14.10.19

A sedução da fuga



Seguimos pela noite indiferentes
a todos os ruídos que rebentam
o rigor do silêncio.
Temos nos punhos a navalha afiada
do tempo rasgando diante de nós
o túnel da eternidade.
Vamos até onde nos leve a sedução da fuga.
Queremos avistar o destino das aves
que trazem a luz das auroras riscada em suas penas.

Graça Pires
De Uma vara de medir o sol, 2018, p 54

65 comentários:

Giancarlo disse...

Buon inizio settimana.

chica disse...

Fico quase sem saber o que dizer ao te ler. Sei apenas que é LINDO o teu poetar! Parabéns sempre! bjs, chica

Gil António disse...


Olá:- Poema e imagem simplesmente deslumbrantes.
.
POEMA ** Fremente Loucura **
.
Desejando uma semana feliz

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema, gostei bastante e aproveito para desejar uma boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

carminho disse...

Belo e sentido poema da maravilhosa poetisa Graça Pires, como aliás são todos os seus poemas. É um privilégio ler a sua poesia. Bela e intensa.
Obrigada minha amiga

Maria Eu disse...

Rasguemos a vida com os dentes! Voemos sempre até à aurora!

Belíssimo, como sempre!

Beijo, Graça :)

mz disse...

Querer uma luz que amenize o final dos dias, é humano.

Graça, é tão profunda a sua poesia!

Beijo.

Marta Vinhais disse...

Procuramos encontrar a Luz... às vezes, a neblina esconde-a... mas ela está lá...
Lindo como sempre...
Beijos e abraços
Marta

saudade disse...

Uma sedução que deu um belíssimo poema.
Boa semana
Beijo

Agostinho disse...

Um poema fantástico, bem conformado pela "vara de medir o Sol". A Poeta escreve a palavra no rigor de mão predigitada.

Na "sedução da fuga"
ousar ousar ousar
rasgar até chegar
ao horizonte finito

É uma hipótese que se tem:
o voo fantástico que vem
dar a liberdade do suicídio
O corpo faz-se leve leve
até libertar a ave do paraíso

Beijo, querida Amiga Graça Pires.

Cidália Ferreira disse...

Um poema muito bonito!! :)


Beijo e um excelente dia

Roselia Bezerra disse...

Boa tarde de paz, querida amiga Graca!
Muito lindo! A sensação e emoção da fuga dão impulso e curiosidade pelo que há de vir.
Parabéns, amiga!
Seja muito feliz e abencoada!
Bjm carinhoso e fraterno de paz e bem

fatimawines disse...

Olá. Céu!

Saber fugir poupa-nos a muitos incómodos.Imagine um polícia a entrar num daqueles "bairros" onde sabe de antemão que lhe irão fazer a "folha", opta por ir tomar um café numa zona mais civilizada. Nada que eu tenha contra quem mora nos outros.Aliás, em todos os lados há gente boa. Mas, mais do que sedução há a necessidade de preservar a vida.
O corpo se "atrelado" a uma boa cabeça liberta-nos do suicídio e é isso que se pretende.
Espero que neste meu voo fantástico não tenho desvirtuado o seu poema.bj.

fatimawines disse...

Olá, Graça!
No meu fatimawines convido-a degustar uma metáfora de vinho.
bjs

Ives disse...

Que genial! Penas poéticas aos olhos poetas. beijos

Agostinho disse...

É extraordinária a facilidade como o pano fica magoado. Ressalvo, pois, onde está 'predigitada' deve ler-se PREDESTINADO.

Laura Ferreira disse...

pois... há dias em que a fuga é para mim quase obsessiva...

Humberto Maranduva disse...

Sim, temos sempre a ilusão de que é possível fugir de nós, das nossa penas que, ao contrário das das aves, não nos acalentam a fantasia embriegadora dos vôos sem destino. Mesmo quando viajamos para outros recantos do globo - oh, delírio dos delírios - os nossos fantasmas permanecem grudados na nossa alma...
Um poema muito rico na sua proclamação luminária.
Boa semana, Graça.
Um abraço

A Paixão da Isa disse...

Bonito poema com foto linda tb e é tao bom vir aqui e te ler bjs

carlos perrotti disse...

"Vamos até onde nos leve a sedução da fuga..."

...Onde só a poesia pode nos levar e a luz do poeta ilumina... Maravilhosos sensívels versos, amiga Graça. Você sabe dizer porque não apenas olha, mas também pode ver.

Abraço muito grande!!

Flor disse...

Muito obrigada pelas suas visitas ao "meu simples Café".
Na fuga haverá sedução pelo desconhecido mas também sofrimento. Admiro muito a migração das aves que o fazem por obrigação e muitas encontrarão o seu ninho que deixaram para trás mas sempre há aqueles que se apropriam do que não é deles.

Beijinhos.
Maria Isabel Quental

lanochedemedianoche disse...

Suave escape entre trinos de aves, placer leerte.
Abrazo

Teresa Almeida disse...

Todo o teu poema acompanha o movimento das aves, ávidas de novas auroras e de urgentes mudanças.
Que força e que ritmo, minha amiga!

Vamos!

Beijos, amiga Graça.

José Carlos Sant Anna disse...

Vamos "até onde nos leve a sedução da fuga", mas, sobretudo onde nos leve a sedução da linguagem, pois sem ela não alcançaríamos "a luz das auroras riscada" em seus poemas!
Belíssimo poema!

JUAN FUENTES disse...

Muchas personas usan mascaras,por temor a ser reconocido

Maria Emilia B. Teixeira disse...

Queremos avistar o destino das aves
que trazem a luz das auroras riscada em suas penas. Lindo!Bjs.

Maria Rodrigues disse...

Que as nossas fugas terminem sempre, em destinos plenos de luz e paz.
Belíssimo poema
Beijinhos
Maria

Luis Eme disse...

Que vontade de sentir a "sedução da fuga", depois da sedução das tuas palavras...

abraço Graça

Sandra May disse...

Muito bonitos versos!
Bjs, Graça.

Pedro Luso disse...

Boa noite, Graça!
Este seu poema (“A sedução da fuga”), querida amiga Graça, levou-me a ler mais de uma vez a sua bela obra poética, com estes belos versos que abrem o seu poema:

“Seguimos pela noite indiferentes
a todos os ruídos que rebentam
o rigor do silêncio.”

Votos de uma semana inspirada e de paz, Graça.
Um beijo.
Pedro

Tais Luso disse...

Pois está aí a solução de muitos problemas, imitemos pois as aves, tão fácil uma fuga heroica no momento certo!
Belíssimo, querida Graça!
Uma ótima semana,
beijo

Gracita disse...

E com a sedução da linguagem poética você nos leva a voos líricos de imensurável beleza minha amiga. Seduziste e encantaste.
Beijinhos poéticos

Mar Arável disse...

Os pássaros não fogem
movimentam~se
Bjs meus

Toninho disse...

Linda partilha amiga.
Este é um dos maravilhosos poemas que eu gostei do livro.
Bom reler seus voos maravilhosos na poesia elegante.
Beijo amiga e feliz semana.

bea disse...

Poema tão curto e bonito. "A sedução da fuga" no caso das aves é apenas ritual de volta a casa. Nos homens nem tanto. Fugimos para não enfrentar. Ou por já não haver frente, ou por nos ser traumática, ou. Foge-se por muito motivo e pelos mesmos se fica. Somos assim, há inexplicável bastante dentro do que se pode explicar.
Bom dia, Graça

Isa Sá disse...

Bonito poema.

Isabel Sá  
Brilhos da Moda

CÉU disse...

Olá, querida Graça!

A fuga, seja ela qual seja e de que género for, tem sempre elam, sedução, e se for para a liberdade, dá-nos um alargamento de "asas" e de sentidos, difícil de descrever, mas a Graça soube-o traduzir em palavras, lindamente.

Quando li o título, pensei que falava de sedução, nua e crua-rs, mas esta não é inferior à da liberdade consciente.

Gostei imenso da imagem. Acho as aves tão livres, tão livres, e o espaço não menos.

Beijos e boa semana.

Marco Luijken disse...

Very nice to read these words. Always very special.

Big hug, Marco

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Tão belo este poema!
O amor, a liberdade, a luz, que nos ajudam a manter acesa a chama da eternidade!
Um beijinho, minha Amiga, e Enorme poeta.
Continuação de uma boa semana.
Ailime

ANNA disse...


Boa tarde Graça,
Gracias por tu visita y comentario
cuidate mucho
Besos

Duarte disse...

Essa similitude que tão bem relacionas. Essa fuga constante de algo que não acabamos de catar. Sim, porque as aves emigram.
Bonito poema.
Um grande abraço para uma boa semana.

manuela barroso disse...

A sedução desta fuga, convertê-la-ia para mim, na sedução fantástica com que nos mimas!
Esse túnel da eternidade atravessado por aves riscadas de aurora...está fenomenal!
Acho que vou aproveitar a luz...
Abraço grande, minha amiga!

Às margens de mim. disse...

Passando para atualizar minha leitura nos blogs, muito bom o seu texto, deixo meu abraçO!

Manuel Veiga disse...

... a sedução da fuga... o voo das aves "riscar"... a aurora riscada pelas penas dos pássaros!

Meu Deus, Graça!
antes o fio da navalha a tatuar o tempo na urgência
de teus belos poemas.

beijo. minha Amiga

Carlos Augusto Pereyra Martínez disse...

La metáfora del escape, tanto en la fotografía como el poema, aluden al amor en la idea de la búsqueda. Un abrazo. Carlos

baili disse...

Oh this is beyond beautiful poetry dear Grace !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

you painted the migration of birds so powerfully through your metaphysical way

yes ways of sky are inviting and irresistibly compelling ,one look seems like strong rope ,pulling soul upward to come and reveal what is laying within the corners of endless horizons
blessings!

teresa dias disse...

Minha querida amiga Graça, que beleza de poema e de imagem. Tudo aqui encaixa na perfeição.
Emocionada digo-te ao ouvido: admiro-te muito poeta, é um privilégio conhecer-te!
Beijo Grande.

ManuelFL disse...

A Graça faz magia neste poema. Atente-se na maestria com que liga palavras como silêncio, tempo, eternidade, destino, sedução, fuga. Somos seduzidos e queremos ficar.
Beijo.

Olinda Melo disse...


Querida Graça

Os seus poemas têm esta dualidade que me seduz.
Promessas de grandes horizontes e o seu quê de
trágico, talvez dando a entender que "nem tudo o que
luz é ouro". Haverá sempre um preço a pagar
no fim da viagem, mas mesmo assim valerá a pena.

Perdoe-me esta leitura, bastante livre. :)

Beijos

Olinda

teresa p. disse...

Poema genial que transmite o prazer da liberdade "vamos até onde nos leva a sedução da fuga".
Voar, nas asas do sonho, como as aves "que trazem a luz das auroras..."
A foto também é maravilhosa e perfeita para este poema.

Jaime Portela disse...

E o tempo mata-nos a todos, sem contemplações...
Excelente poema, como sempre.
Graça, continuação de boa semana.
Beijo.

Majo Dutra disse...

Minha Amiga.
Tudo começa a perder brilho quando começamos
a vislumbrar o fim do túnel.
Por muito que nos seduza a fuga, só pode
acontecer em sonhos, sonhos libertadores.
Gostei muito, Graça.
Dias serenos e inspirados.
Beijinhos
~~~~~

LuísM Castanheira disse...

Graça, minha Amiga,
Este teu poema e’ deslumbrante!
Construíste o paraíso que todos nós procuramos… e
deste-nos o caminho, o sonho, a vontade e o desejo
de ser pássaro e la’ chegar. Uma fuga ao poente.
Muito belo.
Um beijo

Delas&Deles ou ViceVersa disse...

Graça,
Que alegria ler sua poesia!
Encantada.
Bjins
CatiahoAlc.

silvioafonso disse...

Hoje a poeta arrasou.
Que delícia de poesia,
de combinação de palavras
e sentimentos.
Beijos, senhora dos versos.

solfirmino disse...

Boa tarde amiga.
Tudo para alcançar a "Luz", não é?

"Queremos avistar o destino das aves
que trazem a luz das auroras riscada em suas penas..."
(Graça Pires)

Um beijo

Fá menor disse...

Sigamos as aves. Faça-se o voo.

Bom fim de semana, amiga!

Beijinhos.

Emília Pinto disse...

Muitas vezes nos apetece fugir, mas, é muito dificil; a vida não nos permite fazer como as ave que voam em todas as direcções, procurando o melhor lugar para fazer o ninho e alimentar as suas crias e ainda " se dão ao luxo " de voltarem ao lugar de partida onde com certeza têm outro refúgio . E nós? Temos que andar sempre em frente, podendo, no máximo, desviarmos um pouco a nossa rota se as dificuldades forem muitas, mas, nada de dar um passo atrás; isso já é passado e está proibida a volta a ele. Resta-nos o pensamento e esse é só nosso, nem à vida pertence e muitas vezes é ele a nossa " salvação "; como as aves, podemos voar livres em todas as direcções, e até, lá a trás, à nossa meninice podemos voltar e ficar o tempo que quisermos, curando -nos assim de algumas feridas que a vida nos foi fazendo ao longo dos anos. A nossa alma se aquieta, os problemas parecem menores e o fôlego para continuar a caminhada volta com mais força. Faz bem voltar com o nosso pensamento ao passado, mesmo que, durante esse voo, as lágrimas caiam de tanta saudade. E aqui, Graça, parei, li e enchi a minha alma de poesia, fazendo assim que o meu sono seja mais reparador. Poesia faz falta e eu...bem...não sou capaz, sequer, de fazer uma quadra. Sou, pelo menos, capaz de a apreciar, Uma boa noite e um excelente fim de semana, querida Amiga, apesar do tempo tão escuro e chuvoso. Um tempo destes, a mim, deixa-me mais triste, mas, também aqui, não adianta querer fugir, pois todos os anos, na mesma altura, ele faz questão de aparecer. Há que aceitar, sem reclamar! Beijinhos e a minha sincera amizade
Emilia

Emília Pinto disse...

Bom dia, Graça. Por favor, desculpe o erro...atrás e não como foi escrito. Um bom domingo. Beijinho
Emilia

Sinval Santos da Silveira disse...

Querida Mestra, Graça Pires !
Somos assim, mesmo.
Nunca estamos no lugar que desejávamos estar.
Somos todos nômades, pelo menos em intenção.
Alí, adiante, é bem melhor ... Vejá só !
O teu belo texto, bem retrata esta realidade.
Parabéns, querida !
Uma ótima semana e um fraternal abraço, aqui do
Brasil !
Sinval.

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e Outras disse...

Poetisa, o meu abraço
Comemorando o teu dia,
Dia do poeta, o guia
Que lava a alma no seu passo

A passear no espaço
Da beleza e da magia
Que segue o que a verve cria
Como da alma um pedaço!

Parabéns, oh poetisa!
Artista que eterniza
A beleza universal

E a alma sensibiliza
Como o toque de uma brisa
Oriunda em Portugal!

Parabéns, Graça Pires! Abraço cordial! Laerte.

Jornalista Douglas Melo disse...

Graça,
É um prazer ser teu amigo, aqui nessa interação virtual e além-mar.
Esse poema traz belos versos "migratórios".
William Blake disse certa vez:
"A ave constrói o ninho; a aranha, a teia; o homem, a amizade!"
Um beijo e bom começo de semana!!!
Douglas

A Casa Madeira disse...

Aves migratórias, sempre me veem a mente as
mudanças que podemos fazer.

Que por alguns momentos sejamos aves.
abçs.

Vanessa Casais disse...

Maravilhoso.

Bjs,
Vanessa Casais

https://primeirolimao.blogspot.com/

© Piedade Araújo Sol disse...

o tempo, sempre esse malvado,
mas, podemos ir sempre ao seu sabor
mas saber para onde vamos.

o fim é sempre assim...e as aves também sabem

belo poema como sempre.

beijinhos

:)