23.5.14

Em seara alheia


Se fosses pássaro baterias as asas para destruir a armadilha
Se fosses insecto deixarias círculos apenas ao redor da luz
Se fosses abelha farias zumbir a revolta
Mas és voo pela sombra
Se fosses formiga carregarias a ordem, armazenarias a fadiga
Se fosses flor polinizarias a terra
Serias coroa incorruptível
Se fosses flor através das estações

Daniel Faria
In: Poesia. Vila Nova de Famalicão: Quasi, 2003, p. 37

28 comentários:

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde,
se eu fosse um pássaro voa até ao mundo desconhecido e misterioso que tanto fascina o ser humano,
voava em liberdade.
Tenha um dia feliz
ag

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Maria Emilia Moreira disse...

Olá Graça!
Esta "seara alheia" está muito interessante. Ah! SE EU pudesse voar para um mundo melhor...
Bom fim de semana.

São disse...

Além de teres um enorme talento, tens também uma enorme generosidade, Graça!

Bem hajas!!

Ana Tapadas disse...

Gosto tanto deste poeta! Que pena a sua vida breve.

Beijinho e bom fim-de-semana.

heretico disse...

voo pela sombra - como murmúrio de um nome. e sopro dos sentidos.

gostei da suavidade deste bater de asas...

beijo

Henrique ANTUNES FERREIRA disse...

Gracitamiga

Se fosse eu não teria escolhido este belíssimo poema - mas foste tu que escolheste o verso;

Se fosse eu não seria um pássaro, muito menos uma flor - mas foste tu que escolheste o verso;

Se fosse eu a descobrir este Poeta ele não seria melhor do que já é - mas foste tu que escolheste o verso e o Poeta.

Muito obrigado e parabéns.

Qjs

Benó disse...

Se fosses tudo isso.. certamente serias feliz. Um SE bem pensado.

Agostinho disse...

Apesar da inevitabilidade dos "ses" a intemporalidade da poesia, aqui, por mão certa.
Obrigado Graça.

Evanir disse...

O bem que você faz hoje, pode ser esquecido amanhã.
Faça o bem, assim mesmo.
Dê ao mundo o melhor de você, mas isso pode nunca ser o bastante.
Dê o melhor de você, assim mesmo.
Veja você que, no final das contas,
È entre você e Deus.
Sim porque Deus vê e tem o melhor
pra você.
O essencial é amar, amar muito, amar sempre,
e ver com os olhos da alma.
Um feliz e abençoado final de semana
beijos no coração afagos na alma.
Evanir

Marta Vinhais disse...

Tudo seria diferente....Na simplicidade que nem sempre se vê...
Gostei muito...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Nilson Barcelli disse...

Gosto deste poema e de muitos do autor.
E também gosto da tua generosidade... tanto como da excelente poesia que fazes.
Tem um bom fim de semana, querida amiga Graça.
Beijo.

José María Souza Costa disse...

Olá, bom dia.
E chegamos ao fim de semana. Com saúde, paz espiritual. uns com os seus desejos, outros com as suas manias, e outros sem desejos e sem manias. Mas, o importante, é que atravessamos, mais esse mar de nuances, vivos.
Que o Criador, tenha sempre compaixão de nós. Precisamos.
Um abraço.

helia disse...

Se eu fosse um pássaro voaria até encontrar um Mundo ,onde só houvesse Paz e Amor!
Gostei muito do Poema e gosto deste Poeta.

teresa p. disse...

Um poeta maior, pena o Deus da poesia o ter levado tão cedo.
Lindo!
Beijo.

Lídia Borges disse...


A divulgação do muito que de bom se vai escrevendo por aqui é, de facto, um ato muito louvável.

Gostei muito deste poema!

Obrigada.

Gaby Soncini disse...

Que belo poema!

Beijos.

© Piedade Araújo Sol disse...

um Poeta que nos deixou muito cedo.

boa escolha!

:)

Andrea Liette disse...

E ser semeadura deste campo fecundo...

Boa semana, abraço.

NãoSouEuéaOutra disse...

Sempre que «se» fossemos alguma coisa seria sempre melhor!! Nunca estamos satisfeitos. De onde virá isto?
Um beijo.

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Gostei. É diferente!

Beijo

manuela baptista disse...

se fosses armadilha,

libertarias o pássaro

Eduardo Aleixo disse...

As flores são incorruptíveis. Gostei muito.

Ailime disse...

Boa noite Graça, excelente poema dum poeta que eu não conhecia! Muito obrigada por partilhar! Bjs Ailime

José María Souza Costa disse...

Boa noite.
Desejos , de uma noite agradável.
Saúde, e saúde.
Abraços.

Rita Freitas disse...

Também eu quero ser pássaro :)

bjs

Pérola disse...

Tanto condicional.

Basta ser-se e talvez assumir as tais condições, nossas talvez.

Um versejar em seara alheia muito candenciado.

beijo

Parapeito disse...

Gosto do Daniel Faria. Abraço *

author casulo-online disse...

Gostei do termo também "seara alheia", eu chamo de "garimpo".

Se eu for algo de bom à alguém, já serei feliz em alguma estação qualquer.

Cris