8.4.10

Alguém me disse

Ana Pires

Alguém me disse, um dia, que as aves
marinhas vão morrer (ou repousar)
no solitário coração dos barcos afundados.
Que sugestão de luz lhes indica
o inevitável caminho das águas mais azuis?


Graça Pires
De O silêncio: lugar habitado, 2009

53 comentários:

tb disse...

mais azuis como as palavras que tanta serenidade me transmitem. Elas, as aves, sabem do que nós, os humanos, esquecemos...
beijinhos

maria manuel disse...

que apenas repousem. e que a luz das águas azuis lhes trace novos rumos de voo...

beijo, Graça!

Marta disse...

A tranquilidade, o silêncio das águas....
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

O "Com Amor" lança um desafio a todos os seus comentadores. Basta enviar-me um poema, seu e/ou do poema do poeta favorito para eu comentar. O tema escolhido foi a "PAIXÃO". (para martavinhais@gmail.com)

Ana disse...

É lindo! Também sou um barco afundado... Beijos

Desnuda disse...

Querida amiga,

que bonito! Fucaria feliz em ler todo o livro, tamanha beleza neste trecho! Obrigada.

" Os seres beijados de flores
de brisas
de sol
sabem mais da ternura das águas."

Manoel de Barros


Carinhoso beijo, Graça.

© Piedade Araújo Sol disse...

os azuis devem ser um belo repouso.

lindo graça.

deixo o meu beij

gabriela r martins disse...

a excelência do teu poetar



.
um beijo

Pena disse...

Linda Amiga Poetiza de Sonho:
O mar. Os barcos afundados. As aves marinhas.
Tudo isto sempre levou a encantos mil, como o faz agora.
É um poema delicioso e soberbo saída da sua sensibilidade de ouro puro.
Parabéns. Adorei.
Extraordinário de magia. A sua magia incomparável.
Beijinhos amigos.
Sempre a respeitá-la muitíssimo.
Admiro-a, sabe?
Excelente!
O AMIGO SINCERO que gosta imenso do que escreve.

pena

MUITO OBRIGADO pela visita.
É uma honra a sua amizade.

hfm disse...

O caminho poético sempre inventado.

São disse...

Graça, esté é -indubitavelmente - um dos teum mais lindos poemas!

Um abraço.

mundo azul disse...

_________________________________


...o coração sabe!


Que lindo, Graça...



Beijos de luz e o meu carinho!!!


__________________________________

deusaodoya disse...

Olá minha doce amiga.
Estou tendo problemas com meu blog, por isso não tenho postado.
Mas breve voltarei.
Beijinhos doces e fique na paz.
Obrigado por sua visita ao meu cantinho.
Regina coeli.

manuela baptista disse...

aquela

que nos indicará um dia
a inevitabilidade de cada um dos nossos caminhos

onde repousará
o nosso coração
de solitário barco

"Alguém me disse" e eu gostei de saber, tanto!

um beijo

Manuela

Benó disse...

Aos poetas, há sempre Alguém que sussurra coisas belas e cores azuis.
Um abraço.

partilha de silêncios disse...

Belo, o repouso tranquilo nas águas azuis.

Obrigada pela sua visita ao "partilha de silêncios"

bjs

segredo disse...

e não serao elas felizes nesse triste destino???
Beijinho de lua*.*

alice disse...

penso, querida graça, que é a luz das suas palavras, que as guia :) um grande beijinho*

Bia Pedrosa disse...

Olá Graça!

Olha só, quero lhe fazer um convite! Sábado, dia 10 de abril, estarei no Tejo Bar em Alfama, inaugurando minha exposição fotográfica "Ribeirinhos do Rio Juruá". Gostaria que vc fosse. Também seria uma ótima oportunidade para nos conhecermos pessoalmente. Qualquer coisa, me mande um e-mail: beatrizspedrosa@gmail.com

Um beijo,

Bia

maré disse...

não sei da misteriosa solidão das aves.
sei da lírica voz no chamamento das águas.
talvez seja o lugar mais brando onde adormecer as asas.

___

um grande beijo querida Graça

dade amorim disse...

Um poema com luz por dentro, parodiando os poemas com rosa dentro do blog da Amélia Pais.
Lindo e perfeito.

Beijos.

Hercília Fernandes disse...

Belíssimas imagens poéticas, Graça.
Como sempre a sua poesia nos faz levitar!

= lindos versos.

Beijos,
H.F.

Paula Raposo disse...

Poema pleno de sentido e uma foto belíssima!
Beijos.

JMV disse...

Há caminhos assim,imemoriais...
um beijinho

Wilson Torres Nanini disse...

Se o céu é berço, que imagem você teceu com esse cemitério de aladas belezas.

Abraço!

A.S. disse...

Graça,

A linha azul do horizonte desapareceu na rede de um pescador,
ou então perdeu-se na eterna escuridão...
Talvez as aves já saibam onde se acende um solitário coração!

BeijOOO
AL

Roberta disse...

Silencioso e marítmo. Cheio de luz, de azuis e voos.

pin gente disse...

será o descanso mais tranquilo.

gosto muito!
um beijo

Mofina disse...

O azul atrai de forma irresistível, mais do que o canto das sereias...

Bjnho e um bom domingo!

viernes disse...

chegar à beleza... essa quietude talvez seja o ponto final...
bela ideia bem escrita,
beijos

utopia das palavras disse...

Do azul profundo se retira a luz que é guia!!!

Soberbas e inquietantes as tuas palavras!Belas!

Beijo

teresa p. disse...

"...o inevitável caminho das águas mais azuis."
Poema que transmite muita serenidade e beleza...
A fotografia da Ana Pires enquadra-se na perfeição e é, também, muito bela.
Beijo.

Mar Arável disse...

Sempre belo repousar nas tuas aves

Bj

Em@ disse...

--->para

Em@ disse...

Cheguei aqui via Namibiano Ferreira.E ainda bem.
..."o inevitável caminho das águas mais azuis leva-as par casa...

abraço

tecas disse...

" alguém me disse" que as mais belas palavras azuis, estão neste poema.
Beijinhos amigos

~*Rebeca e Jota Cê*~ disse...

Ah se todos tivessem esse tipo de repouso, num lindo mar azul.

Beijo imenso, menina linda.

Rebeca

-

Menina Marota disse...

No repouso das águas espelhadas por um céu sem nuvens... seria assim que gostaria de ser recebida no "...inevitável caminho..." que um dia seguirei, com a serenidade que este belo poema nos propõe.

Um grande beijo.

Ana Oliveira disse...

Um beijo Graça pela beleza das palavras e por deixá-las assim para nos apaziguar o coração.

Germano Xavier disse...

Linda passagem, Graça.

Bom voltar aqui.
Continuemos...

Licínia Quitério disse...

E no nosso coração afundado quantas aves?

Que belo, Graça, que tocante!

Beijo grande.

Parapeito disse...

é sempre bom ler "Algem me disse" e lembrar que ja o escutei numa tarde bem ganha...em que tive o prazer de conhecer a Graça...
Eu nao vou esquecer
Brisas mansas e obrigada peleas palavras que deixou para a minha filhota de 18 anitos :)

heretico disse...

no azul mais profundo se colhem as melhores pérolas...

belo e "profundo"

beijos

Nilson Barcelli disse...

Se eu soubesse... ia para o céu...
Magnífico poema, querida amiga.
Beijos.

Mara faturi disse...

AIIII,
que poema mais lindo!!! Me azulou...
Grande bjo

Jorge Manuel Mendes dos Santos disse...

E não voltarei. Da noite
torno, sereno, calado,
adormecerei de tudo, sob
sua lua,rédea solta ,cavalgada

E de novo não voltarei,
vago de estrelas, fulminadas
emudecerei de todo ,e o céu
varado de ramagens e fragas

não voltarei de tudo
tendo miragens planas
e lembranças como camas
escamas como vendas

salgadas, nebulosas, solitárias
como só as adivinhas são apenas
de noites segredadas e quentes
na beira da beira estrada

não voltarei de vendas postas
nem me importo se voltarei
apenas com certezas

Jorge Santos

Véu de Maya disse...

tal como as poesias tb têm seus momentos de inspiração. Belo.

beijinho,

Véu de Maya

isabel mendes ferreira disse...

alguém me disse que nunca se morre uma só vez.
nem se esquece. nunca.


como eu a Si. Graça.




deixo a minha admiração.

e um abraço. apertado.

Fernando Campanella disse...

Que sugestão de luz me indica o caminho daquelas árvores, onde meu coração repousa, repleto de céu, e afinidade?
Somos essas aves, minha amiga, e repousamos em nosso barcos afundados.
Belíssimo poema, toda palavra que digo diante dele é vã, mas disse.
Bjos.

Elizabeth F. de Oliveira disse...

As aves repousam também no coração solitário dos poetas.

Lindo poema, minha querida!
Esse silêncio é um lugar mais do que habitado.


beijo no coração

avlisjota disse...

Repousar no fundo do tempo, no fundo do mar... no imenso véu azul. Por vezes e bem lá no fundo que queremos estar, onde realmente nos sentimos bem! Por vezes...

Bjs Graça e bom fim de semana.

José

R.Joanna disse...

Poema que cintila como o cimo das águas onde se ocultam aves e barcos... Belíssimo.

É sempre repousante parar por aqui para ler e reler.
Beijinhos

Rabe disse...

Saudações fraternas! Maravilhoso!...Maravilhoso!...

Maria Clarinda disse...

Um beijo de carinho!!!Adorei as tuas palavras