29.6.10

Desejo

Magritte

Sei o som dos passos
com que regressas a casa.
No quarto virado a norte,
a prevenir-nos de todos os invernos,
aguardo que prolongues em mim
a tua sombra intacta.
De frutos doces me enfeito.
Uma luz quase clandestina
inunda minhas margens
e deixa-me um rio no vinco da cintura.
O teu desejo terrivelmente puro!


Graça Pires
De O silêncio: lugar habitado, 2009

47 comentários:

tecas disse...

A força do " Desejo " em palavras suaves...passo a passo...
Bjito

dona tela disse...

POR-TU-GAL! POR-TU-GAL! POR-TU-GAL!

Beijinhos.

Pena disse...

Estimada Poetiza Fabulosa:
"...Uma luz quase clandestina
inunda minhas margens
e deixa-me um rio no vinco da cintura.
O teu desejo terrivelmente puro!..."

Um poema doce. De uma beleza celestial por ser perfeito.
Parabéns pela sua ímpar poesia fantástica.
Bem-Haja, preciosa poetiza admirável. Adorei.
Beijinhos amigos de um respeito imenso.
Sempre a lê-la com atenção pelo brilhantismo poético sublime de si no que "constrói" com talento.

pena

Marta disse...

Um desejo exposto, vivido, concretizado...
Livre....Belo...
Gostei muito
Beijos e abraços
Marta

Braulio Pereira disse...

tuas palavras podem
ler-se num espelho de agua.

perfumas meu olhar

com teu carinho!!

sou feliz ter-te como leitora

dos meus versos

beijos meus!!!!

alice disse...

a pureza tem tanto de terrível como de belo. como todas as coisas necessárias à beleza. e à poesia. um beijinho grande, graça.

Luis Eme disse...

que coisa mais linda, sim, e pura...

abraço Graça

d'Angelo disse...

A espera precede o que transborda, o cenário é propício, logo será foz a nascente que aflora. Mais uma página de beleza, Graça.

Amor feito Poesia disse...

"Ame as suas visões e os seus sonhos como se eles fossem as crianças da sua alma, os planos de suas maiores realizações."

(Napoleon Hill)


Sonhos & Flores ____Abraços mil! M@ria

CamilaSB disse...

Desejo de seiva, do fruto doce...
que aguarda o Dilecto
e o puro sabor da vida!
Olá Graça...o desejo fez-se poesia
de um sentir sublime! Grata pelo carinho...beijinho!

José Manuel Vilhena disse...

"Uma luz quase clandestina"fez-me entrar dentro do poema.
um beijinho

teresa p. disse...

Lindíssimo este poema de Amor..."terrívelmente puro!"
Também gosto da foto!
Beijo.

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

O desejo quando vem...

sai despindo toda a vestimenta do momento.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

manuela baptista disse...

saber

o som dos passos de alguém

mesmo num quarto norteado
nas margens de qualquer lado

é tão bonito!

um beijo Graça!

Manuela

© Piedade Araújo Sol disse...

pureza e sensualidade.

belissimo poema!

beij

Benó disse...

Um poema muito bonito. Um poema da Graça.
Um abraço.

luís filipe pereira disse...

Um poema belíssimo com a qualidade invariável de grande Poeta,
"e deixa-me um rio no vinco da cintura." e nessa imagem de fulgor li o rastro do desejo.

filipe

Socorro disse...

As vezes sinto terrivemente um desejo puro, as vezes não sinto nada nem por um minuto.
Parabéns pelo poema.
Abraços!

maría nefeli disse...

O desejo puro sempre é pressentido...adorei o poema e a imagem do Magritte...
Um beijo forte.

AC disse...

Lindo, sem dúvida, com sabor a frutos doces!

Bjs

Vieira Calado disse...

Sempre muito bons

seus poemas!

Bjs

pin gente disse...

gosto de textos que aquecem
muito belo este, graça!
imagino a sombra a liquefazer-se na noite
um abraço
luísa



ps - perdoa a ausência (ando com alguma dificuldade de focagem)

Maria Clarinda disse...

(...)De frutos doces me enfeito.
Uma luz quase clandestina
inunda minhas margens
e deixa-me um rio no vinco da cintura.
O teu desejo terrivelmente puro!

Graça...que saudades de te visitar, de te ler, de te ver...infelizmente não pude andar por aqui, mas hoje vou com o coração cheio.Obrigada Amiga!!!Jhs no teu coração

heretico disse...

como Penelope. espera pura...

belíssimo.

beijos

Virgínia do Carmo disse...

Talvez todo o desejo seja "terrivelmente puro"

Poema lindo e intenso...

Bjos

Véu de Maya disse...

As máscaras do desejo num poema que chega ao encantatório...

Beijinho,

Véu de Maya

Ana Oliveira disse...

Palavras suaves para imagens que se fazem fortes e sentidas quando as interiorizamos.

Um beijo Graça

Licínia Quitério disse...

Lindíssima esta espera do desejo puro, do momento perfeito.

Beijos, Graça.

Argos disse...

Olá Graça

"Sei o som dos passos..."
Sentir...

É sempre bom passar por aqui, ler os posts novos e revisitar os mais antigos!

Abraço e obrigado por partilhar

São disse...

Desejo sempre de ler a linda poesia que nos ofereces.

Uma feliz semana.

Nilson Barcelli disse...

Excelente, como sempre.
Gostei da sensualidade que colocaste nas palavras, coisa que não é muito frequente na tua obra.
Minha amiga, boa semana.
Beijo.

avlisjota disse...

"sombra intacta"

"desejo terrivelmente puro!"

Olá Graça quanta sensualidade...
estes dois versos são um rio puro a correr numa luz quase clandestina!

Lindo!...

Bjs

Fernando Campanella disse...

Muito linda esta imagem de ofertar à luz para que o amado prolongue sua sombra:
'...aguardo que prolongues em mim
a tua sombra intacta...
A luz às margens, o rio na cintura... a luz quase clandestina... o poeta nos adentrando em seu mundo de signos, com todo cuidado, para a consecução, no poema, do mais terrivelmente puro desejo.
Bjos, minha querida amiga.

gabriela r martins disse...

uma palavra apenas

- EXCELENTE



.
um beijo

viernes disse...

sempre adorei essa imagem do Magritte, e também esse poema, outro dos meus favoritos no livro... Parabéns!

Um beijo

Mofina disse...

Palavras intensas num poema terrivelmente belo.

bjnhos

Paula Raposo disse...

Muitíssimo belo o teu poema!! Beijos.

Anónimo disse...

Tu estás em mim como eu estive no berço
como a árvore sob a sua crosta
como o navio no fundo do mar

Mário Cesariny

O Profeta disse...

Esta ilha não tem fortuna
Trocou-a por um curioso mistério
Este irreal e intenso verde
Que inunda o olhar mais sério

Nesta ilha há um beijo na tua procura
Nesta ilha as pedras não têm idade
Nesta ilha as juras são lançadas à maresia
Nesta ilha o sonho é janela da verdade

Doce beijo

mundo azul disse...

_________________________________


Gosto! Gosto muito da sua poesia...


Beijos de luz e um final de semana feliz!!!


_____________________________________

batista disse...

é bom saber, que sabes. é sempre bom te (re)ler.

um abraço fraterno.

R.Joanna disse...

De desejo tecido e sombreado. A sua beleza perturba! A sua poesia é sempre um bom lugar para voltar, Graça.

Um abraço

De Amor e de Terra disse...

... e só a sua sombra, intacta, continua a fazer-me companhia...
Bjs.
M.M.

maré disse...

pressinto-te,
como os pássaros pressentem a aurora
sobre a cinta da madrugada.
então, esssa luz clandestina
invade a cidade que tu és em mim:
o inexplicável entendimento
de um pressentido desejo.

___

um beijo enorme querida Graça
e um abraço na saudade.

Parapeito disse...

...que bom que é...quando se deseja assim...lindo Graça...linda Graça ****

maria manuel disse...

doce encontro, prolongamento mútuo de dois corpos que se amam. muito bonito.

beijo, Graça.

Ana Matias disse...

Muito lindooo!!

Adoro esta imagem, o poema traduz a força do desejo!

Beijos!