9.10.15

Com gotas de sal

Ana Pires

No rebordo das quilhas, o mar aquieta-se.
Deixa-se adormecer.
Eu, sentada à ré, sei que um barco ancorado
aguarda que as aves pairem sobre a haste
mais alta, em círculo perfeito.
Escuto as sirenes ao longe.
Aproxima-se o nevoeiro.
Traz a silhueta dos barcos puxando
as redes, com homens na proa
a segurar a amarra com gotas de sal.

Graça Pires
De Espaço livre com barcos, 2014

59 comentários:

Ana Paula disse...

Traz um serenidade teu poema, uma confiança no mar, na espera.
Linda a foto enevoada de Ana Pires.
Beijo!

✿ chica disse...

Linda poesia e observação! bjs, lindo fim de semana,chica

Blog da Gigi disse...

Belo!!!!!!!!!! Abençoado final de semana!!!!!!!!! Beijos

Elisabete Lira disse...

Parabéns por este espaço de encantos….
Convido a conhecer e seguir meu blog!
.
.
.
estou te seguindo...bjus!

Poções de Arte disse...

Versos que transmitem calma, serenidade, reflexão...
Gostei!
Abraços e lindo dia.

ॐ Shirley ॐ disse...

Lindo, Graça!!!
Beijos!

Cidália Ferreira disse...

Maravilhoso poema, adorei

Beijo e um bom fim de semana.

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Cleri Biotto disse...

Gostaria, querida Graça, de ali estar sentada, sorvendo o encanto do instante/abraço

Bell disse...

As vezes é bom parar e apreciar

bjokas =)

José Vilhena Moreira disse...

,,,sinto os sons.
:)

Magia da Inês disse...

❀ه° ·.
Poesia inspirada no ritmo do mar!...
A foto exala certa nostalgia!...

Bom fim de semana!
Beijinhos.
❀❀ه° ·.

Laura Ferreira disse...

e eu senti o barulho do silêncio...

bom fim-de-semana.

beijinho

Humberto Maranduva disse...

O amor é sempre um círculo perfeito na realização do nosso desejo dirigido.
A carícia do barco do nosso querer apazigua o mar da palavra que o coração encerra e o condimento do sal não é mais do que a convergência dos afectos que a pescaria em si representa.

Um abraço, Graça Pires.

Mar Arável disse...

Há náufragos que nunca viram o mar
Bjs tantos

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema no olhar os barcos
e esses grandes heróis do mar

muito belo o teu olhar que consegui transmitir toda essa beleza e realidade

beijo

:)

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Magnífico poema que, apesar do "nevoeiro que se aproxima", nos traz a esperança de que a faina tenha um final feliz.
Um beijinho e bom fim-de-semana.
Ailime

MARIPA disse...


Com olhos de mar e amar se faz poesia. Nem o nevoeiro consegue empalidecer os versos.

Lindo, querida Graça.

Beijinho.

⊰✿⊱France ⊰✿⊱ disse...

BONSOIR elle est trés belle ta photo j'aime ce décor et j'adore le mer gros bisous

Graça Sampaio disse...

Querida Poeta, ontem fui ao Museu de Arte Moderna de Sintra e, numa das mesas com livros da Biblioteca Municipal, tive o gosto de ver um livro de poemas dos seus. Tive o ensejo de ler alguns - lindos! Fiquei, eu própria, orgulhosa. Porque a «conheço»...

Beijinhos

manuela barroso disse...

Uma tela com "gotas de sal"
Um poema com a silhueta do Belo!
Perfeito, Graça!
beijinhos! :)

Lilly Silva disse...

O mar sempre inspirando lindos poemas, assim como o seu!
Beijos graça

http://simplesmentelilly.blogspot.com.br/

Zilani Célia disse...

OI GRAÇA!
UMA REPRESENTAÇÃO PERFEITA, PASSADA POR BELOS VERSOS.
ABRÇS AMIGA
-http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Toninho disse...

Ainda que o mar carregue medos e o nevoeiro os acelere,
Há bravos que se avançam e avançam sobre seus mistérios,
mas o mar não é dó de quem o sabe navegar,é também de quem
o sabe olhar com estes olhos águias em círculos.
Lindo Graça e cheio de sentidos.

Lindo fim de semana amiga querida.
Meu terno abraço
Beijo de paz e luz.

Nequéren Reis disse...

Que maximo bela postagem amei, tenha um final de semana abençoado.
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

ruma disse...

Hello. Your works is Superb.
Greetings from Japan. ruma

Isa Sá disse...

Mais um bonito poema!

Bom fim de semana!

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

São disse...

Muito bom, com uma bonita foto a condizer.

Amiga, bom fim de semana

Cadinho RoCo disse...

Por muitas vezes fico sem entender como posso viver tão distante do mar.
Cadinho RoCo

Marta Vinhais disse...

O mar... o confidente, por vezes, traidor, mas enche-nos de paz, de esperança...
Divaga-se... inspira-se... respira-se....
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Ricardo- águialivre disse...

Lindo, maravilhoso...senti-me navegar qual timoneiro à proa.
.
Bom fim de semana
Felicidades

AC disse...

Há poesia em tudo o que nos cerca, até no sal do suor...
Muito belo, Graça!

Um beijinho :)

Débora Teixeira. disse...

homens na proa
a segurar a amarra com gotas de sal.
Lindo poema!
Um ótimo fim de semana.
Beijos.

ManuelFL disse...

Este poema Graça Pires é ao mesmo tempo a cenografia - o mar aquietado, o nevoeiro que se aproxima, as aves em círculo perfeito - e o tempo (o ritmo) e o espaço de encenação de um ‘drama em movimento’, a tensão entre o mar que se deixa adormecer, as sirenes que se escutam ao longe e os «homens na proa a segurar a amarra com gotas de sal».
Excelente fotografia de Ana Pires.

As Mulheres 4estacoes disse...

É bom quando podemos nos aquietar e observar.

teresa p. disse...

"Aproxima-se o nevoeiro" que não impede de presenciar, mentalmente, o belo cenário descrito no poema e sentir a paz que transmite. A foto é muito bela e adequada às palavras.
Beijo.

La Joie de Vivre! disse...

lindíssimo, querida Graça! :) beijinho enorme e boa semana

Maria Rodrigues disse...

E observando o mar com os olhos do coração, se escrevem poemas com alma.
Lindo!
Beijinhos
Maria

Agostinho disse...

Que cuidados teve a Graça!
trazê-los a bom porto, frágeis,
o carinho que trazem
nas mãos, diamantes puros
as gotas de sal.

Bj

Fê blue bird disse...

Amiga Graça, deixe-me levar por este cenário de mar e sal, de paz e dor.

Boa semana!
Beijinhos.

Daniel C.da Silva (Lobinho) disse...

Uma prosa muitíssimo bem enquadrada na foto de Ana Pires!

Um beijo amigo

heretico disse...

barcos parados não movém marés, minha Amiga.

e os poetas, de alguma de alguma forma, são o "sal da vida"...

belo, teu poema. sempre.

beijo

Ana Freire disse...

Com gotas de sal... e tantas vezes com lágrimas de sal... nesta actividade tão dura, e tão pouco reconhecida...
Lindíssimo e tocante texto... perfeitamente conjugado com a imagem escolhida...
Beijinhos! Boa semana!
Ana

Sinval Santos da Silveira disse...

Isto mesmo, amiga Graça Pires !
Somente um poeta é capaz de enxergar
detalhe como este, pequeno, mas tão
importante ! Parabéns, com o meu
fraterno abraço, aqui do Brasil.
Sinval.

Ana Tapadas disse...

Um belo poema, com sabor a sal...regressos inteiros.

Beijo meu

Ana Pereira disse...

O mar traz o poder da espera e na serenidade se aguarda. Embora esta serenidade seja meramente aparente pois até o nevoeiro não deixa que as coisas fiquem claras.
Um abraço, Ana

Marineide Dan Ribeiro disse...

O mar é sempre um lugar de muita inspiração para a poesia...
Lindo!!!

Um abraço,

http://marciagrega.blogspot.com.br/2015/10/vejamos-o-lado-bom-da-vida.html

Suzete Brainer disse...

Perfeito! As tuas palavras pousarem no espaço
a serem lidas, recolhidas deste mar com
belas "gotas de sal"...
Foto belíssima...
Como aprecio a tua poética, Graça!!
Beijo.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Como sempre maravilhosa poesia.
O mar a mim traz-me uma imensa tranquilidade.
Até no Inverno gosto de o observar.
Desejo que a amiga se encontre bem.
Bj.
Irene Alves

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Boa tarde, querida Graça, o mar tão belo, tão grandioso nos deixa
com o olhar na imensidão sem fim, porém
quanto sofrimento trazem os homens em seus barcos?
As gotas de sal podem nos dizer o quão salgadas são, e se são apenas gotas e
não lágrimas de dor e sofrimento. Belíssimo texto. Beijos!

Ani Braga disse...

Infelizmente, minha vida está uma correria sem fim e por isso quero pedir desculpas aos amigos, pois estou sem tempo para postar e para visitar os blogs que tanto estimo.
Em breve entrarei voltando à normalidade.

Beijos
Ani

Nequéren Reis disse...

Poesia encantadora com um sentimento vindo do fundo da
alma. Um belo dia
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=EgeQXJjUpSQ
Blog:http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/

DE-PROPOSITO disse...

O mar deixa-se adormecer para depois acordar. E depois, talvez acorde rugindo, sem respeito por quem nele procura o seu sustento.

Abraço
MANUEL

ONG ALERTA disse...

O mar e suas mágoas bjbj Lusette.

Jaime Portela disse...

Belíssimas imagens marítimas.
Num excelente poema, como sempre.
Graça, querida amiga, desejo-lhe a continuação de uma boa semana.
Abraço.

Samuel Pimenta disse...

O mar e os barcos também me dizem tanto... Que magnífico poema!

Parapeito disse...

Gosto da serenidade da foto da Ana Pires.
Gosto do embalar das suas palavras feitas mar...
Abraço doce Graça ***

manuela baptista disse...

por ora, pacífico o mar


um abraço, Graça

LuísM Castanheira disse...

Um "chão de mar" que tranquiliza. Tudo é sereno no poema. Tudo é verdadeiro, até por dentro do nevoeiro. Um poema belo que "afasta" dias mais agitados e trágicos.

"...o mar aquieta-se. Deixa-se adormecer...", pois só assim, pela sua pena, poderia ser.

Um beijo amigo

Odete Ferreira disse...

O mar: encanto, sedução, sonho mas também inquietação.
Um belo poema de alma contemplativa.
Quedo-me sempre na imagética da tua poesia...
Bjo, amiga .)