11.9.07

Em lábios imperfeitos

Manuel Fazenda Lourenço
Com efeitos coloridos
no balancear das pernas
cobri meus lábios de cinza.
Talvez seja necessário
permanecer em silêncio,
ou reinventar palavras
que denunciem uma suspeita
indecifrável, distante, intransponível.
Falo de todos os crepúsculos
carregados de presságios
e do ciúme da palavra
em lábios imperfeitos.
Falo da solidão do olhar,
quando o corpo apenas sente
a coragem que a alma lhe consente.


Graça Pires
De Não sabia que a noite podia incendiar-se nos meus olhos, 2007

12 comentários:

Licínia Quitério disse...

O crespúsculo é a hora de todas as suspeitas. Disso falas "no balancear das pernas".

Gostei. Como sempre.

Beijo.

aida monteiro disse...

O olhar. aquele
que tudo silencia.

abraço pelas palavrinhas que tem deixado no meu cantinho e pelas suas, que tão bem me recebem aqui.

Sophiamar disse...

Um poema que te revela. Sonhadora, sensível, doce...
Beijinhos

maria m. disse...

podia dizer do que sinto neste poema, do desejo, do medo...

mas mais do que isso quero dizer-te que está muito bem escrito, concebido,
que gosto muito dele!

mafalda disse...

Graça, tu sabes que me delicio com os teus poemas... que fico extasiada, a lê-los e relê-los, como se de magia se tratasse: isso, essa capacidade de conseguir organizar palavras em versos e transformar versos em poesia pura.

É muito gratificante regressar e visitar a casa de amigos onde se constata que escrever poesia pode parecer tão simples como a água que corre, num rio, sem alternativa nem outro destino que não seja o de desaguar algures...
para que o mundo continue a girar e as pessoas continuem a poder sorrir e sonhar.

Bem hajas, Graça. E obrigada.
Um beijo.

hfm disse...

Belíssimo!

Graça Pires disse...

Obrigada Licínia pela visita e pelas palavras, nesta hora de todas as suspeitas... Um beijo.

Aida, gostei da tua visita e da observação. Um beijo.

Obrigada Sophiamar, tão sonhadora também. Um beijo.

Maria M., gostei do que disseste e do que ficou por dizer. Um beijo.

Mafalda, que bom teres voltado. O teu entusiasmo faz-me bem. Um beijo.

Obrigada Helena pela visita. Um beijo.

AF disse...

parabéns, também gosto muito deste poema.

herético disse...

gosto do ciume das palavras (im)perfeitas. como o balacear das pernas. em transgressão. ou como promessa...

Daniela disse...

Linda (in)fusão entre fotografia e poema. Parabéns!

Graça Pires disse...

Obrigada AF, Herético e Daniela pela vossa visita e pelas palavras perfeitas... Um beijo

Andresa disse...

Por acaso achei seu blog...
Lindas suas palavras, que bom que tem pessoas que sabem traduzir em palavras tudo que sentimos.
Agora sou sua fã!!! leio, releio, reflito e me delicio com suas poesias todos os dias.
Parabéns pelo talento.