14.6.08

A hora propícia

Picasso

Esta noite, do lado mais encoberto do rio,
acercarei o meu corpo do teu.
A hora é propícia à perturbação dos olhos,
disponíveis para a luxúria.
Basta que a lua respire a via láctea
em nosso hálito e que as estrelas
povoem de luz o céu da nossa boca,
para que nada silencie a erótica festa
do meu riso acostado à tua língua.


Graça Pires
De Quando as estevas entraram no poema, 2005

26 comentários:

Victor Oliveira Mateus disse...

Ah!... Fui apanhado de surpresa!
Mas... talvez aquela Dulcineia já deixasse adivinhar esta variante...
Acho que vou dizer uma grande asneira, mas aí vai: é um erotismo
que, sempre em comunhão com a natureza, acaba sendo espirituali-
zado. É uma asneira, não é? Eu sabia! De qualquer modo, mesmo com
ou sem asneirada, gostei muito!
Bjs.

JPD disse...

Belíssimo.
Excelente iustração.

Luis Eme disse...

luminoso, quente e húmido...

abraço Graça

São disse...

Muito bonito, muito bonito...
Bom fim de semana.

Pena disse...

Brilhante Amiga e Poetisa soberba:
Um poema delicioso. Sensível e lindo feito com o Universo como palco de amor.
Um poema que só você o poderia fazer. Pleno do brilho dos sentimentos perante todo aquele cenário majestoso de beleza e encanto.
Diferente. Lindo e pensável. Digno de uma poetisa doce, terna e brilhante.
Gostei muito.
Beijinhos amigos de estima e imenso respeito.
Sempre a considerá-la imenso

pena

teresa p. disse...

...e que as estrelas povoem de luz o céu da nossa boca...
Lindo, sensual, irresistível...
poesia sublime, complementada com belíssima fotografia.
Beijo.

maria disse...

Um poema que se bebe com todos os sentidos...
Lindíssimo!
Beijo

Anónimo disse...

Belo poema de amor.
Sensualidade, desejo, paixão - sentires (também) intrínsecos aos grandes e longos amores.
Fátima

Sophiamar disse...

Um dos poemas mais bonitos que tenho lido. Amiga, reli-o algumas vezes. Que sensualidade!

Beijinhos

Ailime disse...

Um poema escrito com tanta beleza e divina inspiração...
Não resisto a transcrever: "que as estrelas
povoem de luz o céu da nossa boca".
Lindo, e muito interessante, como sempre, a elegância das suas palavras!
Bem-haja!

maré disse...

...como um compasso aberto, irrequieto, um banquete de gaivotas. no riso da maresia.

no soturno cinzento do dia...encheu-se de luz o olhar.

maré

© Piedade Araújo Sol disse...

que delicia!

e Picasso na ilustraçao.

bonita escolha para o teu poema.

bei

João Videira Santos disse...

"...para que nada silencie a erótica festa
do meu riso acostado à tua língua." - Lindo? Lindissimo! Estou de regresso e agradecendo a sua visita.

Luís Nunes disse...

Propícia é sempre a hora para para me afogar neste rio de palavras,mesmo que seca a boca fica a salivar por mais poemas como este.gosto muito de a ler.

alice disse...

uma sedutora combinação de palavras que corre neste rio do olhar :) qualquer hora é propícia para assim ler. um grande beijinho, graça. muito obrigada.

Elizabeth F. de Oliveira disse...

Um erotismo pontuado de poesia com palavras sublinhadas de desejo.
Nossa, belíssimo e sensual.

doisolhinhos disse...

Doce poema de Amor!

TINTA PERMANENTE disse...

Um rio onde a cor se mistura com musicalidade à palavra!...

abraços!

maria m. disse...

a sensualidade de retorno à tua poesia... belo poema.

um beijo.

isabel mendes ferreira disse...

oh GRAÇA....


(maravilhosa /maravilhoso é AQUI!!!!).


beijo. rendido. rendido e rendido.

JRL disse...

hora propícia, esta em que aqui venho. gostei muito.

lena disse...

hora propícia foi a desta tarde que aqui entrei

deixei-me conduzir pela poesia tão terna e sensível

nos seus versos naveguei

respirei o sobre a luminosidade que brotar do rio dos sentires


é mavavilhoso o que escreve

um abraço terno

beijinhos


lena

Benó disse...

Mais uma vez aqui venho ler com agrado esta poesia carregada de sensualidade e erotismo.
Poética descrição dum belo momento de prazer.
Um abraço Graça com raça!

DelfimPeixoto disse...

ARTE
Abraço

VEU DE MAYA disse...

Vénus na paixão erótica que é a paixão que é a paixão selvagem de todos nós...ENCANTATÓRIA.

BEIJINHO

heretico disse...

belo o sorriso da lua. em erótica festa de linguas. e bocas ...

adorei.