8.4.14

Os velhos


Alfredo Cunha


Não é simples envelhecer.
Já um poeta o disse.
Peregrinos do tempo,
aprenderam, pelo olhar,
o caminho do trigo maduro,
o perfil dos navios
que partem sem regresso,
a mudança das estações do ano,
a curta duração das emoções.
Mas, quem se lembra da fadiga
dos seus braços, agora,
que é outono em suas mãos?
Quem fez do banco do jardim
um referente da morte,
o lugar onde a sua solidão se acoita?
Quem esqueceu, nas suas rugas,
a sábia maturidade da vida,
ou antes, um modo diverso
de olhar na direcção da noite?

Graça Pires
De Ortografia do olhar, 1996

37 comentários:

a noite (ser) disse...

"Não é simples envelhecer...
já um poeta o disse"

Lindo!

Adorei este poema
:)
Beijo, Graça.

Lídia Borges disse...


Pleno de clarividência, Graça!

A velhice!... O lugar onde a ingratidão se toma de altivos gestos.

Um beijo

Lídia

José Vilhena Moreira disse...

...ou dos navios que não voltam a partir, apesar do seu efeito cenográfico...
um abraço

Marta Vinhais disse...

Todos....E aprendíamos todos se o escutassemos com alma aberta...
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Evanir disse...

Alguns anos se passou sonhava voar com as borboletas ,
em meus pensamentos voei sobre os mais lindos jardins em flor.
O tempo foi passando sonhava voar como um colibri,
e voei nos meus pensamentos na velocidade do beija flor.
Em cada jardim beijava colhendo o nectar das flores
e sonhava com a felicidade a cada quilometro de voou.
Alguns anos se passaram meus sonhos mudaram
hoje sonho voar como a Àguia quem
sabe alçar livre meu último voou ,
ir de encontro ao firmamento e finalmente encontrar
a paz para meu coração.
Que bom é estar perto de ti
Sentir tua paz em meu coração .
Deus abençoe o seu Dia e o meu também.
Paz e Luz de Jesus.
Evanir.
A sala abaixo é para vc escolher aquilo que vc gostar
por favor deixar o recado que levou estarei fazer um award do seu blog
e colocando no rolando junto com os outros.
Que esta a esquerda do blog.
http://aviagempremiosoferecidos.blogspot.com.br/
Desde já meu agradecimento pela sua amizade.
Breve estarei me afastando de vocês.
Eu acredito que não voou conseguir
continuar sem me afastar
talvez a partir do final desse mês.
Agradeço o carinho que sempre recebi de si
Deus é pai e sabe quanto amo cada um de vcs
que sempre dedicou o melhor de si
para mim.
Minha amiga seu poema comoveu meu coração.
Na verdade ser velho muitas vezes só os poetas e poetisa sabem descrever esse estagio da vida.
Caso me permitir postarei no meu blog esse poema que fala a verdade da vida.
evanir_garcia@hotmail.com

Humberto Maranduva disse...

Nada mais volta a ser
a cinza que transpõe a luz
do momento ou do lugar
que o tempo prolonga nos éditos
duma leitura enigmática
onde se movem imagens amordaçadas
sob o manto severo de ritos
sacralizados...

Um pássaro
enceta um voo impreciso
como se voltasse de uma viagem
sem regresso
e diz-nos do assombroso segredo
que em si encerra fremente -


O ENVELHECIMENTO, ESSA

INCOMENSURÁVEL ALQUIMIA!

Um abraço, Graça.

silvioafonso disse...

.

Mais que bom que em tempo
encontrei quem diz a fala
das rugas. Quem conta as
contas do terço e quem reza
dizendo de quem gosta, o
nome.

Um beijo e, seja sempre bem-
vinda ao convívio dos que
pulsam, copiando o coração.

silvioafonso



.

António Eduardo Lico disse...

Bela poesia.
Abraço.

São disse...

A velhice que está sendo cada vez mais desprezada , porque as pessoas com o prolongamento da vida passam a ser um peso para a economia, não produzem nada de útil e nem conseguem ter vida de qualidade.

Estou aterrada: estes argumentos foram utilizados pelos nazis para assassinarem as suas primeiras vítimas, ou seja, as pessoas deficientes alemãs...e estão a ser usados por jovens das nossas escolas secundárias!!!

O poema? ..Como sempre, é muito bom.

Beijinhos, Graça

manuela barroso disse...

Este tempo tantas vezes sem idade, quanta sabedoria desprezada. E agora também fardo...
Esta tudo aqui, Graça!
Beijinho

Mar Arável disse...

Bela memória

Bjs

Cristina Cebola disse...

Não é simples envelhecer, não é simples envelhecer com dignidade...quando afinal tudo seria tão fácil, se houvesse amor.
Gostei muito deste poema reflexão Graça. Pois o tempo não é alheio a cada um de nós.
Beijinho.

AC Rangel disse...

Graça,
esta não é uma simples poesia.
É uma lição de como se escreve uma poesia.
Só mesmo uma mestra poderia escrevê-la.
E é admirando esta poetisa fantástica que vc é que fico muito,
muito, muito feliz com a sua gentileza e sua atenção quando vc posta um comentário lá na humilde almatua.
Só por te receber lá, garanto, vale a pena manter meu blog.
Beijo. Grande beijo e muito obrigado.

helia disse...

Envelhecer não é nada fácil, é mesmo muito difícil ! Os muitos anos pesam não só no corpo , mas também na alma , na nossa auto estima !
Mas uma bela Poesia é sempre um raio de luz para animar !

Menina Marota disse...

Pior que envelhecer o corpo, é envelhecer de alma e de carácter.

Fui ensinada pelos meus Pais a amar e respeitar os mais velhos. Já os Pais deles, meus Avós, assim lhes tinham ensinado.

Passei esses ensinamentos aos meus filhos: envelhecer é ter sabedoria, ter experiência e cada rua é um rio que atravessámos.

Infelizmente, nos tempos actuais muita gente assim não pensa.


Mas os novos de hoje, serão os velhos de amanhã...

Vale a pena ler Poesia, quando ela nos transmite uma Mensagem de clarividência.

Um grande abraço de ternura

teresa p. disse...

A velhice é um destino...
A solidão e o abandono deixam marcas profundas no corpo e na alma.

Gosto muito deste poema pela grande lucidez com que fala do envelhecimento.
Beijo

heretico disse...

velhos descartáveis, tantas vezes - no meu Pais!

sensível e afável poema.

beijo

Anónimo disse...

Poema de rara beleza, impregnado de uma terna melancolia.
A autora teve a arte e a sensibilidade de ilustrar as palavras com dois "peregrinos do tempo" que, com "sábia maturidade", não desistiram de celebrar a alegria de estar vivo.

ManuelFL

Ana Tapadas disse...

É belíssimo!
Olhar os velhos ensina-nos a vida.


Beijinho

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa noite,
a vida tem que ser encarada exatamente como ela é, não podemos mudar o rumo das coisas, a velhice tem que ser respeitada pelo passado importante de cada um, porque todos, mesmo quando se entra velhice são importantes.
Infelizmente os nossos (des)governantes consideram os mais velhos que são capitalistas como humanos, os restantes um numero que incomoda.
Noite feliz
ag

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

Existe Sempre Um Lugar disse...

Embora os meus olhos sejam
Os mais pequenos do mundo,
O que importa é que eles vejam
O que os Homens são no fundo

António Aleixo, Poeta Popular.

© Piedade Araújo Sol disse...

não é simples envelhecer...

comovente e verdadeiro.

bela foto!

:)

Agostinho disse...

É um previlégio aportar a este lugar de encantamento. Obrigado, Graça, por mais este poema sublime, subtilmente deixado.

Mil sandálias provaram o pó de mil caminhos
rotas cansadas aportaram ao cais
sem retorno num embargo de desespero
leem com as mãos a ortografia
do olhar, o gemido das mágoas do mundo,
na hora do cavername ir ao fundo.


carlos pereira disse...

Quando os dias também amadurecem o fruto da nossa vida.
Gostei poeta.
Abraço.

manuela baptista disse...

faz-se noite

e o esquecimento é tão somente, pensar que o agora é eterno e que tudo se pode descartar sem dor

uma sociedade que isola, abandona, sacrifica os mais velhos, está a um milímetro do seu ocaso


e velho, é uma palavra digna, muito mais bonita que idoso

gostei, Graça!


um abraço

Ives disse...

Olá! O efeito do tempo doce, em linhas poéticas dedilhadas pelo espírito! abração
http://ives-minhasideias.blogspot.com.br/

Existe Sempre Um Lugar disse...

Boa tarde, Adorei a foto que aqui apresenta, regressei para apreciar novamente a mesma e agradecer a sua simpática visita ao meu humilde blog.
Dia feliz.
ag

http://momentosagomes-ag.blogspot.pt/

irene alves disse...

Envelhecer deveria ser merecer
respeito e amor.
Aprender com quem viveu...
Gostei do poema.
Bjs. e desejo de que esteja bem.
Irene Alves

Sonhadora (RosaMaria) disse...

Minha querida

A velhice é o caminho de regresso ao princípio.
Como sempre a minha admiração. adoro ler-te.


Um beijinho com carinho
Sonhadora

Evanir disse...

Cada dia tem o seu segredo: delicioso, mágico.
é isso que nos estimula a sonhar
e a depositar nossas esperanças no amanhã,
sabendo que, o hoje é uma fonte .
Acredite no Tempo, na Amizade,
na Sabedoria, e principalmente no Amor.
Que Deus abençoe seu Domingo.
Beijos no coração afagos na alma.
Evanir.

Carmem Grinheiro disse...

Bom dia Graça, belíssimo e profundo.
O banco do jardim, tantas vezes residência da solidão que todos olham sem querer ver, não é?

Bom domingo
Carmem

AC disse...

A velhice é uma imensa biblioteca que, infelizmente, poucos lêem...
Graça, obrigado por esse olhar sereno, maduro, talentoso...

Beijo :)

Pérola disse...

Não é simples, nem fácil, mas é a única forma de viver.

beijinhos

Nilson Barcelli disse...

É cada vez mais difícil envelhecer.
Excelente poema, como sempre.
Graça, tem uma boa semana.
E uma Páscoa feliz para ti e para a tua família.
Beijo.

tb disse...

Gosto tanto Graça. Sempre a leveza da ternura na tua poesia.
Beijinho grande.

CamilaSB disse...

Quem despreza a sabedoria e a ternura dos mais velhos, nem sabe o que perde... além de sábios, eles são amorosos... e, se eles nos ajudaram a crescer, nós temos o dever de os ajudar no difícil caminho do envelhecimento. Pois, é para lá que todos caminhamos!
Belíssimo poema Graça :)
Beijinho carinhoso, e votos de uma boa Páscoa!

Ailime disse...

Boa noite Graça, lindo e clarividente poema! O problema de hoje é que os mais novos e não só nem sequer sabem o que é ser verdadeiramente velho! A velhice que tanto tem para ensinar e que tanto afeto e carinho precisa, vive marginalizada e dói tanto! Agradeço e retribuo votos de uma boa Páscoa. Beijinhos, Ailime