7.3.08

Às mulheres do meu país

Matisse


O dia cobre-se de pássaros,
que sobrevoam quotidianas ficções.
No meu país, as mulheres têm a cor
da sede nos seus olhos, ávidos de milagres.
É por isso que as mãos lhes estremecem de prazer.


Graça Pires
De Quando as estevas entraram no poema, 2005

18 comentários:

© Piedade Araújo Sol disse...

Gostei muito deste poema, e adorei o titulo.

Quer dizer que este poema é também para mim e para todas as mulheres lembrarem do "SEU DIA"

beij

Sophiamar disse...

E eu estremeci de prazer ao ler este pequeno poema acompanhado de um quadro de Matisse. Fascinante!

Um beijo especial em véspera do dia da Mulher.

nana disse...

que lindíssimo, graça....


um óptimo dia,
hoje
mais
ainda.


@-,-'-

maria m. disse...

belíssimo poema, Graça!

Anónimo disse...

Linda esta homenagem às mulheres.

Um óptimo dia para ti.
Beijos.

teresa p.

Sophiamar disse...

No dia Internacional da mulher venho deixar-te um beijo, um abraço e dizer-te que continues a dedicar-te à poesia.É tão importante!

Beijinhossss

Luis Eme disse...

Lindo poema, às mulheres do nosso país...

beijos Graça

JRL disse...

gosto muito dos seus poemas. costumo visitá-la e voltarei.

São disse...

Que os pássaros dos nossos somhos pairem sempre alto, Graça!
Abraço-te , obrigada!

De Amor e de Terra disse...

Vejo-as, ou melhor, descrevo-as de modo diferente, no entanto o sentimento é gémeo do teu.

Bjs.

Maria Mamede

alice disse...

um poema feminino e intenso que celebra a mulher ontem, hoje e para sempre. um grande beijinho*

soledade disse...

"No meu país, as mulheres têm a cor da sede nos seus olhos, ávidos de milagres".
Oxalá nunca deixemos de acreditar em milagres. E de os tecer.Com esta despojada alegria que perpassa o poema e me fez lembrar uns versos de Char: "Dans mon pays, les tendres preuves du printemps et les oiseaux mal habillés sont preférés aux buts lointains.»
Um beijo. E obrigada:)

ayshynek disse...

Um belo verso para lembrar o dia em que faz com que a mulher seja lembrada no mundo...
No entanto para mim nao deveria existir nem dia do homem nem da mulher colocando-os assim ao mesmo nivel... mas o mundo não pensa assim... lamentavel!

Bjo Boa Semana

Monte Cristo disse...

Voltei. Ou melhor: estou a tentar voltar...

Gostei das tuas (nossas)mulheres. Só não aprecio essa coisa dos dias disto e daquilo. Soa-me a plástico.

Sei que, no teu caso, foi apenas o pretexto para um (mais um) belo poema.

Bjs

hfm disse...

O que dizer depois de ler o último verso? Ficar em silêncio.

Menina_marota disse...

Comovente! Fiquei sensibilizadissima!

Um abraço solidário, já que todos os DIAS são NOSSOS.

Teresa Durães disse...

na minha terra as mulheres têm a força
de serem rejeitadas
mas não desistinfo em nada

Graça Pires disse...

Dediquei este poema a todas as mulheres. Ofereço-o, agora, a todas e a todos os que por aqui passaram e, principalmente, aos que deixaram a sua opinião. Um grande beijo.