1.10.09

Por meio do fascínio



Os deuses reuniam-se de noite.
Debruçavam-se sobre os bosques
para sacralizar as árvores,
debaixo das quais os tocadores de lira
encantavam as serpentes
e os amantes justapunham os corpos.
Zeus exibia, então, a sua força mágica
aniquilando os homens por meio do fascínio.


Graça Pires
De Labirintos, 1997

49 comentários:

hfm disse...

Ele há fascínios e fascínios... bela poética de reflexão.

Alegria Joie Joy disse...

Uauuu...
Zeus sempre invejoso e impiedoso.

Muito ter achado este lugar.

Renata Vasconcellos

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Graça,

Até Zeus tem ciúmes de suas lindas palavras.

Beijo grande, menina linda.

Rebeca


-

Adriana Karnal disse...

linda essa imagem dos campos Elísios,Graça. Zeus sabia que o fascínio era a perdição dos homens..e até hoje o é.

São disse...

Gostei, imenso.
Abraço.

JOSÉ RIBEIRO MARTO disse...

Cintilante , na nossa noite mais escura ...
Um abraço
_______ JRMARTO

Pena disse...

Estimada e Brilhante Poetiza Amiga:
Um gigantesco e puro talento poético admirável.
Repleto de doçura, ternura e encanto. Divinal: "...Zeus exibia, então, a sua força mágica
aniquilando os homens por meio do fascínio..."
Adorei! Extraordinário.
Sempre a respeitá-la e a estimá-la.
Beijinhos amigos

pena

MUITO OBRIGADO pela sua visita simpática e significativa de beleza.
Bem-Haja, preciosa amiga poetiza de sonho.

Marta disse...

A ira dos Deuses...Sempre poderosa...
Ou vulneráveis como os restantes?
Boa escolha - para reflectir realmente...
Obrigada pela tua visita
Beijos e abraços
Marta

Vanessa disse...

Sentir Ira não deveria ser pecado.. até os Deuses sentem...Assim como os humanos..

bjssss

Tétis disse...

Amiga Graça

Há quanto tempo não passava por aqui!... Acredita que as saudades já estavam a apertar...

Tal como Zeus, também tu nos aniquilas com a força e sobretudo a beleza dos teus versos.

Um poema com todos os ingredientes suficientes para me fascinar completamente.

Beijinhos

Roberta disse...

O fascínio nos impele a rituais os mais diversos. Além de ser matéria-prima para poesia. Zeus inaugura seu humano olhar com nossa potência de deuses.

Mais um belo e tocante poema.

Um beijo,

Luis Eme disse...

o fascínio tem sempre os seus perigos, e quando mete deuses...

abraço Graça

Úrsula Avner disse...

Oi Graça, fiquei muito feliz com sua visita e comentário tão gentil no meu cantinho ! Quanto ao seu poema, é lindo ! Enfoca aspectos mitológicos de uma forma poética cheia de lirismo e criatividade. Gostei muito ! Bj.

Ana Oliveira disse...

Gostei da sensação de arrepiante de ser de outras eras...da magia dos deuses cumplices da nossa humanidade...

...senti, na sombra, os murmurios de uma noite assim e temi o encantamento de olhar o deus...

Um beijo

Ana

Fernando Campanella disse...

O fascínio tem o poder do sopro dos deuses. Tão poderosos que só uma força sobrehumana, ainda hoje, para tentar decifrá-los.
Boa noite, querida amiga, belo poema e imagem. Obrigado pela sempre aguardade visita. Bjos.

Isabel disse...

Deusa!




de um labirinto que se percorre. incansavelmente.


beijo. Graça.



(piano)

Só Eu (Ricardo) disse...

Fascínio! Claro que é o que se sente aqui ao ler-te. Fascínio nas palavras, nos labirintos que elas criam.
Fascinado. É como fico, sempre que as palavras cantam, é e assim que quero ficar.
Obrigado
Beijinhos
Ricardo

maria m. disse...

a força sedutora da natureza (a tradição das lendas antigas...) por ti dita em mais um belo poema.

beijo, Graça.

Nilson Barcelli disse...

Há fascínios que aniquilam, de facto...
Excelente poema, querida amiga. Como sempre...
Bom fim de semana.
Um beijo.

Adriana Godoy disse...

Andei lendo seus poemas e gostei muito. Vou voltar. beijo.

Elizabeth F. de Oliveira disse...

Nem sempre é preciso usar a força para se ganhar uma guerra.
Belo poema, querida!

Abraços poéticos

maré disse...

fascínio

pelo Olimpo que é a noite

pela assembleia das árvores
e o rasto desse rumor

______ mas o fascínio vem pelas tuas palavras, elas sim, deusas ou estrelas a redimir cansaços

UM beijo MAIOR e um abraço IMENSÍSSIMO QUERIDA GRAÇA

Mar Arável disse...

Só por si

evocaria os deuses

mesmo os do Olimpo

BELO

nina rizzi disse...

os deuses estão sempre a nos aniquilar. e nós o criamos. seria uma necessidade de auto-destruição?

lembrei de "sonhos de uma noite de verão", então, só posso gostar.

um beijo.

Talita Prates disse...

Que bonito!
Adorei.

Bjo.

manuela baptista disse...

Os Deuses

são cruéis
infiéis
reduzem-nos a nada
com o toque de um cabelo

incapazes de confessar
que têm inveja
da imprevisibilidade humana

Um abraço

Manuela Baptista

bonecadetrapos disse...

"Os deuses reuniam-se de noite."

cada frase, um poema. como se de um consílio ininterrupto se tratasse.
o Olimpo aqui e
Zeus
magnificente, mágico,

...e nós,
como que prostrados perante
um quadro. Belíssimo quadro!

Saudações com estima e ENORME admiração.
*__bonecadetrapos__*

Paulo Monteiro dos Santos disse...

O fascínio é uma forma de aniquilação, ou, por outro lado, somo nós que nos rendemos, por via dele, a uma forma de impotência continuada?

heretico disse...

os deusas invejam os amantes. bem se sabe. e a humaníssima condição dos poetas.

belíssimo.

beijos

Argos disse...

Fascínio!
Está tudo dito!

Um grande abraço

Gisela Rosa disse...

A força de Zeus, o fascínio da palavra como a chave que resolve o labirinto...



um beijo e obrigada Graça

© Piedade Araújo Sol disse...

G.

o fascinio da noite e os seus segredos.

belissimo trabalho!

bom fim de semana!

um beij

viernes disse...

belo laberinto é o do fascínio...

e belas palavras,

um beijo

teresa p. disse...

Belo como a música dos "tocadores de lira".
Beijo.

avlisjota disse...

O fascinio não nos aniquila, ele nos move, faz-nos correr, faz-nos voar, faz-nos viver... mesmo aqueles fascinios, que nos fazem descarrilar, pensar e refletir. É o fascinio pla poesia da Graça e outros... que nos faz gostar de poesia e ser poetas.
Ai está toda a força toda a magia...

Beijos Graça e onrigado pla visita

José

romério rômulo disse...

graça:
passo para um olhar.
um abraço.
romério

Vieira Calado disse...

Olá, amiga!

Em relação à cratera:

Mando-lhe o poema todo -

A r riscarei os últimos fósforos
mas de um dia se me faz luz
nos óculos
pfff!

Oh, dai-me (...) etc etc.

Beijoca

Licínia Quitério disse...

A crueldade ou o fascínio. Os deuses contra os homens. Só a Poesia salva.

Desnuda disse...

Um belo poema que usa a mitologia para indicar uma reflexão. Parabéns, Graça! Lindo!


Boa semana. beijos

Mofina disse...

Pena que alguns homens, não reconheçam a sacralização das árvores e se deixem fascinar por outras liras que não as dos deuses.

Beijo

O Profeta disse...

O amor procura o aconchego
Duas almas suspiram em entrega total
Explode a paixão, enlouquece o querer
O amar às vezes é pecado mortal...

...Às vezes uma intensa alucinação
Em que viajas pelo meu eu
Às vezes o mundo fica em espera
Da união do mar com o céu


Doce beijo

Mara faturi disse...

Venho até aqui por meio de Zeus ( ou será do fascínio)??!!
sempre bom te ver/ler;)
grande bjo!

fábio videira santos disse...

Imagino, deliciado, os deuses altivos lançando a sumptuosidade sobre os bosques, numa comunhão de lés-a-lés com os corpos justapostos (óptima expressão para levar no bolso). E esse fascínio - por vezes mais que tudo - abrindo bifurcações em todos os caminhos.

Labirintos para o homem, pois então.


Beijo

Rith@ disse...

Consigo sentir-me em casa, por entre estas palavras. *

Sophie Gaarder disse...

Belas imagens lembrando um quadro harmonioso e enlevado coberto de cores, texturas, sons e movimentos…
Soberbo fascínio!

Beijo

Laura disse...

Há palavras que me fascinam...

triliti star disse...

difícil perdoar aos deuses.

ou talvez não...

VFS disse...

sacralização da vida
no amor às palavras em fantasia

gabriela rocha martins disse...

rendo.me ao poema

a que não resisto


( a leitura torna.se a partir de agora - mais do que - obrigatória )


.
um beijo