo, seu poema! Quando li cerejeiras e mãe e filha, lembrei-me de uma das mais belas frases poéticas da língua japonesa: "... e a mãe levava pelas mãos, o filho cego para que ele visse as cerejeiras florescerem." Parabéns pela belíssima postagem. Cordialmente. Laerte.

Tais Luso disse...

Uma data linda, cheia de emoções, carinho duplo, sempre um lugar para aconchego...
Muito, muito bonito, querida Graça!
Um feliz Dia das Mães!!

pela mesma sede procurados.
Palavras que se dizem, que se calam,
que se questionam, que se entrelaçam.
Onde estás, mãe?
Tem cuidado contigo, filha!

beijinho, amiga.

Victor Barão disse...

Na onda destas belas palavras da Mãe (Graça) para a Filha (Ana)

Deixo os meus Parabéns a todas as Mães, com um particular abraço para a Minha

Obrigado pela inspiração!

baili disse...

Having a daughter is blessing which i always wished for but unfortunately i don't have this priceless treasure .
i loved my mother more than anything else .
your poem is beautiful tribute to the love of this precious relationship my friend!

Isa Sá disse...

Bonito poema. Aproveito para desejar um bom domingo!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Marta Vinhais disse...

As palavras abrem-se e deixam que todo esse amor brote.... Sem limites....
Feliz Dia da Mãe...
A minha já não está entre nós, mas nunca será esquecida....
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

LuísM disse...

Graça:
Este é o poema que eu gostaria de ter hoje escrito, se para tal tivesse 'engenho e arte'.
Tão belo o poema, dedicado ao amor, na ponte entre avó e neta.
Um beijo, amiga e parabéns à Ana.

FATIMA WINES disse...

Olá, Graça!

Mãe e filha partilhando afectos vestidos de poesia. Gostei.
Parabéns, a todas as mães neste dia e nos outros.
bj.

Simone Felic disse...

Olá
Final de semana que vem será o dia das mães.
Lindo seu poema, palavras não devem se calar.
Bjs e bom domingo.

http://eueminhasplantinhas.blogspot.com.br/

São disse...

Feliz Dia da Mãe!

Abraço apertado

© Piedade Araújo Sol disse...


Um momento único de poesia cheio de ternura e sentires,
onde uma mãe elogia a filha e em sentido figurado enaltece também todas as mães neste dia
uma maneira tão original e subtil na poesia que a autora já nos habituou
muito belo!

beijinhos

:)

regina disse...

Graça, que poema tão belo. Não tenho palavras
Bjs
Regina

ManuelFL disse...

Parabéns, Ana, por fazeres anos e teres uma mãe que escreve poemas tão maravilhosos.
Beijos, Graça.

Nal Pontes disse...

lindo poema de homenagem para a sua filha. Parabéns as duas.
Amei ler essa doce poesia. Bjs querida

manuela baptista disse...

digo lindo!
estes, os cuidados do mês de maio,

à mãe e à filha, que afinal são três e muito mais

um abraço

Aline Goulart disse...

Tu sabes o quanto vai ser difícil este dia (que é no próximo domingo) para mim. Emocionada com essa postagem. Lindo poema. Este poema me fez lembrar da bela relação que construí com a minha mãezinha. Beijinhos...

Sofia disse...

Tenho a certeza que a filha gostou muito (=
Beijinhos

teresa p. disse...

"Onde estás mãe?
Tem cuidado contigo, filha!"
Muito feliz esta homenagem poética às Mães, feita com palavras e emoções que se entrelaçam. Gostei demais!
Parabéns à Ana pelo seu aniversário e à Graça pela sua sensibilidade e talento.
Beijo.

AvoGi disse...

Oh, quanto amor! A filha agradece.
Kis :=}

Olinda Melo disse...


Palavras doces como mel, e vão direitas ao coração.
Identificamo-nos com elas e nelas ficamos presas.
Digo, Mãe. Digo, filha. É o nosso mundo.

Obrigada, Graça.

Bj

Olinda

Olinda Melo disse...


Corrigindo-me:

Retiro as vírgulas que estão a mais.

:)

Zilani Célia disse...

OI GRAÇA!
LINDA HOMENAGEM E O MAIS BONITO É SER DE UMA MÃE PARA SUA FILHA.
ABRÇS GRAÇA E FELIZ DIA DAS MÃES.
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Sinval Santos da Silveira disse...

Querida Amiga, Graça Pires !
Isto me dá um "nó cego" na garganta...
Que texto !
Um caloroso abraço e uma feliz semana,
com o meu carinho, aqui do Brasil !
Sinval.

teresa dias disse...

Graça, que linda homenagem.
Li, reli e não deixei de me emocionar.
Há tanta doçura no teu amor de mãe.
Que falta eu sinto do amor da minha.
Beijo e boa semana.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia, linda homenagem mais que merecida a todas as mães, as palavras que criam o lindo poema são de enorme sensibilidade.
Feliz semana,
AG

Odete Ferreira disse...

Em cada tempo, um chamamento. Sempre diferente. Sempre (e)terno na intimidade (e prolongamento) dos laços de sangue.
Original e bela forma de dizer deste apelo.
Bj, Graça




alfacinha disse...

Que linda homenagem , a pessoa que me falta na minha vida é a minha mãe
boa semana

Suzete Brainer disse...

Graça,

Poema único na inscrição da beleza e originalidade
em expressar o amor nos laços dos olhares e
mãos dadas: mãe e filha em nascimento e em plenitude na vida!...

Parabéns para as duas pelo dia!

A imagem escolhida, título e o poema numa composição
belíssima e tocante, Poeta.

Uma boa semana
Um beijo.

Bell disse...

Relação mais bonita é essa de amizade de mãe e filha.

bjokas =)

Franziska disse...

"Existe sempre um lugar" sugiere su blog esta semana.

Pasé a saludarla y me encontré con un blog de poesía. Me encantó el poema. Estoy contenta porque me parece que lo entiendo bien. No conozco su lengua pero no está tan alejada de la mía: eso podrá facilitar la relación si aceptamos que yo no puedo escribir en su idioma.

Saludos muy afectuosos y cordiales. Franziska

Mariazita disse...

Quanta ternura neste doce poema.
Comoveu-me particularmente este:
" Onde estás, mãe? Tem cuidado contigo, filha! "
Palavras só possíveis na boca de uma mãe/filha.

Votos de uma semana muito feliz.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Um poema muito lindo, muito terno, em que o seu seu amor se revela de forme sublime a sua mãe e sua filha.
Espero que tenha passado um excelente Dia da Mãe.
Com um beijinho carinhoso,
Ailime

Teresa Almeida disse...


Sinto tanto o teu poema, Graça!
"Digo Mãe. Digo Filha." Conseguiste jogar as palavras num enlace emotivo e ajustado.
É, de facto, um poema muito feliz.

Beijinho, amiga.

Alfredo Rangel disse...

Graça:
O mais lindo retrato do mais lindo amor.
Uma enorme lição, em um texto que traz o mais doce perfume.
Um perfume que, quanto mais o tempo passa, mais doce fica.
Parabéns Graça.
Maravilhosa poesia, maravilhosa poeta, maravilhosa mãe...

Beijo

Agostinho disse...

Uma poesia arrebatadora.
Bastou-me ler "Digo mãe. Digo filha." para perceber o movimento implícito, recíproco, soprado com a ternura de quem floresceu e de quem é flor. O pólen fez-se mel na expressão dum amor supremo.
Bj.

Ives disse...

A palavra mãe laça a luz e traz ao olhar cristais molhados! beijos

Arroz Di Leite disse...

Bom dia Graça,

linda homenagem!!
Bjs

Tânia Camargo

Lucinalva disse...

Olá Graça
Linda foto e reflexão sobre o dia das mães. Abraços.

Manuel Veiga disse...

são os filhos nossos passos, não é Graça?
que se cumpra o desígnio com que vem fadada:
"tal mãe, tal filha..."

beijo

Fá menor disse...

Que lindo!
Palavras como cerejas, flores como filhas e mães.

Bjos

Maria Rodrigues disse...

Uma poema maravilhoso para celebrar o "Dia da Mãe".
Um presente único e belo para a sua filha Ana.
Beijinhos
Maria

Ana Paula disse...

Uma delicadeza teus versos que trazem amor, cumplicidade, intimidade.
Beijo!

Ana Tapadas disse...

Que lindo! Que ternura tecida de luz poética!

Tens uma Ana...eu, um José.

Beijinho

lis disse...

Dia que emociona e seu poema cumpre com fidelidade o sentimento Mãe Filha
Tela linda também.
Parabéns Graça,homenagem belíssima.

abraço

solfirmino disse...

"Palavras que se tocam como rios
da mesma nascente inundados..."
Que lindo, querida, que lirismo nesses versos. Adoro, como tudo que escreves. Um ótimo dia das mães para você.
Beijos

Ana Freire disse...

Que forma tão bonita de assinalar este dia, Graça!
Adorei este poema... onde o amor de mãe e de filha... se reflectem no cuidado e preocupação de cada uma... pela outra... tão bem evidenciados mesmo no final do poema...
Espero que tenha passado um dia muito feliz, Graça, na companhia da sua Ana!...
Beijinhos! Desejando-lhe a continuação de uma feliz e inspirada semana...
Ana

Mar Arável disse...

Como água cristalina por entre os dedos
Bjs

Silenciosamente ouvindo... disse...

Palavras que muito me comoveram.

Bjs, e votos de que se encontre bem.

Irene Alves

Kasioles disse...

Precioso poema que entrelaza el amor existente entre madre e hija.
¡Benditas madres que nos han querido tanto!
Cariños y buena semana.
kasioles

Marta Moura disse...

Lindo!

Lourdinha Vilela disse...

Belíssimo Graça. Um laço de amor eterno"mãe e filha" que se encantou mais ainda no seu poema.
Um abraço

Jaime Portela disse...

Brilhante e comovente.
Excelente poema, gostei imenso.
Bom fim de semana, Graça.
Beijo.

Poções de Arte disse...

Belíssima homenagem!
Parabéns!
Que Deus abençoe todas as mamães.
Abraços esmagadores e feliz dia.

Profª Lourdes disse...

Olá Graça! Lindo poema, que fala de um amor verdadeiro entre mãe e filha. linda homenagem as mães.
Amiga, o Dia das Mães é uma data comemorativa em vários países do mundo. A festa não tem a mesma data em todos os países. Aqui no Brasil, o segundo domingo de maio é dedicado as mães. Na verdade, todos os dias são dedicados as mães. Todos os dias e todas as horas, depois que os filhos nascem, as mães vivem para eles.
Mãe é poesia, tons, pausas, letras... Dona de um amor que se recicla e nunca é desperdiçado. Colo de mãe: o melhor remédio para todas as idades.
Para quem é mãe ou para sua mãe, desejo que no próximo domingo o verdadeiro presente seja o amor! O amor verdadeiro que dure a vida toda.
Abraços da amiga, Lourdes Duarte.
http://professoralourdesduarte.blogesus as abençoe sempre.spot.com.br/
http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa noite, querida Graça,
homenagem maravilhosa feita de mãe para a filha, que talvez já seja mãe também,
lindos versos que compõem, um todo repleto de amor e carinho.
Que todas as mães recebam um abraço de seus filhos e, que todos os filhos tenham sua mãe para abraçar, eu ficaria feliz se pudesse por um instante, a minha beijar.
Desejo a você, Graça feliz dia das Mães!
Beijos!

Victor Barão disse...

Graça, minha amiga!
Eu já tinha comentado esta sua publicação, pelo que no caso e com extensão a diversos comentários que ao longo dalgum tempo a Graça fez no meu blogue "receberedar.blogspot.com", sem que eu tenha partilhado qualquer desses comentários, por motivos que eu justifico minimamente na minha resposta ao comentário da Graça à minha partilha "Ovo de Colombo", mas o que em resumo leva a que eu venha também por este meio pedir perdão por só hoje (13-05) eu ter partilhado os diversos gratos comentários da Graça, incluindo alguns diversos outros.
Ficando então o meu grato obrigado e um múltiplo pedido de perdão!
Abraço amigo

Mirtes Stolze. disse...

Olá querida Ana.
Um belo poema amiga. A amizade entre mãe e filhos é algo maravilhoso. Feliz dia das mães amiga. Aqui no Brasil será amanhã. Um forte abraço.

Mirtes Stolze. disse...

Olá querida Graça
Um belo poema amiga. A amizade entre mãe e filhos é algo maravilhoso. Feliz dia das mães amiga. Aqui no Brasil será amanhã. Um forte abraço.

tulipa disse...


QUERIDA GRAÇA

que maravilha!!! fico sem palavras...

Já tinha na ideia vir visitá-la HOJE
decidi que, tinha que dedicar uma tarde
dos últimos mês e meio,
para visitar todos os amigos
dos blogues, pois tenho estado muito ausente

e, achei curioso
quando passei no blogue do António
do "Existe sempre um lugar"
que sugere uma visita ao seu blog esta semana.

Vim ver e acho uma delícia
aquilo que escreve à sua filha Ana

PARABÉNS às duas
Beijinho
Bom fim de semana. Tulipa


ADOREI:
Veio também o mês de maio
e, com ele, a trémula ondulação das palavras.
Digo mãe. Digo filha.
Palavras que se tocam como rios
da mesma nascente inundados,
pela mesma sede procurados.
Palavras que se dizem, que se calam,
que se questionam, que se entrelaçam.
Onde estás, mãe?
Tem cuidado contigo, filha!

CÉU disse...

Olá, estimada Graça!

Quem é Mãe e foi/é Filha sabe sentir e compreender aquilo que tão bem expressa neste lindíssimo poema.

O Dia da Mãe era comemorado a 08 de Dezembro. Lembra-se? Depois, "mudam-se os tempos, mudam-se as vontades" e de há uns tempos a esta parte, ficou para o 1º domingo do mês de Maio.

A Mãe, a sua, a Ana, a sua filha, vieram no tempo de todas as frutas e no mês de todas as flores. Elas são flores, mais que perfeitas, e estão em canteiros mto especiais e iguais. É "coisa" de sangue e entranhas e não há palavras suficientes, nem próprias para expressarem tudo o que sentem essas mulheres, as nossas Mães.

O final do seu poema está tão terno, tão relevantemente terno e doce, que apetece responder: estou no Paraíso, zelando por ti, querida Filha, vida minha. Sim, cuidarei sempre de mim, adorada Mãe, raiz de mim, porque te amo acima de todas as coisas!

O Dia da Mãe já passou no calendário, mas não no coração.

Beijos para todas vós.

PS: gostei muito da imagem, onde se observa uma Mãe zelosa e um Filha de olhar puro e protegido. Estão ambas, serenamente, vivendo aquele afeto eterno.

Alfredo Rangel disse...

Maravilhosa poeta

Pedro Luso disse...

Olá Graça.
Para o Dia das Mães a poetisa Graça compõe um poema singular, "Digo Mãe, digo Filha", que imagino tenha o poema nascido para mãe e filha pelo simples fato de que mãe não seria sem a existência da filha. Belo e singular poema.
Parabéns a ti, Graça, e à tua filha, pelo Dia das Mães.
Um bom final de domingo.
Um beijo.
Pedro

AC disse...

Ah, Graça, quanta sabedoria nas tuas palavras, rendilhadas com o mais fino recorte dos afectos...!

Um beijinho :)

Nadine Granad disse...

Ah, Graça!

Quanta sensibilidade e ritmo!
Uma delícia ler e nos perder nas palavras que carregam mais do que um sentido!

Beijos! =)

Nequéren Reis disse...

Encantado arrasando com sempre com suas belas emoção,
tenha uma semana abençoada, obrigado pela visita.
Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

mz disse...

A poesia e uma declaração de afecto onde a mãe é o colo, o refúgio, o cuidado, a árvore e o mel dos frutos.

Uma doçura de presente para uma filha, gostei muito.

Bjnhs

graça Alves disse...

Tão bonito quanto singelo!
Grata, Graça!
Beijinho

Daniel Costa disse...

Graça Pires
Tem cuidado mãe é certo: "mãe só há uma".
bjs

cintilante disse...

Muito bonito.
Como é bom dizer mãe, dizer filha.

Mila Lopes disse...

Mãe é ser sagrado...
Muito Belo!!!
Ótima semana!

https://palavrandoels.blogspot.com.br/

Bjsssss

Nequéren Reis disse...

Que maximo, tenha uma semana abençoada, obrigado pela visita.
Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

OUTONO disse...

E a festa foi bonita...sem dúvida. Uma excelente apresentação, quer da editora, quer do trabalho fascinante da tua sobrinha, que quero também conhecer na sua obra.
O livro já foi lido...e prometo relê-lo.
Boa continuidade, querida amiga que admiro e estimo.