7.1.19

Em seara alheia



Por vezes é assim

Por vezes é assim. Uma pequena fissura no pensamento,
e o mundo divide-se.

José Luís Outono
In: CONTINUUM: antologia poética. Pinturas de Luís Liberato, fotografias de Soledade Centeno. Braga: Poética, 2018, p. 96

51 comentários:

Rejane Tazza disse...

Tão curtinho e tão acertado pensamento! Gostei! Linda semana! beijos, chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Concordo plenamente.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Larissa Santos disse...

Intenso e interessante:))

Hoje:- Embriagada na saudade da distancia.

Bjos
Votos de uma óptima Segunda-Feira.


Franziska disse...

Es completamente cierto pero también lo es que, esos instantes lúcidos como un rayo, no llegan a nosotros con demasiada frecuencia. Un abrazo.

Mirtes Stolze. disse...

Bom dia querida Graça
O pensamento é algo que tem poder imaginável. Uma linda semana querida amiga. Grande abraço.

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Pensamento perfeito!
Adorei começar o dia e
a nova semana
vindo aqui.
Bjins
CatiahoAlc.

Sandi disse...

pergunta intrigante....

carlos perrotti disse...

Certero e claro pensamento tao poético como irrefutável.

Abraço grande, Graça. Muito obrigado.

Marta Vinhais disse...

É o momento em que se abre a porta e depois torna a fechar-se...
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Cidália Ferreira disse...

Quanta verdade!

Coisas de uma Vida
Beijo e uma excelente semana.

Ulisses de Carvalho disse...

O mundo divide-se no pensamento e também, desde há muito, rente às retinas. Um abraço, Graça.

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Admiro muito Luís Outono e tive o prazer de o conhecer no lançamento do seu Livro na Férin!
Um pensamento muito belo e tão verdadeiro.
Muito obrigada pela excelente partilha.
Beijinhos, minha Amiga, e uma boa semana.
Aiime

María Dorada disse...

Es cierto lo que dices, querida amiga.

Un beso enorme.

João Menéres disse...

Tens conhecimento da realização do PRÉMIO POESIA António Ramos Rosa ?
Caso queiras, facilita-me o email e eu envio.

Beijo.

manuela baptista disse...

pensamento bonito de alguém chamado Outono

o outono também é assim, por vezes, muitas das vezes,

uma fissura de luz castanho-dourado


um abraço, Graça

teresa dias disse...

“Por vezes é assim”, com 58 letras se diz TUDO.
Obrigada Graça, por esta bela "seara alheia".
Beijo, querida amiga, e uma boa semana.

Fá menor disse...

Uma pequenina frase que diz tanto!

Beijinhos, Graça Pires e José Luís Outono!

© Piedade Araújo Sol disse...

sábias palavras
as do Poeta
eu gosto muito da escrita e da fotografia do JLO

beijinhos

:)

Victor Barão disse...

Subliminar, diria/digo eu!
Bom resto de semana
Beijo
VB

Cleo Gomes disse...

Simples e objetivo.

Cheguei e gostei.

Bom ano.

;)

Zilani Célia disse...

OI GRAÇA!
LINDO PENSAMENTO.
AGRADEÇO PELO ANO DE INTERAÇÃO, ESPERANDO QUE 2019 ASSIM NOS CONSERVE.
ABRÇS
https://zilanicelia.blogspot.com/

Majo Dutra disse...

Um interessante poema minimalista...
Dias confortáveis e animados.
Beijinhos
~~~~

Isa Sá disse...

Um mundo parece que não se quer unir...


Isabel Sá
Brilhos da Moda

Daniela disse...

...Reflicta-se!
=)

Bjinhos
Por aqui com, Olhares em caminhos floridos. Renovação de forças.

Cadinho RoCo disse...

Mundo de tantas inclusões e divisões.
Cadinho RoCo

Lua Azul disse...

E quando o mundo se divide pode ser - ou não - o cabo dos trabalhos!
Boa semana!

A Paixão da Isa disse...

É bem verdada amiga a vida ela nos da mtas supresas adorei bjs

LuísM Castanheira disse...

Dividido ou multiplicado, o pensamento ainda não e' razão de Estado (por enquanto...)

Gostei muito. Simples, conciso e profundo. Obrigado por esta partilha.

Uma boa semana, minha Amiga Graça.

Marta Martins disse...

Que pensamento bonito. Obrigada pelas palavras simpáticas que tem deixado no blog, tenho estado doente e ainda não tinha tido oportunidade de responder. Boa semana, feliz 2019.

Lucinalva disse...

Olá Graça
Interessante pensamento. Bjs querida.

Pérola disse...

Na simplicidade da vida.

beijinhos

Gracita disse...

Palavras sábias para uma instigante reflexão
Beijinhos querida Graça

José Carlos Sant Anna disse...

Por vezes, os signos submersos estão à procura do céu.
Gostei do poemeto que sem alarde fica.
Um beijo, minha querida amiga,

Lídia Borges disse...


Excelente escolha, Graça!

Beijinho.

Lídia

Erika Oliveira disse...

Muita sabedoria. Excelente semana.

Teresa Almeida disse...

Diz e bem José Luís Outono.

Belo corte em seara alheia, querida Graça!

Beijo meu.

Escrevinhando disse...

Palavras poucas que dão o que pensar e que eu gostei muito.

Ana Bailune disse...

Retrato dos nossos tempos.

Agostinho disse...

Uma criteriosa selecção, está minimalista.

Assim é
do micro ao macro
Até na poesia que antecipa realidades
Por ela irremediavelmente
divide-se um continente
até a rocha dum homem
em luz e negrume

Encontro nesta fonte, sempre, discernimento iluminado, Amiga Graça.
Hoje ainda mandarei um beijo por e-mail.

Daniel Costa disse...

Graça Pires sou fã das ideias assim tornadas expostas, creio que as mesmas influenciaram e influenciam o meu modo de ver o mundo.
Beijos

Manuel Veiga disse...

se assim o diz, deve ter suas razões o poeta.
apreciei a tua homenagem, Graça

beijo, minha amiga

PAULO TAMBURRO. disse...


GRAÇA PIRES,

por vezes é assim, mas... quando uma pequena fissura do pensamento torna-se uma brecha enorme e de dentro dela vozes aturdidas gritam como se quisessem sair dos horrores existenciais do quinto dos infernos de Dante Alighieri, então aquilo que por vezes é assim, passa a ser por vezes assado. muito assado, inevitavel me
Quem mantem o mundo integro, robusto e sadio são as nossas coerências, virtudes, saberes estudados, modus in rebus, folkways ajustados a realidade, maneiras de se expressar condizente com a ética , moral e dignidade da especie humana que ao sair dos domínios de nossas mentes e dos nossos pensamentos e se tornem publico, não tenham a maléfica e terrível voracidade apocalíptica para destruir o anteriormente posto e servível todos nós.
Pequena fissura do pensamento de Hitler o que provocou.
Minima mudança ou fissura menor do pensamento de Mussolini colocou a todos a beira da barbárie da civilização democrática.
A sandice de quem por pequena fissura de pensamento jogou toneladas de bombas , no momento mais covarde da guerra, sobre Pearl Harbor e aquela pequenas fissura do pensamento que fez em represália ao ofendido, lançar as bombas atômicas sobre Hiroshima e Nagasaki, dividiram o mundo sim,esculhambaram geral a linearidade dos comportamentos civilizatórios e humanísticos desejáveis.
Graça Pires, a razão de serem sempre as 'pequenas 'fissuras do pensamento aquelas que provocam ao divisão do mundo, é porque para as grandes e escancaradas fissuras estaremos sempre preparados, no entanto, minha amiga virtual, O DIABO SE ESCONDE É NOS DETALHES, nas pequenas fissuras, nas minimas traições nos invisíveis e destruidores mundo das baterias que quando se apoderam de nós nos matam.
Beijo, amiga virtual.
um abração carioca.

Olinda Melo disse...


Boa noite, Graça


Parfait! A nós a missão de reflectir e procurar o conserto ideal para as brechas que se apresentem, procurando soluções e não deixando que as fissuras se alarguem desmesuradamente. Um trabalho de titãs, mas necessário.

Beijinhos

Olinda

manuela barroso disse...

Quanta verdade em tão poucas palavras !
Oxalá a divisão fosse a mais conveniente !
Beijinho, querida Graça ❤️

maría del rosario Alessandrini disse...

Verdad que aun pequeña es poderosa. Feliz 2019.
Abrazo

Jaime Portela disse...

E é mesmo uma coisa que por vezes acontece...
Graça, um bom fim de semana.
Abraço.

Suzete Brainer disse...

Um excelente poema que sinaliza
o caminho da dualidade humana,
a começar sempre mentalmente. ..

Grata por mais uma excelente
partilha da arte poética aqui, Graça! !

Beijos e ótimo final de semana.

José Ramón disse...

Grande su reflexión Saludos

Ana Freire disse...

Uma grande verdade!... E como a actualidade, o tem sempre vindo a provar, tantas vezes...
Como sempre, uma formidável partilha, Graça!...
Beijinho! Desejando-lhe um bom final de domingo, e uma excelente semana!...
Ana

Emília Pinto disse...

Poucas sementes usadas e mesmo assim a seara está perfeita, sem fissuras nem divisões; um " colirio para os olhos " como se costuma dizer esse campo a perder de vista, dourado ou verde conforme as sementes usadas. É assim na nossa vida também, as fissuras aparecem e causam divisões e até desmoronamentos e elas não são só as do pensmento, mas também as temos nos relacionamentosos e há que cuidar delas com cuidado, colocando um cimentinho antes que se torne numa brecha enorme, mais dificil de consertar. Um beijinho, Graca e obrigada por estas palavras, poucas, mas que podem levar a muitas interpretações e reflexões. Parabéns ao autor. Boa noite, amiga
Emilia

Isa Sá disse...

Bonito poema.


Isabel Sá
Brilhos da Moda