7.5.18

Foi em Maio

                                     
                                          Para a minha filha Ana     

Bebo, em taça redonda, um sumo de romã.
Quero a maciez de uma voz emocionada
que me rase sobre as pálpebras
o apelo das águas para celebrar o dia.
O coração não cabe nas palavras
quando a dádiva e o fascínio se confundem.
Distancio-me de mim.
Um breve lume acende na lembrança
o prodígio da luz de maio.
E deixo que a emoção encontre a ânfora
onde guardei o mel com que aclarei
os gritos abafados no recato da noite.
Sinto, ainda, o cheiro do leite quente
guardado em meus seios para delírio
precoce da boca que sugou a minha sede.
Um silêncio indiscreto a proclamar a vida!

Graça
Pires, 2018

67 comentários:

Gil António disse...

Uma homenagem linda. Poema fascinante
.
* Não posso calar o coração *
.
Cumprimentos Poéticos

Luis Eme disse...

Que Maio bonito... cheio de amor.

abraço Graça

Cidália Ferreira disse...

Bom dia!
Parabéns pelo soberbo poema!!Amei!


Especial:- Nesta dança, onde o amor é a consagração. [ POETIZANDO...]
.
Beijo e uma excelente semana.

Kodak Khrome disse...

Maravilha!

✿ chica disse...

Maravilhoso carinho em poema! Parabéns à ambas! bjs, chica

Marta Vinhais disse...

Esse sorriso sempre presente....
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Linda e bela homenagem.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

LuísM Castanheira disse...

Parabéns pelo dia das duas meninas: mãe e filha.
(Hoje também é o das minhas... só gostava de saber a que horas nasceu a Ana. A Sofia nasceu às 18:50h, em Santa Maria).
Um beijo para as duas, Graça.
Nota: O poema dedicado é magnífico.


Elizabeth F. de Oliveira disse...

Ana... tão poética quanto teus versos!
Esse poema me comove duas vezes, por Ana e por tuas palavras.
Deixo aqui minha emoção materna acalentada por tamanha beleza.
Um beijo, minha querida!
Elizabeth

ManuelFL disse...

«O coração não cabe nas palavras
quando a dádiva e o fascínio se confundem.»
Poema maravilhoso.
Parabéns, Ana.

Menina Marota disse...

"...
E deixo que a emoção encontre a ânfora
onde guardei o mel com que aclarei
os gritos abafados no recato da noite.
..."

E o mel do amor que em beijos sacia a fome da ternura que esquece os gritos e as noites mal dormidas. Um amor puro, como o é a dádiva do nascimento.
Parabéns por este dia. Para a mãe e para a filha.
Um grande beijo de carinho.

Otília

Menina Marota disse...

Voltei.
Para dizer que adorei a fotografia! Uma ternura!

Um beijo a ambas.

teresa p. disse...

"Um silêncio indiscreto para celebrar a vida."
É uma homenagem cheia de sentimento e emoção da Mãe para a filha.
A foto é uma ternura. A Ana era realmente uma bebé muito fofinha. Parabéns para ela e para ti que és uma Mãe maravilhosa.
Beijo.

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Graça!
Que pérola escreveu pra filha amada!
O verso que diz que ela se alimentou do seu seio e saciou a sua sede é de uma beleza indescritível... parabéns!
Seja muito feliz e abençoada junto aos seus amados!
Bjm fraterno de paz e bem

Daniel Costa disse...

Graça Pires
Vale a recordação de ser mãe, essa sublime missão. Recordar em poesia, naturalmente, envolve maior magia.
Beijos

Ana Livramento disse...

Obrigada Mãe! Por as maravilhosas palavras mas também por a vida por o amor e por tudo. Amo-te! beijinhos

Graça Sampaio disse...

Quem me dera ser a Ana... Muito, muito belo! Parabéns pela Ana e não só...

Beijinhos ternos.

Profª Lourdes Duarte disse...

Que linda homenagem a sua filha Ana e a você amiga, mãe que ama incondicionalmente. Parabéns pra vocês e todas as mães que foram homenageadas com sua linda poesia. Abraços, feliz semana.

Luísa Fernandes disse...

https://poemasdaminhalma.blogspot.pt/
Olá Graça pires!
Não podia ser mais belo, um sentimento tão nobre, como recordar o dia do nascimento da filha Ana. Parabéns amiga, só quem é Mãe pode entender a alegria de tal celebração.
Beijinho Graça e sejam felizes!
Luisa Fernandes

Mirtes Stolze. disse...

Boa noite Graça
Que poema lindo, uma linda homenagem a sua amada filha Ana. A imagem é também muito bela. O amor entre mãe e filha é um laco eterno. Uma linda semana as duas e toda família. Abraços.

Lucinalva disse...

Olá Graça, lindo poema e a imagem também. Bjs

teresa dias disse...

Um encanto de poema e de fotografia.
Amor maior, amor incondicional.
Parabéns Graça.
Beijo e boa semana.

Célia Rangel disse...

Maravilhosamente maternal seu poema de vida, ao nascer de outra vida!
Parabéns!
Abraço.

Isa Sá disse...

A Ana vai gostar de ler isto!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Ricardo- águialivre disse...

Pura ternura em foto e poema. Fascinante de ver e ler...
.
Amar-te... Simplesmente
.
Votos de uma semana feliz

Nequéren Reis disse...

Belíssimo amei, obrigado pela visita.
Blog:https://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

Gracita disse...

Ternura em doces palavras num homenagem deslumbrante
Um lindo dia, Graça
Beijos

silvioafonso disse...

A sua maneira de dizer o que
vai em sua alma me tira do
chão. Fico leve, talvez entre
as nuvens, ou num mundo que
não conheço, mas creio que sa-
ber que existe.

Um beijão, moça bonita.

silvioafonso



.

Marco Luijken disse...

Hello Graça,
Wonderful words about the special feelings about mother and child.
Nice image.

Big kiss,
Marco

Dan disse...

Palavras tão belas, em homenagem a vida ! Seu espaço, suas palavras, tudo lindo e maravilhoso.

Abraços
Dan
http://gagopoetico.blogspot.com.br/2018/05/cancao-da-paixao-solitaria.html


Mariazita disse...

Palavras como estas, tão cheias de beleza e ternura, só poderiam ser de homenagem a uma nova vida, que surge em nossa vida.
Simplesmente maravilhoso!

Votos de uma boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Agostinho disse...

Bem dita esta luz
Maio ilumina a felicidade
de duas almas benditas

Transbordam diques a palavra
amor na força imparável
da emoção que vem do coração

Bj de parabéns, às duas.

Emília Pinto disse...

E o teu momento mais especial foi em Maio um mês que será para ti sempre o mais especial, Graça. É um tempo único para uma mãe, sentir o cheiro do leite quente e uma boquinha ávida para o sugar: passa esse tempo, mas a sensação fica para sempre. Um beijinho muito especial para ambas e obrigada por este belo momento. Como mãe, revi-me nestas maravilhosas e ternurentas palavras.
Emília

Manuel Veiga disse...

Graça, minha Amiga

fico sem jeito a comentar palavras tão pessoais
e tão belas.

o bater do coração de mãe é seguramente orgulho de filha

beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

esse amor que não tem fim...
bela homenagem de uma mãe para a filha
gostei muito e achei a foto super terna e bem escolhida
beijinhos
:)

Ana Freire disse...

Um poema lindíssimo... no qual cada palavra é pura emoção!...
Uma maravilhosa homenagem, que certamente a sua Ana, terá adorado... e certamente até se terá emocionado!
Estão ambas de parabéns, pelo forte laço de amor, cumplicidade e ternura, que as une, Graça!...
Um beijinho grande! Continuação de uma boa semana!
Ana

Sinval Santos da Silveira disse...

Mestra, Graça Pires !
Simplesmente, um poema fantástico, tão
sublime quanto a boca cheia do leite, que
se dirige ao fortalecimento da vida !
Parabéns e um carinhoso abraço,aqui do
Brasil.
Sinval.

Jaime Portela disse...

Os meus aplausos por mais este excelente poema.
Parabéns, gostei imenso.
Continuação de boa semana, amiga Graça.
Beijo.

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Que lindo hino à vida neste tão belo e terno poema!
Um poema que muito me disse e me comoveu.
Sublime homenagem a sua filha a quem deixo os meus Parabéns!
Maio é deveras um mês fascinante pela luz, cheiros, cores, lembranças.
Um beijinho, minha Amiga e enorme Poeta!
Ailime

Majo Dutra disse...

Parabéns à Mãe e à Filha.
Um poema belíssimo... uma homenagem tocante...
Abraço especial, querida Amiga.
~~~

Marta Moura disse...

Muitos parabéns Graça. :)

Anete disse...

Palavras em versos ternos! O amor de Mãe é sublime e belo!...
Bom fim de semana. O meu abraço.

Mar Arável disse...

Flores de Maio
Bjs

Fá menor disse...

Lindíssimo!
A fragância do amor de mãe à flor da pele!

Bom fim-de-semana!

Beijinhos.

José Carlos Sant Anna disse...

Basta o fulgor dos teus olhos e das palavras.
Depois de ler um poema tão rico de significados,
é difícil dizer que a vida não é bela e digna de ser vivida.
Uma alegria para sempre, este amor!
O poema é de uma grandeza absoluta!
Um beijo, minha amiga Graça!

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa noite, Graça,
poema feito com as palavras mais doces para simbolizar o amor incondicional, de ser mãe.
Passa-se a não existir, mas vive-se para amar e deixar viver o serzinho, que necessita do nectar
quente dos seus seios, belo poema repleto de vida, de renúncia e coragem. Feliz dia das Mães, beijos!

graça Alves disse...

Claro que é belíssimo!
Beijinho, querida Graça

Suzete Brainer disse...

Poema especial, no bordado do afeto sublime e ternura
do elo de unidade deste amor de mãe e filha!...

"O coração não cabe nas palavras
quando a dádiva e o fascínio se confundem."

Muito belo este poema e foto, querida Poeta.

Feliz final de semana, Graça!
Um beijo.

baili disse...

you made my eyes wet dear grace!!!

truly beautiful and touching subject revealing the most precious relationship in this world!

manuela baptista disse...

e maio deslumbrou-se com Ana e o silêncio musical da sua mãe


um beijo, Graça

Ana Rodrigues disse...

Está lindo! :) Bom domingo

Maria Rodrigues disse...

E Maio lhe trouxe a magia de ser mãe.
Um poema sublime.
Beijinhos
Maria
Divagar Sobre Tudo um Pouco

AC disse...

Uau! Um eterno canto a uma experiência única, que jorra do mais fundo duma indefinível matriz...
Gosto sempre de a ler, Graça.

Abraço :)

FILOSOFANDO NA VIDA Profª Lourdes Duarte disse...


Minha visita hoje é para deixar uma singela homenagem as mães.
Ser mãe
É reconduzir à vida aqueles
que nos combateram no pretérito mais que perfeito.
E depois da rápida jornada redentora,
resgatar à Luz Divina os filhos mais adorados,
elevando a Deus uma prece de agradecimento,
pela oportunidade de muito ter amado
e de ter podido ser... MÃE!
Com amor e carinho..
Parabéns a Todas Mamães! A você a miga e a sua filha!
Mãe, que a beleza das flores, a doçura do mel e o brilho das estrelas envolvam você e que você continue irradiando este amor e esta alegria que você sempre ofereceu.
feliz dia das mães!!!

Teresa Almeida disse...



Um hino, Graça!
Um hino à vida.

Parabéns às duas.
Beijinhos.

maría del rosario Alessandrini disse...

Bello homenaje a la Madre, felicidades, felicitaciones.
Abrazo

Lu Dantas disse...

Graça, que coisa mais linda! ;)

beijos!

https://ludantasmusica.blogspot.com.br

Victor Barão disse...

Iluminadas palavras de mãe para filha.

Parabéns pela, sublime, poesia e maternidade, próprias.

Abraço

Tais Luso disse...

Querida Graça, estou muito atrasada em minhas visitas, e mesmo assim não poderia deixar de ler esse poema tão terno, tão belo! É verdade, um dia mágico, só quem é mãe sabe o significado íntimo.
Aplaudo você como sempre!
Beijo, uma ótima semana.

Toninho disse...

Somente uma poetisa poderia descrever este lindo momento com palavras tão bem lapidadas.
Que emoção Graça o leite quente jorrando na boca da sede da filha amada.
Que maravilha de poetizar.
Parabéns poetisa e mãe com aplausos.
Beijos amiga.

Érika Oliveira disse...

Que poema forte e expressivo! Amei ler. Beijinhos

mz disse...

Que poema de amor maior!
Ser mãe.

Muito belo como sempre, Graça.
Beijinho.

Olinda Melo disse...

Olá, Graça

Não pude aqui vir na devida altura, de modo que não tive oportunidade de ler estes lindos versos que dedica à sua filha. Um acontecimento maravilhoso que se deu em Maio, aliás, dois acontecimentos. O nascimento da sua filha e assim, também, o Ser Mãe. E estarão unidas a vida toda pela magia deste mês, pelo coração e por todos os momentos que têm vivido e pelos que hão-de vir.

Parabéns.

Bj

Olinda

manuela barroso disse...

Quanta beleza no teu poema , quanto amor nas palavras que não se dizem , quanto fascínio nessa imagem vestida de pureza !
Quanta beleza , Graça !
Beijinho !

solfirmino disse...

Querida amiga, esse poema é uma declaração de amor, realmente, como mãe e poeta, posso afirmar que "o coração não cabe nas palavras" quando queremos falar sobre nossos filhos.
Um grande beijo

Odete Ferreira disse...

Belíssimo canto com notas só tuas!
Bjinho

Parapeito disse...

Gosto muito deste poema
a minha Ana é em Junho
Bela forma de dizer Amor
Brisas doces**