4.7.16

Queremos um anjo de pedra



Vem comigo, amor.
Vamos contornar
as margens azuis do adriático
e trepar as escarpas
até ao castelo de duíno.
Queremos um anjo de pedra
nos rituais do enlevo.
Eu procuro de novo
o princípio de tudo,
para que me digas na voz de rilke:
as minhas emoções, que acharam asas,
voam, brancas, à volta do teu rosto.

Graça Pires
De Uma claridade que cega, 2015

49 comentários:

tb disse...

Sempre tão bela a tua poesia, minha querida Graça.
um beijinho.

Silenciosamente ouvindo... disse...

Uma claridade que cega...interessante!
No seu blogue há sempre há espera
de quem o visita muito boa poesia.
Bjs.
Irene Alves

ManuelFL disse...

É como se Rilke, ao escrever as Elegias a Duíno, antecipasse que iria inspirar uma poeta maravilhosa a escrever este belíssimo poema de amor.

Beijo, Graça

Sofia disse...

Sempre poemas tão bonitos que se lêem por aqui (=

Marta Vinhais disse...

A procura.. à procura do amor... Nas vozes dos Anjos, no sussurro do Mar...
Mas sempre o amor....
Lindo...
Beijos e abraços
Marta

Diana Lestan disse...

Linda Graça,

Maravilhoso poema, acalenta a alma, os sentires e desejos, porque afinal, sempre queremos viver, tudo que nos faz feliz e nos alimenta a alma, dia após dias, como se fosse sempre, a primeira vez...

Um beijo no coração e ótima semana para você.

Bell disse...

Anjos são tão lindos.

bjokas =)

© Piedade Araújo Sol disse...

todos procuramos um anjo (da guarda) e se for de pedra, também será um anjo.
poesia delicada e serena,
boa semana.
beijo
:)

Nequéren Reis disse...

Postagem maravilhosa amei, tenha uma semana abençoada.
Blog: http://arrasandonobatomvermelho.blogspot.com.br/
Canal:https://www.youtube.com/watch?v=DmO8csZDARM

CÉU disse...

Um irresistível convite, de facto.
Nas margens do Adriático ou nas de qualquer outro mar, querer ter um anjo, como guardião dos amantes e dos seus afetos, não interessando de que material é feito, é algo tão sublime, quanto, ingenuamente, cálido.
Procurar o princípio de todas as coisas, outra vez, apenas e tanto, para escutar da boca dele palavras inomináveis, únicas, que sobrevoem corpo e alma, agora já com asas, é algo, magicamente sumptuoso e poético.

Beijinhos, Graça e mto obrigada pelas suas palavras no meu blogue.

José Vilhena Moreira disse...

Muito belo!
bj

Zilani Célia disse...

OI GRAÇA!
EMOÇÕES VIVENCIADAS A DOIS PROTEGIDAS POR UM ANJO.
LINDO.
ABRÇS
http://zilanicelia.blogspot.com.br/

Sinval Santos da Silveira disse...

Querida Amiga e Poetisa, Graça Pires,
boa noite !
Por vezes, quando os ouvidos alheios se
fecham, procuramos nos anjos, ainda que
de pedra, a ressonância para o desabafo.
Enfocas, com delicadeza e sabedoria, esta
procura.
Um carinhoso abraço, aqui do Brasil.
Sinval.

Isa Sá disse...

Bonito poema...

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Majo Dutra disse...

«E admiramo-lo tanto porque ele tranquilamente desdenha
Destruir-nos. Cada anjo é terrível.»
Da 1ª elegia de RMRilke

Altas são as falésias do castelo de Duíno, mas os seus
aromáticos bosques inspiram poemas de amor muito belos,
como este.

Beijo, Graça.
~~~~~~~

heretico disse...

como serpente de lume, mordendo a cauda

Rilke iria gostar de ler-te, Graça...

beijo, minha Amiga

Benó disse...

Sempre que nos apaixonamos voamos sempre para além de nós. A paixão dá-nos momentos de completo enlevo. Poema de amor como só a Graça sabe escrever. Um abraço.

Ana Freire disse...

Que o amor seja o nosso anjo da guarda... que nos proteja e guie, através das agruras da vida...
Que poesia linda e profunda, Graça! Como o verdadeiro amor, sabe inspirar...
Adorei! Beijinho! Continuação de uma boa semana!
Ana

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Que poema tão belo!
Recomeçar...Vale sempre a pena recomeçar ou recordar e deixar que as emoções como asas "voem brancas em redor do rosto".
Sem palavras, minha amiga.
Um poema muito profundo.
Beijinhos e continuação de boa semana.
Ailime

Mariangela do lago vieira disse...

Que linda inspiração Graça!
O encanto da natureza e o Anjo guarda
Como testemunhas de um maravilhoso momento de amor.
Muito belo.
Beijos, e uma boa tarde!
Mariangela

Suzete Brainer disse...

Um poema único na sua expressão de beleza,
inspiração e originalidade da Poeta.

Parabéns, minha amiga!
Beijos.

graça Alves disse...

Que lindo!
Obrigada
beijinho

FATIMA WINES disse...

Um Anjo de pedra, mas vestido de sentimentos.Quanta beleza!

Maria Rodrigues disse...

Magnifico poema
Beijinhos
Maria

anamar disse...

Belissimo , Graça.

Sempre com pouco tempo para visitar "casas " amigas.

Avó de dia, mas não todos os dias... mas cansada à noite.

Para a semana vou à Figueira por uns 4 dias.

Beijinho,

Ana

Luis Coelho disse...

Serão anjos de pedra mas cheios de humanidade e de beleza e de sentimentos.
Poesia de uma alma nobre.

LuísM Castanheira disse...

Poema de amor, como primeiro cântico, que me faz viajar, ao "castelo" de Rainer Maria Rilke.

"...Eu procuro de novo,
o princípio de tudo..."

... e com o regressar, ao ponto de partida, com um novo olhar, a alma enriquecida.

Tão belo, optimista e sonhador, o seu poema, minha amiga, que até o anjo de pedra deixa de ser "terrível".
Enorme ...

Obrigado pelas suas palavras carinhosas, em comentários generosos, deixados no meu blog.

Um beijo, Graça.

Fê blue bird disse...

Amiga Graça, quando se consegue esta plenitude, achámos finalmente o princípio de tudo.

Lindo e mágico este momento!

Um beijinho

jorge esteves disse...

Diria 'perfeito'.
Há uma quase sugestão marmórea nas 'asas que voam, brancas' que eternizam o poema. Gostei!
abraço.

Laura Ferreira disse...

belo...

teresa p. disse...

Belíssimo poema sobre um Amor maior, pleno de emoção. A citação de Rilke, com que termina, é sublime. Uma maravilha!!!
Beijo.

Ives disse...

Quando a essência da poesia é o amor não há limite À beleza! abração

POESIAS SENSUAIS E CONTOS disse...

Lindos e belos versos de amor. Uma feliz noite

Pedro Luso disse...

Graça,
Já disse mais de uma vez que gosto muito de seus poemas (você é uma excelente poetisa); também gostei deste "Queremos um anjo de pedra", no qual você presta homenagem a Rainer Maria Rilke, nos últimos versos:
“as minhas emoções, que acharam asas,
voam, brancas, à volta do teu rosto”.
Abraço.
Pedro.

A Nossa Travessa disse...

Gracitamiga

Bravíssimo! Quero mais, minha Amiga Poesia!

Qjs do Leãozão

Anjopoesia Anp disse...

Parabéns pelo belo Blog, gostei

Odete Ferreira disse...

O amor num estado de superior encantamento, numa belíssima exortação poética.
Vibrante!
Parabéns, amiga Graça!
BJO :)

vitalina de assis disse...


Amiga Graça.

Perfeito o seu poema


"as minhas emoções, que acharam asas,
voam, brancas, à volta do teu rosto"

Fantástico seria nossas emoções (as perfeitas) voarem ao momento em que foram geradas, para jamais caírem no esquecimento.

Bjs.

Vitalina.

manuela baptista disse...

Duíno, podia ser aqui e o anjo e os amantes


um abraço, Graça

José Carlos Sant Anna disse...

Voltar ao princípio, voltar ao Verbo. Voltar à palavra, à pureza original, voltar a Rilke tornando realidade a página em branco, o corpo, o amor. E a palavra se tornando a anulação da carência e abolição da distância. Eis-me outra vez diante da "Claridade que cega".
É sempre bom voltar à sua casa.
Beijos,

DE-PROPOSITO disse...

O AMOR, uma musa infindável!

Que a felicidade ande por aí.
Beijinho.
MANUEL

Magia da Inês disse...

♩♫╮
O anjo da poesia.

Bom fim de semana!
Beijinhos.
°.♪♫╮

Lídia Borges disse...


Um poema tão grande como todos os outros deste maravilho livro "Uma claridade que cega".
Marcante, para mim.

Um beijinho

Lídia

Aline Goulart disse...

Belíssimo poema, Graça. Tu escreves muito bem. Não é um elogio só por elogiar, mas super verdadeiro da minha parte. Simplesmente amei esse trecho: "as minhas emoções, que acharam asas, voam, brancas, à volta do teu rosto". Um ótimo fim de semana. Beijinhos.

O Profeta disse...

“O que quer que ames ama-te”
Com o teu amor
Acendeste-me a luz da alma
Vivo, amo, porque a morte é o ato de regressar

Tenho um sol inteiro
Um castelo altaneiro
A saudade do amor primeiro
Tenho tanto, nada, rosa, sal fogo

Doce beijo


Anete disse...

Versos profundos. Recomeçar é um lindo desafio de amor!
Bjs e BOM DOMINGO, Graça!

Jaime Portela disse...

Excelente, como sempre são os teus poemas.
Gostei imenso, minha amiga.
Graça, tem um bom resto de domingo e uma boa semana.
Beijo.

Cadinho RoCo disse...

Delicadamente provocante.
Cadinho RoCo

Gisley Scott disse...

Gostei!!! Vi muita paixão e monogamia picante nos versos! Lembrou-me de quando conheci meu esposo :)
Beijos!
http://vivendolaforanoseua.blogspot.com/