30.12.09

A passagem do tempo

Manuel Alvarez Bravo


Dantes a passagem do tempo deixava-se adivinhar
no contorno imperfeito das pedras que pisamos.
Os antigos conheciam os segredos dos caminhos
e dos muros e contavam velhas estórias
de sustos e de choro.
Agora, como marionetas cujo fio mágico
irrompe, giratório, à boca da cena,
assim a dança dos dias no calendário.
Com sinais de urgência.
Com movimentos apressados onde o caos se instala.
Com vozes que são águas tão fundas sob o peito
que perturbam o imenso silêncio das estrelas.


Graça Pires
De O silêncio: lugar habitado, 2009

51 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

É um poema que me diz muito. É o poema que diz do nosso afasramento da Natureza e do Universo. O tempo existe ou não, não importa, o que importa é que andamos desfasados da viagem da luz e das sombras. Na minha infância, e na tua, sabia-se da camioneta das quatro horas pela posição do sol nas paredes brancas. Sabíamos que tinhamos um corpo na posição junto ao chão, porque pelas frinchas das janelas, nos dias quentes de Julho, as imagens vinham invertidas e o nosso corpo estava deitado no tecto. Sabíamos muitas coisas pela boca do vento, pelas caras da lua, pelas marés dos rios e do mar. Tudo isso, querida amiga, não desapareceu. Nós é que perdemos. Há que encontrar. Essa é a grande descoberta. A grande conquista. O grande regresso. A dentro de nós, onde se esconde o tesouro que já tivemos na mão e deixámos que nos roubassem. Ainda estamos a tempo. Vamos no próximo ano ao encontro do tesouro? Beijo-te com consideração, amizade e ternura. Bom Ano.

© Piedade Araújo Sol disse...

G.

é com um belissimo poema que fecha este ano. muito bom.

deixo os votos sinceros de um 2010 cheio de paz e felicidade.

beij

Marta disse...

Passagem do tempo...as perguntas que sempre se fazem, mas às quais nem se responde....
Obrigada pela visita e 2010...cheio de paz e luz...
Beijos e abraços
Marta

Baudolino disse...

obrigado pelos votos.
obrigado pelos seus textos.
votos de um 2010 muito feliz e livre.
abraço
P.

hfm disse...

Para ti também, Graça e, sobretudo, que ele te traga todas as palavras com que se constroiem poemas como este. Um beijo.

tb disse...

a humanidade a correr sem tempo para o tempo que se quer e precisa.
Lindo poema de final de um tempo limitado.
Bom Ano com tempo. :)))
beijinho

carlos disse...

Graça Pires, era o tempo em que havia tempo para viver com serenidade...Beijos. Carlos

P.S. bonita foto. Para as mulheres que gostam de ser mulher há uma "prenda" no meu blog...

Pena disse...

Linda e Estimada Poetiza de sonho:
Sim! Muita coisa mudou.
Hoje, tudo surje estereotipado. Distante. Inalcansável pelo tempo que marca o existir.
Um poema delicioso e lindo. Marca as horas de encantar de forma deliciosa.
Maravilhoso, amiga!
Tem uma sensibilidade perfeita.
Parabéns sinceros. Adorei.
Abraço de cordialidade pela sua genialidade.
MUITO OBRIGADO pela ternura deixada expressa no meu blogue.
Sempre a respeitá-la pelo seu valor imenso.
Com admiração perante tanto brilhantismo poético extraordinário.

pena

Bem-Haja, admirável e fabulosa amiguinha doce.
Excelente 2010.

Mar Arável disse...

Tudo de bom para ti

Continua a dar corpo aos sonhos

Bj minha amiga

Mofina disse...

Um Ano Novo em que o seja vivido instante a instante...

Beijinho e obrigada por tudo!

heretico disse...

amorável tempo, que tão bem invocas! qual Sibila cerzindo os fios do Futuro. no "mistério" da Palavra poética...

Bom Ano.

beijo

avlisjota disse...

Seria bom que 2010, fosse um ano mais humano, mais consciente e que as vozes se ouvissem.
O silêncio fosse o ouro das pedras que pisamos...

Graça o seu poema está lindo e comunicativo.
Desejo-lhe um excelente 2010!

José

São disse...

...e , no entanto, tempo é coisa que temos todos de sobra!

Que o teu tempo de 2010 seja tão sereno e belo como a tua poesia, Graça!

Um beijo.

Anónimo disse...

Maravilha Graça!! Este lugar "das pedras que pisamos", sempre renovadas...as suas palavras revelam uma sensibilidade mágica Graça.

Um grande beijinho e o melhor para si e para os seus,
Gisela

batista disse...

passo, comovido com a beleza intensa das idéias por ti sopradas.

deixo um beijo fraterno.

Benó disse...

Que o 2010 seja um tempo de poesia, com magia e encanto. Com estórias boas e menos boas.Que a felicidade sorria a todos nós.
Um abraço e
Sê Feliz!

dade amorim disse...

Graça querida, que o novo ano venha carregado de alegria e energia para enfrentar esse nosso tempo caótico e apressado demais. Que tenhas muita paz, amigos, carinho a tua volta.

Um grande beijo.

Fernando Campanella disse...

Mira-te pelo calendário das flores
que são viço e esquecimento...

assim inicia um poema meu, minha querida amiga, ah, poder sentir que o outono se aproxima por um canto de um pássaro, poder sentir que as pedras guardam a memória de sóis e de chuvas....
mas temos que voltar aos nossos negócios, business e marketing ditam as datas do calendário...

Gostei muito também do poema do Miguel Torga sobre o menino Deus, e aproveito para te desejar um ano novo melhor, com muita criação e serenidade. Um beijão, felicidades ao ter coração e á tua família.

pn disse...

Os pés já não têm a função de andar;
Geralmente, apenas de pisar...
E os caminhos de outrora de onde o homem se perdeu, deram-se à natureza, que os acalentou, na sua solidão, entre silva e tojo, carqueija e giesta, erva e rosmaninho.
365 Bons Dias.

Teresa Durães disse...

Por causa dessa diferença temporal, gosto de pesquisar quem éramos e quem somos agora.

Venho desejar um óptimo Ano Novo para ti!

Bj

Carlos Teixeira Luis disse...

Paz, Tranquilidade e Saúde.
Que o dom da Poesia Grande nunca a abandone.
Que os seus olhos possam continuar a ver o que o seu coração entende.
Abraço forte.
Ano cheio de Dias Felizes.

Joao norte disse...

Bonito e sempre actual.

Bom Ano.

maré disse...

ontem disseram-nos que o grito é uma voz funda que o peito guarda.
hoje soletramos um mumúrios gerado no caos e um relógio marca as horas para erguer a fonte de uma voz que resta...alguma fresta onde a luz penetrou, para cantar amanhã uma dor que já foi.


______

um ramo de carinho imensíssimo querida Graça
e o meu beijo cruzado dos desejos mais férteis para o teu novo ano.

Alma disse...

Que as pedras que pisaremos, neste 2010 que se avizinha, testemunhem o cosmos das palavras certas, finalmente encontradas - imperturbáveis e fecundas - e que as Estrelas sejamos Nós...

Abraç*

Vieira Calado disse...

Olá, minha amiga!

Venho retribuir os seus votos de


BOM ANO de 2010.


Beijinho

Jaime A. disse...

Um beijoOs dias fogem no calendário com o peso do nosso voltar de costas ao que sempre foi 'nosso'.
Adorei este seu poema, fechou muito bem o ano e quero desejar-lhe um 2010 pleno de todas as coisas boas que mais desejar.

manuela baptista disse...

a passagem de um tempo

é como se fosse sempre o mesmo tempo
tal como os segredos dos antigos
são segredos

apenas porque são antigos

...

e na passagem de um qualquer tempo

gostei de a encontrar.

Bom Ano para si, Graça

um beijo

Manuela

Gisela Rosa disse...

Graça, já tinha deixado uma mensagem, possivelmente não ficou activa. O seu poema é lindo as palavras falam das coisas por que passamos, do trilho, "das pedras que pisamos" e a sensibilidade sublime e soberana eleva esta sua expressão. Um beijo grande Graça

alice disse...

amabas fomos tocadas pela passagem do tempo em nossos poemas, mas não posso deixar de gostar muito mais do seu, querida graça. um óptimo ano e votos de muita saúde e tudo de bom!

De Amor e de Terra disse...

Olá Graça, bom dia Amiga.
Fico comovida sempre, com a sua poesia, mas às vezes, é tão grande a minha comoção, como hoje, que o coração chora, mesmo sem lágrimas.
Parabéns ! Sucessos ENORMES para si em 2010 e um abraço do todo o AZUL que possuo.

Maria Mamede

Tétis disse...

Olá amiga

Faço votos para que este ano que hoje se inicia reforce ainda mais os nossos laços de amizade.

Desejo-te um ano repleto de saúde,paz, amor e muito sucesso.

Muda-se de ano... Muda-se de sonhos... Muda-se de objectivos... Muda-se de aparência... Mas jamais se muda de amigos.

Feliz Ano Novo!...

Licínia Quitério disse...

Era outro o tempo. Ou éramos outros nesse tempo?
Um ano pleno de Poesia e de desejos realizados, belíssima Poetisa.

viernes disse...

é tão belo este poema, graça, que pode ser um bon presságio neste começo de ano,

bom ano novo,

beijos!

teresa p. disse...

"Com vozes que são águas tão profundas sob o peito/ que perturbam o imenso silêncio das estrelas."
Fico sem palavras, perante a beleza e profundidade das tuas palavras...
2010 na rota da poesia e tudo de bom que a vida ainda tem para oferecer. Eu acredito!
Beijo-

Isabel disse...

urgente o meu desejo de que este ano seja tb mais um ano de Enorme Poesia.


A sua!



beijo do Piano.

segredo disse...

Espero k tenhas entrado com saude neste novo ano e k este ano te traga tudo aquilo k desejares!
Beijinho de lua*.*

AnaMar (pseudónimo) disse...

Que vamos sabendo apreciar as passagens do tempo...

Um FUNtabulástico 2010.
Com muita alegria.
2010 beijos.

Um Poema disse...

....

Que 2010 seja para ti um ano cheio de realizações, com alegria, paz, saúde e muitos amigos.

Um abraço

Luis Eme disse...

que lindo poema sobre a diferença dos "tempos".

abraço Graça

d'Angelo disse...

Um belo modo de mostrar o quanto é célere o tempo, e ainda nossa percepção dele no transcorrer da existência. Mais uma página primorosa de uma voz que acende o lume das estrelas.

CNS disse...

Porque o tempo não é constante.
Um feliz 2010!

Clarinda Galante disse...

Como sempre Graça...Belo, com a sua mensagem maravilhosa!!!
Jinhos muitos

gabriela rocha martins disse...

de regresso e com os pés já assentes em 2010 ,após a leitura dest"a passagem do tempo" ,desejo um ano ,se possível ,ainda mais criativo e pleno de coisas boas


excelente poema


.
um beijo

Fa menor disse...

Mudam-se os tempos mudam-se as vontades - já dizia o poeta.

Um Bom Ano, habitado de tempo mesmo Novo!

Bjins

gabriela r martins disse...

por necesidade quase cutânea releio.TE e



deixo (entre parêntesis )



.
um beijo

Úrsula Avner disse...

Querida Graça, simplesmente belo e profundo este seu silêncio habitado... Bj com carinho.

maria manuel disse...

são de urgência e caos os dias de hoje. com que imagens e poeticidade o dizes! belo!

beijos, Graça.

Nilson Barcelli disse...

A tua poesia também é feita de palavras fundas. Este poema é um exemplo da profundidade do que escreves. Gostei imenso, como sempre...
Querida amiga, bom resto de semana.
Beijos.

isabel mendes ferreira disse...

e mais e mais e mais e sempre mais!



o meu abraço. o meu respeito. a minha ternura!

Lou Vilela disse...

Inexorável (passa)tempo...

Beijos

Parapeito disse...

:) belas e profundas estas palavras...
Sempre bom chegar aqui Graça
Brisas mansas***********+