20.3.08

O poeta



Contemporâneo dos deuses é o poeta.
Os seus templos têm abóbadas
de silêncio e nostalgia.
Os seus ritos roçam a magia,
a raiva, o exorcismo.
O seu tempo tem a rotação das dunas
no litoral do fogo.
Há multidões partilhando
o ágape fraterno dos seus versos.


Graça Pires
De Labirintos, 1997

22 comentários:

Elizabeth F. de Oliveira disse...

O poeta é mago em essência, cuja alquimia sublima os sentimentos através das palavras.
Feliz Páscoa!
Adorei o poema!

Fat disse...

Pela primeira vez acedo ao seu blogue e surgem-me imediatamente algumas palavras - adjectivos: belo, elevado, profundo, comovente... . Todavia, a Graça não me é totalmente desconhecida. Tenho o seu livro "não sabia que a noite podia incendiar-se nos meus olhos". Voltarei...

Pena disse...

O Poeta. Esse eterno insatisfeito à procura da perfeição inexistente.
Como o compreendo...!!!
Excelente Páscoa, desejo-lhe com sinceridade e seriedade.
Um texto plenamente conseguido que registo com encanto em mim e no que sou.
Beijinhos amigos de imenso respeito
Com enorme estima e consideração gigante

pena
OBRIGADO pela visita linda. Adorei! OBRIGADO!

alice disse...

ao ler, veio-me à memória aquele verso único e determinante da nossa querida florbela, ser poeta é ser mais alto. e assim o é a graça. um grande beijinho e votos de boa páscoa.

Sophiamar disse...

Amiga
Desejo-te uma Páscoa Feliz, cheiinha das coisas doces da vida: amizade, amor, alegria...

Beijinhosssss

multiolhares disse...

O poeta pode ser tudo, sonhando diz
O que não sente, sentido transforma em sonho
Alquimia dos sentidos

beijinhos

TINTA PERMANENTE disse...

Um ode ao Poeta às portas da Primavera. Perfeito!
Boa Páscoa!


abraços!

CASCATA DE LUZ disse...

Passei por aqui e gostei muito. uma boa Pascoa .
Bjs
Jane

Anónimo disse...

"Há multidões partlhando o ágape fraterno dos seus versos".
É que as palavras do poeta pertencem a todos os que se revêm nos mesmos sentimentos.
O poeta consegue dar cor às emoções...
A minha homenagem aos poetas e muito especialmente para ti.
Beijinhos.
Teresa P.

Mar Arável disse...

porque a poesia apenas serve

para levantar questões

Bom convívio nesta passagem

Carlos Ramos disse...

Eles agradecem as tuas palavras... bj.

maria m. disse...

exprimes bem a panóplia de emoções que raiam o poeta...

um beijinho!

Lapa disse...

http://palcopiniao.blogspot.com/search/label/C%C3%82MARA%20MUNICIPAL%20DE%20COIMBRA%20URBANISMO

DIVULGUE ESTE CASO INCRÍVEL DA CÂMARA MUNICIPAL DE COIMBRA, NÃO SE CONFORME.

OBRIGADO, COIMBRA AGRADECE!

Teresa Durães disse...

não sei se assim será e se não seria preferível menos dor

Um Poema disse...

....

Excelente este poema.

Uma Boa Páscoa!

Um abraço

soledade disse...

Quando leio poemas assim ocorre-me que as palavras sempre serão reinventadas, por mais estranhos que sejam os tempos. É uma ode! Apetecfe responder: que assim seja!
Um beijo, uma Páscoa feliz

nana disse...

há multidões

bebendo

a vida

de suas palavras


..


também aqui.




@-,-'-

hfm disse...

Há multidões, sim, Graça, no ágape das palavras deste blogue. De regresso um beijo.

Graça Pires disse...

E vivam os poetas e todos os que gostam de poesia!
Obrigada pela visita e pelos comentários. Um beijo.

Vieira Calado disse...

Já disse e repito:
a sua poesia é muito boa.
Mas mesmo muito.
Um abraço

herético disse...

a Poesia e partilha, sem dúvida!

belo. como sempre.

Benó disse...

O poeta é uma deus pois consegue transmitir música com simples palavras.
Um grande abraço de amizade e
Seja Feliz!