17.3.08

No mês de Março

Menez


Estávamos no mês de março.
Na caixa do correio, encontrei um postal
ilustrado : Menez (guache s/papel).
Era teu. E, entre outras coisas
que guardei para mim, dizia:
Gosto de ti quando sorris ao meu embaraço
de tanto te gostar. Gosto de ti
mesmo quando estás longe, no alvoroço
de te ter perto. Gosto de ti,
mesmo quando não parece
e sempre mais do que parece.
Que noite morna me nasceu,
então, no corpo como se fosse estio?


Graça Pires
De Quando as estevas entraram no poema, 2005

24 comentários:

Vieira Calado disse...

Obviamente que é interessante a parte poética: porque foge ao déjà lu, à vulgaridade.
Cumprimentos

DE-PROPOSITO disse...

Estávamos no mês de março.
-----------
Estamos no mês de Março, o mês em que chega a Primavera, onde a Vida parece ter mais Vida.
Fica bem.
Felicidades.
Manuel

Sophiamar disse...

"Estávamos no mês de Março" o mês da vida, de uma nova vida para mim. A Primavera é renovação e, desta vez, foi reforço do amor.

Beijinhossss

Tem um bom dia!

JRL disse...

Olá Graça,
Já a visitei por diversas vezes. Gosto muito dos seus poemas, dos quais continuarei a usufruir, ainda que no meu silêncio. :) Obrigada.

hfm disse...

Como a modernidade deste poema continua a conter em si toda a poesia. Tão belo!

Teresa Durães disse...

a primavera e o renascer dos dias.

Licínia Quitério disse...

Os dois últimos versos são uma inveja... :)

Beijo.

São disse...

Linda, gosto da tua poesia.
Mas já o sabes, não é ?
Doce Páscoa junto a quem amas.

Anónimo disse...

Toda a magia de um poema de amor...

Lindo demais! beijo.

Teresa P.

Sophiamar disse...

Passo para reler o teu poema e deixar beijinhos.

Tem uma boa noite!

Luis Eme disse...

Vi logo que era Menez, as cores, os corpos...

as palavras de amor, essas, são de Março...

beijo Graça

maria m. disse...

que lindo, Graça!

beijo.

Maria Clarinda disse...

Ops, gosto muito deste teu jogo de palavras transformado em poema.
Jinhos

Elizabeth F. de Oliveira disse...

O mês de março é primavera na Europa, não no Brasil. Mas para o poeta a primavera é eterna, visto que nasce bem dentro do coração.
É sempre muito bom passar por aqui, porque aqui as palavras se falam sempre em forma de primavera e florescem na minha alma.
beijo no coração

alice disse...

a primavera anunciando a graça, ou será o contrário? beijinho grande*

Pena disse...

Simpática Amiga:
Linda e maravilhosa mensagem num postal de ouro e sensibilidade.
Haverá alguém que não goste de si?
Tenho a certeza que não.
Beijinhos amigos de sinceridade e pureza.
Com forte estima e respeito

pena

Mar Arável disse...

BELO

Benó disse...

Mais uma vez me encanta ler a sua poesia.Obgda.por nos possibilitar alguns momentos de paixão poética.
Aproveito para deixar um beijo com desejos de um bom fim de semana e tudo doce nesta altura de renovação.
Seja Feliz!

CNS disse...

Um verdadeiro estio de palavras... Belíssimo.

Paula Raposo disse...

Palavras lindíssimas que me comoveram muito. Gosto de te ler. Boa Páscoa para ti e Família e um grande beijo meu.

Outonodesconhecido disse...

As lembraças que nos vêm à mente quando vasculhamos nos velhos baús.
Boa Páscoa e desculpa só agora retribuir a tua visita.
Boa Páscoa


Meu ser evaporei na lida insana
Do tropel de paixões, que me arrastava;
Ah! cego eu cria, ah! mísero eu sonhava
Em mim quase imortal a essência humana.

De que inúmeros sóis a mente ufana
Existência falaz me não dourava!
Mas eis sucumbe a Natureza escrava
Ao mal, que a vida em sua orgia dana.

Prazeres, sócios meus, e meus tiranos!
Esta alma, que sedenta em si não coube,
No abismo vos sumiu dos desenganos.

Deus, oh Deus!... Quando a morte à luz me roube,
Ganhe um momento o que perderam anos,
Saiba morrer o que viver não soube

Bocage

Graça Pires disse...

Neste mês de Março, vos agradeço as palavras. Um beijo a todos.

Lia Noronha & Silvio Spersivo disse...

Graça: mês de março pr amim é bem especial....poesia suave e encantadora a sua.
Obrigada pelo carinho no meu Cotidiano.
Bjins

herético disse...

amoravel poema! adorei...