1.7.17

Nu sentado no divã

Amedeo Modigliani

Agora, que tomei banho
e me perfumei com infusão de rosas,
podes vir pintar o meu retrato.
Sento-me de lado.
Não quero que mostres
as curvas todas do meu corpo,
nem que desvendes a mais íntima
nudez de minhas sedes.

Tenho sob a pele a máscara da inibição
onde escondo o anseio mundano
de colorir o desacerto dos meus passos.

Por isso, retoca devagar o recorte dos lábios,
o desenho dos olhos e este quase pudor
que o gume do tempo teceu em meu sorriso.

Graça Pires
De Fui quase todas as mulheres de Modigliani, 2017

Informo todas as minhas Amigas e todos os meus Amigos que vou estar no Forum da Feira do Livro de Braga no dia 7 de Julho, a partir das 17 horas. É um gosto enorme que apareça quem estiver por perto.

62 comentários:

José Carlos Sant Anna disse...

Que bela tradução do nu sentado no divã. Quanto lirismo e quão bela a dicção.
Pena não eu possa estar em Braga.
Desejo-lhe muito sucesso.
Um beijo,

José Vilhena Moreira disse...

..e ama-me só
com o olhar com que pintas...
:)
muito belo, Graça

AvoGi disse...

Se estivesse por aí iacertamente
Kis :=)

Cidália Ferreira disse...

Excelente poema! Amei
Obrigada pela partilha.


Bom fim de semana
Beijo

Marta Vinhais disse...

Um mistério que paira... para desvendar.... e nem sempre é desvendado...
Lindo....
Obrigada pela partilha e pela visita
Beijos e abraços
Marta

Lídia Borges disse...



Lá estarei, Graça, para um abraço amigo e para melhor conhecer esta pintura escrita.

Beijo meu,

Lídia

Profª Lourdes disse...

Boa tarde amiga! Amei sua postagem, como sempre cuidadosamente organizada, um lindo poema ilustrado com uma foto ideal para o contexto da poesia. Grata pela visita lá no meu cantinho, serás sempre bem vinda!. Um final de semana de muita paz e uma nova semana feliz e abençoada com muitas esperanças de dias melhores.
Abraços da amiga Lourdes Duarte.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Eis a mais bela expressão
Do belo, que por magia
Mostra o nu e a poesia
Numa mesma dimensão.

Pois a duas artes são
A minha alma, fantasia
Tão real que contagia
Minha mente, coração

E por inteiro, meu ser
Com muita luz e prazer
Como dádiva divina,

Pode-se dizer até
Que o nu poético é
Deus; é amor e doutrina.

Grande abraço. Laerte.

Franziska disse...

¡Cuanto me gustaría poder acudir a esa Feria del Libro que está tan distante de mi país! Confío en que tendrá un éxito, el que se merece la buenísima calidad literaria de la que hace gala, buen estilo, ingenio y la ternura que la acompaña.

Ha sido un placer leer ese poema. Creo que lo he entendido bien. Me encantó. Un abrazo. Franziska

Maria Rodrigues disse...

Maravilhosa pintura poética.
Bom fim de semana
Beijinhos
Maria de
Divagar Sobre Tudo um Pouco

lis disse...

Muito bela a tela do pintor Modigliani e tão belo também a sua inspiração diante dela desenhando com palavras outra tela de sentimentos.
Sucesso,Graça no Forum que gostaria de poder participar ,mas temos muito oceano ao redor. rs
Abraço

✿ chica disse...

Que lindo tudo aqui! E desejo o maior sucesso.Parabéns! bjs, chica

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Rita Sperchi disse...

Boa noite td bem por aqui....
Vim fazer minha visita e ,convidar vc
para uma brincadeira la no meu cantinho
Será um prazer sua participação, e parabéns
pelo belo post
Abraços com carinho!

└──●► *Rita!!

Victor Barão disse...

Mais um belíssimo poema de "Fui quase todas as mulheres de Modigliano", ilustrado por uma magnifica imagem/pintura de Amedeo Modigliani.

O toque artístico do nu, fotográfico ou pictórico, passa, por não dizer que está mesmo em "não desvendar a mais íntima
nudez..." e/ou no que se faz adivinhar para lá do insinuadamente revelado!

Aqui sublimado pelas belas/poéticas palavras em "Nu sentado no divã"

Beijo com voto de sucesso e de muitos parabéns

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Ei querida!
Que delícia de
postagem!
Encantada
aguardo você para nossa
festa do 7º aniversario
do nosso Blog Espelhando.
Bjins
CatiahoAlc.

Célia Rangel disse...

Um expressar lânguido e sensual do nu que, só a poesia da vida, filtrada por insinuantes momentos, deixam marcas de quem ama em toda a sua plenitude.
Abraço.

Zilani Célia disse...

OI GRAÇA!
SÓ NÃO IREI POR ESTAR BEM LONGE, COMO SABES, MAS, AMIGO TE DESEJO TODO O SUCESSO DO MUNDO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Isa Sá disse...

Bonito poema.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

LE CHEMIN DES GRANDS JARDINS disse...

Maravilhosa pintura poética.

abraço

Roger

Mariazita disse...

O nu de Modigliani falou pela voz da poetisa.
E como se expressou! Traduziu, até ao mais ínfimo pormenor, as sensações de estar nua, em exposição.
Belíssimo poema!

Votos de um Domingo feliz
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Daniel Costa disse...

Graça Pires
Belo poema, dentre os vão sendo apresentados, sendo todos a meu gosto, há os que o próprio gosto distingue. é, pois normal distinguir este!
Beijos

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Um texto quando escrito
desta forma,
não é apenas para ser lido,
mas também,
para ser imaginado...

Abraço minha amiga Graça.
Aluísio Cavalcante Jr.

© Piedade Araújo Sol disse...

as palavras cuidadas e melódicas da Poeta fizeram jus à imagem.
muito bom!
beijinhos
:)

Blog da Gigi disse...

Ótimo domingo!!!!!!!!! Beijos

Sinval Santos da Silveira disse...

Amiga Poetisa, Graça Pires !
Incrível !
Não posso definir, em outra palavra, além
de FANTÁSTICO, este texto, pois seria uma
heresia, um atrevimento...
Um ótimo domingo e o meu carinho, aqui do
Brasil.
Sinval.

Rita Freitas disse...

Uma nudez poética escrita de forma tão bela.

Beijinhos e uma boa semana.

Olinda Melo disse...

Um nu com um recato delicioso. Um belo poema que prestigia ainda mais esse belo quadro.
Obrigada, Graça.
Bom resto de domingo.
Bj
Olinda

Ana Tapadas disse...

Muito belo, mesmo!

Beijinho e muito sucesso por Braga.

Sofia disse...

Muito bonito (= Boa semana!

Nadine Granad disse...

Oi, Graça!

Tenho ficado cada vez mais perplexa após ler os seus últimos poemas postados!
A delicadeza das palavras, a seleção, organização dos versos!... Quase sentimos o perfume da modelo!

Beijos!
Boa semana! =)

Agostinho disse...

Muito para além de Amedeo, a poeta dispõe de uma paleta delicada de palavras com que retrata a beleza que expõe. Da sua beleza concreta, discreta, faz a SUA poesia.
Bj.

ManuelFL disse...

Li este poema - tal como a pintura de Modigliani - como uma celebração feliz do erotismo.
Um corpo que não se desnuda por inteiro - "este quase pudor" - é fonte de uma sede imperiosa.
Escreveu Octavio Paz em 'A Chama Dupla' que «o erotismo [...] é sexualidade transfigurada pela imaginação humana». Eu diria, transfigurada pela imaginação poética da Graça.
Beijo.

Laura Ferreira disse...

muito bonito, Graça :)

Poções de Arte disse...

Gostei demais deste poema. Pudor, mistério numa linda pintura.
Obrigada pelo carinho com meu trabalho.

Sucesso em Braga.
Abraços e feliz semana!

solfirmino disse...

Adorei!
Graça, querida, tinha vindo mais cedo comentar, mais meu wi-fi caiu, agora estava tentando lembrar. Sei que associei à última postagem do meu blog, Aventureira, e à foto que está lá, que é o contrário dessa inibição, a musa bacante.
Será que Modigliani a retocaria? Hoje em dia é fácil usar o photoshop...
Beijos

teresa p. disse...

A sensualidade numa bela e delicada linguagem poética. O poema é sublime, tal como a pintura de Modigliani que o ilustra.
Beijo.

Tais Luso disse...

Que lindo, sensualidade, sensibilidade, beleza, tudo misturado na medida exata!
Só pode ficar assim, um bálsamo para nossa imaginação.
A obra... de extremo bom gosto!
Sucesso sempre, querida Graça!
Se eu estivesse aí, estaria na primeira fila...
Beijos.

Anete disse...

Caliente e belo poetar...
Mais e mais sucesso, querida Graça...
Abraço grande...

baili disse...

what sensual and sensational painting!
and how grave and intimate words you used along with it .
a perfect blend of beauty and sensitivity .
i would call it "The Master Piece"

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Excelente e sensual poema muito bem ilustrado por um belo quadro de Modigliani.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

AC disse...

Uma sensibilidade ímpar servida por palavras muito próprias. Que me desculpe a memória de Modigliani, mas aqui é mero adereço.

Um beijinho, Graça :)

Ives disse...

O mais bonito pertence aos pinceis mais sensíveis, beijos

Aline Goulart disse...

Mais um belíssimo poema da tua autoria, Graça.
Gosto de poemas que exalam sensibilidade.
Sucesso no Fórum.

Beijinhos...

Nequéren Reis disse...

Maravilhoso, obrigado pela visita.
Blog: https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

Odete Ferreira disse...

O recato no retrato.
O recato nas palavras. Que dizem, sem o dizer.
Um poema sedutor e belo. Que me impele à contemplação...
Bj, Graça
(Quanto a Braga: o evento ficará mais rico com a tua presença...)

Patrícia Pinna disse...

Bom dia, Graça.
Belíssimo poema.
Tens uma tradução íntima com as palavras.
As sente,ouve e traduz com perfeição.
Parabéns.
Sucesso!
Beijos na alma.

Marta Moura disse...

Não posso ir mas desejo o maior sucesso. Porque o talento deve ser reconhecido!

Jaime Portela disse...

Duas obras de arte que se complementam, mantendo a sua originalidade.
Excelente poema, como sempre.
Bom resto de semana.
Beijo.

Ailime disse...

Magnífico retrato poético colorido com a mestria da sua elevada poesia.
Muito belo o poema.
Desejo muito sucesso, Graça, no Fórum de Braga.
Beijinhos,
Ailime

Sara com Cafe disse...

Lindissimo! Parabéns.

Abraço.

Maria Eu disse...

Belíssimo!

Beijos, Graça:)

manuela baptista disse...

poema a pastel!


um abraço, Graça

Teca M. Jorge disse...

Que precioso poema acompanhado de tão boa pintura!

(quem me dera estar aí para poder apreciar um pouquinho a sua tão bela arte!... sucesso!)

Um beijo e uma flor

Profª Lourdes disse...

Bom dia amigo! Vim retribuir sua visita e o comentário que deixou, sempre engrandecendo a postagem. Serás sempre bem vindo ao meu cantinho, volte sempre.
Amei o seu post, poema belíssimo e encantador. Parabéns!

Tenha um domingo feliz e um início de semana na paz, com muita saúde e felicidade. Abraços, Lourdes Duarte.
Deixo os lingues dos meus blogs para quem desejar conhece-los e seguir. Ficarei grata!
https://professoralourdesduarte.blogspot.com.br/
http://filosofandonavidaproflourdes.blogspot.com.br/

Lília Tavares disse...

Querida Graça,

Poema fantástico de uma imensa sensualidade semi-desnudada, semi-adivinhada.
Deixo beijinho.

Lília

graça Alves disse...

Maravilhoso, este poema, dos muitos que compõem o livro!
beijinhos

manuela barroso disse...

Quanto recato poético, quanta nudez nas cores das palavras! Simplesmente divinal, Graça!
Beijinho grande, já de saudades!

deep disse...

Belos, poema e pintura.

Boa semana, Graça. Beijos

Licínia Quitério disse...

Grande livro este, Graça. Se Amadeo te pudesse ler...
Beijinho.

via disse...

Boa relação pintura/palavras. bjos

Ana Freire disse...

Um poema muito belo, Graça... e absolutamente irresistível!
Irei contrariar um pouquinho do seu recato... qualquer dia, lá no meu canto, se me der licença, Graça... e destacarei uma parte do mesmo...
Beijinho
Ana