9.9.19

Gargalhada


Georges Dussaud



Plenos de astúcia promulgamos, 
com a sonoridade do vento norte, 
a normalidade de rir ruidosamente 
e com o excesso de quem é capaz 
de troçar da própria cara.

Graça Pires
De Caderno de significados, 2013, p. 15

58 comentários:

Olinda Melo disse...


Ai, Graça, que lindo!
Há lá coisa mais linda que uma boa
gargalhada e termos a capacidade
de rirmos de nós próprios?

Eu e os meus irmãos (6) temos esse hábito.
Entre cantar e tocar, vamo-nos rindo
do que nos acontece. Quando estamos
juntos é sempre uma festa.

Astuciosamente, pois, promulguemos a vontade
de rir alto, ruidosamente, de dar sonoras
gargalhadas.

Adorei, minha amiga. Excelente!

Boa semana. Beijinhos

Olinda

Giancarlo disse...

Buon inizio settimana

chica disse...

Linda foto e como é bom assim gargalhar.Precisamos para desopilar o fígado,rs...beijos, linda semana,chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Gostei e aproveito para desejar uma boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Roselia Bezerra disse...

Bom dia de nova semana, querida amiga Graca!
E leve quem ri de si mesmo.
Ha momentos assim como o descrito em seu poema. Desopilam o nao resolvido de dentro de nos.
Tenha uma semana feliz e abencoada!
Bjm carinhoso e fraterno de paz e ben

Marta Vinhais disse...

" Quem ri, seus males espantam" não é o que diz o ditado?
Rir ajuda a combater as teias de aranha, abre a porta a tudo..
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Carlo Sants disse...

Que maravilhosa foto e que maravilhoso texto.
Quem ri de quem faz troça de si mesmo
ri a pensar: "eu queria ser assim".

Larissa Santos disse...

Fantástico, maravilhoso :))

Hoje:-Procuro na solidão. |Poetizando e Encantando|

Bjos
Votos de uma óptima Segunda-Feira.

Jaime Portela disse...

Quase sempre é saudável rir. E muito mais de si próprio.
Magnífico, como sempre.
Graça, tenha uma boa semana.
Beijo.

Manuelfl disse...

Rir ruidosamente, troçar da própria cara, uma boa gargalhada é sempre saudável. E quando é acompanhada de malandrice, como na foto...

carlos perrotti disse...

Rir como a vida ri, diz o tango. Saiba rir. Seu poema promove, Graça, o espírito festivo de viver ... de saber viver apesar de tudo ...

Tocante comovido poema, amiga. Un abraço muito grande.

Lucinalva disse...

Olá Graça
Bela postagem. O coração alegre é bom remédio. Bjs querida.

© Piedade Araújo Sol disse...

é preciso ter humor para rir de si próprio mas até é saudavel.
e eu gosto tanto de rir.
poema e foto em completa sintonia.
uma boa semana amiga Graça
beijinhos
:)

Tais Luso disse...

Só tem uma coisa melhor de que uma gargalhada dessas; são aquelas que a gente chama de 'ataque de riso', não conseguimos parar, e quanto mais tentamos parar, pior fica!!!
Gostei muito, amiga Graça!
Uma ótima semana, beijo!

Teresa Almeida disse...

São belíssimas as fotos de Jeorges Dussaud. São de quem busca a autenticidade de um povo. Sabemos que a verdadeira gargalhada é algo irreprimível e contagiante. Excelente captação na foto e no poema. Que astúcia, minha querida amiga!

Beijos, Graça.

A Paixão da Isa disse...

Sabe tao bem dar uma boa gargalhada pois faz bem eu adoro ouvir as pesas a rir hehe bjs tudo de bom

Luis Eme disse...

Sim...

(boa escolha da imagem)

abraço Graça

JUAN FUENTES disse...

Una foto muy buena

Ana Bailune disse...

Boa tarde!
Risos que prometem!

bea disse...

rir é mesmo específico do ser humano. Mas quem consegue rir de si, rir alto e naturalmente, é muito mais feliz; o riso é libertador, atira fora as pequenices, limpa a casa.

Toninho disse...

A imagem é show Graça.
Um riso maior que um sorriso,
que seja da cara da gente, mas gente feliz.
Semana linda para ti.
Beijo amiga.

Cidália Ferreira disse...

Sempre um gosto lê-la! ;)
-
Nostálgica Viagem...
Beijos, e um excelente dia!

Bell disse...

Tão bom, adoro gargalhar!!


bjokas =)

Sam Seaborn disse...

Gostei muito, da fotografia e das palavras.

Isa Sá disse...

Bonito poema.

Isabel Sá  
Brilhos da Moda

Agostinho disse...

Que bom anunciar-se
assim
a clareza da verdade
do rosto na gargalhada
É Lei primeira!!!
Divulgue-se em editais
em todas as ruas e locais

Beijo, Amiga Graça Pires.

José Carlos Sant Anna disse...

Com argúcia, vais poetizando tudo com minúcias. E me fez lembrar o poema de Caetano Veloso, musicado: Eu quero ir, minha gente, eu não sou daqui/ Eu não tenho nada, quero ver Irene rir/ Quero ver Irene dar sua risada/ Quero ver Irene dar sua risada/ Irene ri, Irene ri, Irene / Irene ri, Irene ri, Irene/ Quero ver Irene dar sua risada.
Um beijo, minha amiga Graça!

Zilani Célia disse...

Oi Graça!
Uma boa gargalhada é libertadora.
Quando de nós mesmos, melhor ainda.
Abrçs amiga.

manuela barroso disse...

...e caio aqui onde são as tuas imagens as primeiras a dar as boas- vindas...
E depois deste(s) sorriso(s) tão sugestivos e tão cheios de vida, a "cascata" de gargalhadas também se despreendem do teu poema como bolas redondas de sabão nas cócegas da alegria sincera!
Como tão bem és capaz de, numa forma tão "austera" trazeres uma boa risada! Só Tu!
Abraçoo!

Emília Pinto disse...

" Sempre soubemos " que há rosas que perdem as pétalas perfumadas antes que as admiremos, sempre soubemos que elas têm espinhos e que devemos aproximar-nos delas com cautela, sempre soubemos que a vida nem sempre é bela e que muitas vezes nos faz chorar por sofrimentos tamanhos, no entanto, ela também nos dá momentos de alegre convivio onde as gargalhadas entoam fortes e esses devem ser vividos com muito riso. Gargalhar é muito bom e deixa-nos a alma " lavada ", mesmo que seja por alguma acção nossa tão disparata que só pode provocar riso, em nós e nos outros. Só não vale rir da desgraça alheia e muito menos rir , com aquele risinho " amarelo " de puro desdém. Esse não! Só gargalhadas límpidas, saudáveis que fazem até que os olhos chorem de tamanha alegria. Também se chora de alegria. Amiga Graça, sempre um prazer vir cá, deliciar-me com bela poesia, seja tua ou numa seara alheia. Boa noite e um abraço amigp
Emilia

Maria Rodrigues disse...

O rir, alivia a alma das amarguras, que algumas vezes por lá habitam.
Lindo poema
Beijinhos
Maria

Sandra May disse...

Muito bonitos, poema e fotografia ilustrativa.
Quanta alegria, gostoso de ver e ler!
Um abraço, Graça.

Pedro Luso disse...

Olá Graça!
Uma beleza este teu poema querida amiga, que está no teu livro "Caderno de significados".
Votos de boa semana Graça.
Um beijo.
Pedro

Delas&Deles ou ViceVersa disse...

Graça,
Gargalhar é sempre
uma delícia!
Lindos versos.
Se desejar vai conhecer
meu novo espaço.
Bjins
CatiahoAlc.

Anónimo disse...

Que boa essa capacidade de rirmos de nós "de troçar da própria cara".
Uma boa gargalhada liberta tensões e ajuda a encarar a vida com mais otimismo. Não é fácil!
Um magnífico poema e uma foto maravilhosa.
Beijo.
teresa p.

fatimawines disse...

Olá,

Que bom fazermos de uma boa gargalhada medicamento para doenças de alma.
A tua poesia pode se tomar sem prescrição e, mais, ainda não paga impostos.
Só para nos rirmos, lá que tem valor acrescentado tem.
bj.

Carlos Augusto Pereyra Martínez disse...

Saludables versos, bellamente recogiditos como los de nuestro vallenato colombiano, para darnos una lección de vida: reír y ser capaz de burlarnos de nosotros mismos. Qué buena terapia¡. Un abrazo desde mi cubil colombiano. carlos

Fá menor disse...

E rir faz muito bem! :D

Beijinhos, amiga!

Majo Dutra disse...

É muito bom soltar boas e sonoras gargalhadas
em intimidade com familiares e amigos...
Todo esse prazer ficou bem expresso no seu poema.
Dias de harmonia e contentamento.
Beijinhos, querida Amiga.
~~~~~

baili disse...

laughing at ourselves is rare quality dear Grace
it requires a lot of bravery indeed :)
subtle poetry and such lovely image
blessings!

Jaime Portela disse...

Gostei de reler este pequeno mas excelente poema.
Graça, um bom resto de semana.
Beijo.

Jornalista Douglas Melo disse...

Graça,
Eu sou um adepto do bom humor e do sorriso, pois, conseguir sorrir uma boa gargalhada espontânea e verdadeira, só nos faz bem em todos os sentidos!
Beijos!!!

Manuel Veiga disse...

num mundo em que quase ninguém aceita que alguma vez "levou porrada"
uma boa gargalhada é uma excelente terapia.

um beijo (e um sorriso), Graça

Humberto Maranduva disse...

Sim, Graça Pires, só a gargalhada valida o dogma da vida.
Gostei muito deste pequeno-grande poema, capaz de em tão condensados versos reflectir um tão tenso, intenso e extenso conceito.
Um óptimo fim-de-semana.
Abraço.

Agostinho disse...

Voltei p'ra ver quem ria
ou gargalhava conforme
o espaço em que se contém
e o fôlego que tem
e eu
sem siso

Bom fim de semana, Graça Pires.

Anete disse...


Se rir é um bom remédio, gargalhar é um excelente refrigério... A foto é boa demais e aplausos ao poema, querida Graça!... Você escreve com grande sensibilidade...
O meu abraço... Bom fim de semana p vc e família...

lanochedemedianoche disse...

Reir es una verdadera dicha, bella foto.
Abrazo

Kalinka disse...


a normalidade de rir...
algo difícil ultimamente
tenho estado muito deprimida daí as minhas ausências

MAS
muito carinhosamente quero agradecer todas as suas visitas
que, mesmo eu não vindo cá
a Amiga faz questão de estar sempre presente
e isso para mim, não tem preço
só posso mesmo dizer que está no meu coração!

Aqui tem post novo
http://meusmomentosimples.blogspot.com/ 

Bom fim de semana
Bjs da Tulipa

Mariazita disse...

Saber rir de si mesmo é uma virtude que nem todos possuem.
Palavras muito acertadas, querida Graça.
A foto é maravilhosa! Duma pureza e singeleza enormes faz-nos, no mínimo, sorrir de satisfação

Desejo bom Fim-de-semana
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

solfirmino disse...

Querida, foto e poema maravilhosos.
Um beijo

Ulisses de Carvalho disse...

"Respeito muito minhas lágrimas, mas ainda mais minha risada", como canta o Caetano em uma de suas músicas. Ou como no tão conhecido provérbio: "não leve a vida tão a sério, afinal não iremos sair vivos dela".

Gosto quando com pouco dizem muito, Graça, tal como fizeste. Um beijo.

Alice Alquimia disse...

Rir ruidosamente é um sonho de consumo pra muita gente, pois lhes falta coragem.

Mirtes Stolze. disse...

Boa tarde querida amiga Graça.
Que lindo poema. Não pode faltar na vida uma boa risada que alivia até as almas cansadas. Uma linda semana. Enorme e carinhoso abraço.

LuísM Castanheira disse...

uma boa gargalhada
solta, intensa
mesmo desgarrada...
tão bom ouvi-la
ou provocá-la
(ainda melhor quando cristalina).
e rir, ate’ o choro se soltar
(mesmo que seja o enganoso espelho
a olhar).

interessante, Graça!

um beijo, minha Amiga.

Sinval Santos da Silveira disse...

Querida Mestra, GraçaPires !
Ah..., essas gargalhadas me são muito familiares,
e próprias em minha terra, principalmente dos
descendentes Açorianos, alegres, por excelência !
Uma ótima semana e um fraternal abraço, aqui do
Brasil.
Sinval.

Reflexo d'Alma disse...

Graça,
Esse gargalhar foi parte
da minha libertação como Mulher.
Obs: deixei uma resposta pra você lá
no Espelhando de hoje.
Bjins
CatiahoAlc.

manuela baptista disse...

Os pontos cardeais do vento,
às vezes forte, outras suave ou muito quente

o deus Éolo a troçar da nossa cara

um beijo, Graça

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Minha Amiga Poeta, como foi possível escapar-me este tão belo e expressivo poema?
Gostei imenso e a foto é muito bela também.
Um beijinho e uma boa semana.
Ailime