24.1.14

Em seara alheia



MELODIA

Este é o orvalho dos teus olhos.
Esta é a rosa dos teus vales.
O silêncio dos olhos está no silêncio das rosas.
Tu estás no meio,
entre a dor e o espanto da treva.
Arrancas-te ao mundo e és a perfumada
distância do mundo.
Chego sem saber, à beira dos séculos.
Despenho-me nos teus lagos quando para ti
canta o cisne mais triste.
O pólen esvoaça no meu peito, junto às tuas
nuvens.
Esta é a canção do teu amor.
Esta é a voz onde vive a tua canção.
As tuas lágrimas passam pela minha terra
a caminho do mar.



José Agostinho Baptista
In: Paixão e cinzas. Lisboa: Assírio & Alvim, 1992, p.31

19 comentários:

Eduardo Aleixo disse...

"As tuas lágrimas passam pela minha terra
a caminho do mar."
É muito belo.
Obrigado por partilhares.

Abraço.

dade amorim disse...

Um lindo poema, Graça!

Beijo

JP disse...

Não conhecia o autor desta "Melodia" mas gosto das canções do amor....

Beijinhos

Benó disse...

Ainda nada li deste poeta. Despertaste a minha curiosidade pois gostei do poema transcrito. Obrigada pela partilha.
Uma boa semana cheia de inspiração.

São disse...

Obrigada por dares a conhecer quem escreve assim

Abraços

Licínia Quitério disse...

Uma voz maior da nossa poesia. Obrigada por o trazeres aqui.

teresa p. disse...

Uma sublime "Melodia".
Belas e profundas as palavras neste poema de Amor.
Beijo.

Evanir disse...

Mais uma semana chega o fim
a última do mês de Janeiro
de 2014.
Hoje já acostumados com o novo ano
novos planos novos sonhos
vivemos numa esperança continua em
busca da felicidade .
Quanto a mim minha felicidade
é ter saúde e poder estar sempre contigo.
Nesse ano teremos a Copa Do Mundo,
que já faz a diferença nesse sofrido Pais.
Eu desejo que tudo de certo
que realmente o Brasil
desempenhe um bom papel.
Que seja campeão para acolher
e ter tudo para oferecer.
Para mim tudo que vale é a alegria
ser campeão só se pode sonhar.
Que Deus abençoe seu final de
semana beijos escondidos no seu coração.
Carinhosamente ,Evanir.

heretico disse...

muito bem.

grato pela partilha - aprecio o poeta. que leio com prazer.

beijo

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema da ilha que escreve muito bem...

:)

Rui Diniz disse...

O seu poema "A poesia não morreu" (em cujo artigo não é possível deixar comentários) foi lido no InVersos. Poderá encontrar o video da mesma aqui:

http://invers0s.wordpress.com/2014/01/26/inversos-graca-pires-a-poesia-nao-morreu/

Cumprimentos!

manuela baptista disse...

uma melodia bonita
a caminho do mar


um abraço, Graça

Nilson Barcelli disse...

Um magnífico poema.
Gostei da tua escolha.
Graça, tem uma boa semana.
Beijo.

Ailime disse...

Olá Graça, um autor que não conhecia mas que me tocou vivamente.
Grata por partilhar um poema tão belo. Poesia que entra no coração para ficar. Beijinhos, Ailime

Luis Eme disse...

ainda não tinha dito nada, mas foi bom voltares a abrir esta caixa onde deixamos palavras...

abraço Graça

Elizabeth F. de Oliveira disse...

Muito belo esse poema, lírico em essência, cuja poesia escorre delicada sobre o silêncio do nosso coração.

É ótimo estar de volta, Graça, querida!
Abçs de além-mar

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

Saudades de passar aqui e encontro um belo poema. Não conhecia nada deste poeta.

Um beijinho com carinho
Sonhadora

Pérola disse...

Um poema muito intenso.

Obrigado por partilhares.

Beijo

DE-PROPOSITO disse...

Uma MELODIA ternurenta !
---------
Que a felicidade ande por aí.
Manuel