11.4.16

Sorriso

Ferran Quevedo

A melancolia vem açoitar-me as margens 
do sorriso que resta nos meus lábios 
quando busco um sulco de água doce 
para chegar ao restolho das palavras 
em misteriosas bocas.

Graça Pires
De Caderno de significados, 2013

57 comentários:

Poções de Arte disse...

Bom dia, Graça!
Às vezes a melancolia parece querer fazer morada eterna em nosso ser. Ainda bem que o sol sempre volta a brilhar.
Belas palavras.
Linda semana, abração.

Arthur Claro disse...

Belas palavras e imagem muito boa. Parabéns.

Arthur Claro
http://www.arthur-claro.blogspot.com

✿ chica disse...

Pelo menos os sorrisos elas mantiveram..Linda poesia! bjs, chica

José Carlos Sant Anna disse...

Não se transfere a outrem a dor de aprender. Um poema fortíssimo, Graça!
Beijo,

Nequéren Reis disse...

Que belas linhas que fez canção pra os meus ouvidos amei,
te desejo uma semana abençoada.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

Cidália Ferreira disse...

Um poema lindo com uma imagem soberba!!

Beijo e uma tarde feliz

http://coisasdeumavida172.blogspot.pt/

Suzete Brainer disse...

Graça,

A foto é belíssima e encantadora (os sorrisos delas são contagiantes)!...

Tão belo e profundo o teu Poema, um voo de um olhar solidário
sobre a realidade social.

Um beijo.

heretico disse...

as palavras gastam-se, não é Graça?
e por vezes as bocas ficam secas.
que resta então senão a melancólica busca da palavra esquiva?

beijo, minha Amiga

mz disse...

A melancolia é sempre aquele doce amargo...

Boa semana,
bj

Mariangela do lago vieira disse...

Lindo demais amiga, e triste.
Esta realidade é sempre triste.
Mas que bom os sorrisos!
Uma feliz semana Graça!
Beijos,
Mariangela

ॐ Shirley ॐ disse...

Muitas vezes, procuramos
e não encontramos...
Belo e contundente, Graça.
Beijos!

Marta Vinhais disse...

O sorriso pode ser melancólico....Mas devia ser sempre assim - aberto....
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Majo disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
DE-PROPOSITO disse...

A tristeza açoita, mas em princípio (poderá não acontecer) haverá a recompensa quando voltar a alegria. É que sem tristeza, a alegria não tinha significado.

Que a felicidade ande por aí.
Beijinho
MANUEL

Majo disse...

~~~
Uma foto impressionante!

Como são inocentes
os sorrisos e triste a míngua!

Sim, amiga, a melancolia açoita-nos
e secaria nossa boca, se tivéssemos
de retribuir palavras...

Poema sensível, sentido, sensitivo
~~~~~~~~ e muito belo.

~~~~~~~ Abraço, Graça.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Toninho disse...

Olá Graça.
As vezes este fel é o prenuncio do mel.
Um sorriso pode tudo mudar.
Linda imagem do sorriso leve e solto.

Uma semana com alegria e paz.
Bjs amiga

Isa Sá disse...

Bonita imagem...

Isabel Sá
http://brilhos-da-moda.blogspot.pt

Blog da Gigi disse...

Ótimo dia!!!!!!!!!! Beijos

mixtu disse...

o sorriso
fonte de vida
fonte de tudo
o sorriso... que tudo muda...

António Jesus Batalha disse...

Ao passar pela net afim de encontrar novos amigos e divulgar o meu blog, me deparei com o seu que muito admiro e lhe dou os parabéns, pois é daqueles blogs que gostaria que fizesse parte de meus amigos virtuais.
Se desejar visite o Peregrino E Servo. Leia alguma coisa e se gostar siga, Saiba porém que sempre vou retribuir seguindo também o seu blog.
Minhas cordiais saudações, e um obrigado.
António Batalha.
http://peregrinoeservoantoniobatalha.blogspot.pt/

graça Alves disse...

O desapontamento...a desilusão...a busca infrutífera que cada dia almejamos...
Tão simples mas tão bonito!
bjinho

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Magnífico poema impressionante pela actualidade.
A melancolia que nos açoita nesta realidade brutal, mas ao mesmo tempo o sorriso inocente de quem talvez jamais tenha conhecido outros mundos, outras vidas.
Será este o verdadeiro sorriso?
Um beijinho, amiga.
Ailime

Laura Ferreira disse...

deixo-te um sorriso meu.

beijinho

Ana Freire disse...

A realidade sugere-nos melancolia... pela frieza e crueldade com que por vezes se nos apresenta... mas apesar de tudo... os protagonistas de duras realidades... ainda assim... conseguem esboçar sorrisos tão espontâneos, como tão bem evidência a imagem!...
Um post muito belo e que nos oferece muito sobre o que reflectir...
Beijinhos, Graça! Continuação de uma boa semana!
Ana

O Puma disse...

Infinitos tangíveis

Bj

MARILENE disse...

Enquanto avistarmos sorrisos, ainda que saibamos de sua curta durabilidade, nos poderemos alegrar pelos que os oferecem. A melancolia vem da maturidade e do entendimento, que ainda não chegou àqueles lábios. Bjs.

AC disse...

Ah, essa linguagem poética, que não perde a beleza mesmo nos desequilíbrios dos gestos dos homens...!

Um beijinho, Graça :)

Maria Rodrigues disse...

Um sorriso ilumina quem o dá e quem o recebe.
Graça, recebi um prémio que circula na net e venho partilhá-lo consigo. A importância não está no prémio em si, mas sim no que ele representa, a criatividade, imaginação, inspiração, bem como as horas e dedicação que cada um, dedica aos seus blogues deixando neles um pouco de si.
Provavelmente já recebeu de outros amigos esta recomendação, mas fica também aqui o meu reconhecimento pelo mérito do seu blogue.
Beijinhos
Maria

Benó disse...

Melancolia e talvez uma certa nostalgia nos invadam e nos tirem o sorriso perante crianças sofredoras. Mas os sorrisos da foto que escolheu para ilustrar o poema enchem-nos de alegria. Esquecemo-nos das outras.

Pedro Luso disse...

Belos versos, Graça. Gostei muito. Parabéns.
Abraços.
Pedro.

Luis Coelho disse...

Bom dia
Em cada dia renasce a esperança e o sorriso das boas palavras. A vida faz-se pela coragem de nunca se parar antes do tempo dado para a viagem.

Mariazita disse...

Perante a beleza dos sorrisos dessa maravilhosa foto difícil será não manter a esperança de afastar a melancolia...

Continuação de boa semana.
Beijinhos
MARIAZITA / A CASA DA MARIQUINHAS

Anete disse...

Palavras e foto tocantes! O sorriso 'apesar de'...

Beijinho e boa 4ª feira...

teresa p. disse...

O importante é sorrir, mesmo com melancolia... Ter a coragem de prosseguir no sonho, não obstante os desencantos da vida. Só as crianças riem alegremente, mesmo quando nada têm, tal como as da lindíssima foto com que ilustras o poema.
Gostei muito.
Beijo

Alfredo Rangel disse...

À melancolia pode ser afastada quando ganhamos um mimo muito especial, de alguém também muito especial, como acaba de acontecer comigo. Ganhei sonhos expressos em poesias extraordinárias que estará sempre ao meu alcance. Beijo.

Fê blue bird disse...

Até quando permanecerá um sorriso assim tão puro.

Um poema que tanto nos diz nas entrelinhas.

Um beijinho amiga Graça

Mirtes Stolze. disse...

Boa noite Graça.
Belíssimo e triste, tocante. Uma linda imagem com sorrisos contagiante. Uma linda quinta- feira. Enorme abraço.

Lucinalva disse...

Olá Graça
O sorriso alivia a alma. Linda postagem, bjs querida.

ManuelFL disse...

Poema e foto maravilhosos.
Eu revejo-me em muitos dos comentários anteriores e não vou ser redundante.

Reproduzo a propósito do poema, e das crianças que com “misteriosas bocas” sabem sorrir, um texto do filósofo Fernando Savater:

«A alegria não é um estado, é um sentimento, é uma forma de enfrentar as coisas […] a alegria não exige requisitos à vida [e] é o grande mistério da vida. O mistério da vida humana é que o único ser que sabe que vai morrer pode ficar alegre frente à morte, frente à destruição, frente à fragilidade.»

Beijo, Graça.

© Piedade Araújo Sol disse...

um poema melancólico com palavras certeiras a acompanhar uma foto muito bem escolhida .
beijo
:)

Tais Luso disse...

Gostei de seu poema, Graça, tocante e sensível.
Parabéns! Um tanto triste, mas não menos belo.
Beijo.

LuísM Castanheira disse...

Bom dia, amiga

Um sentido e profundo poema.
As margens dum sorriso, na procura da vida.

Um bjs.


Sinval Santos da Silveira disse...

Oi, querida Amiga, Graça Pires !
Gostaria de poder mergulhar nas entrelinhas
do texto, para elucidar o belo enigma ...
Não consigo, então, aplaudo emocionado.
Parabéns, com o meu fraterno abraço, aqui do
Brasil.
Sinval.

solfirmino disse...

Minha nova poeta preferida. Amando seus poemas!

Rita Freitas disse...

Poucas mas profundas e belas estas palavras.

Beijinhos

Tétis disse...

Amiga Graça,

Triste mas muito belo este teu poema.

Também muito bonita a imagem com que ilustras este teu post.

Parabéns.

Beijinhos

Agostinho disse...

Do restolho puído das palavras ergue-se a recusa dos sons : o sofrimento da Poeta. Um poema belíssimo.
Bj

São disse...

Que a melancolia não (nos) vença!

Abraço de bom fim de semana

ALUISIO CAVALCANTE JR disse...

Querida amiga

Sei o que é isso
minha amiga...
Sei da força da melancolia
e quanto a alegria pena
em seu açoite
se não reagirmos
em tempo hábil...

Um imenso abraço.

Aníbal Raposo disse...

Cara amiga,
Líndíssimo poema.
Obrigado.

Teca M. Jorge disse...

Desequilíbrio humano poeticamente contado... muito bom!
Beijo

manuela baptista disse...

esta é a misteriosa infância

se não brincarem morrem, como o sorriso em cantos de melancolia


um abraço, Graça

ONG ALERTA disse...

Estamos sempre a procura...
Bjbjbj Lisette.

Existe Sempre Um Lugar disse...

Bom dia, palavras profundas para reflexão, é um erro ignorar o que nos rodeia o que provoca cada vez mais a desigualdade e a ignorância.
Boa semana,
AG

Jaime Portela disse...

Há sorrisos melancólicos assim...
Magnífico poema, como sempre, apesar de pequenino.
Boa semana, querida amiga Graça.
Beijo.

Teresa Durães disse...

Belíssimo poema!

Odete Ferreira disse...

Perante o que nos inquieta, o que nos desassossega, o sorriso terá sempre um travo amargo.
Este sentir é traçado no poema com uma finura poética sublime.
Bjo, amiga :)