5.5.07

A mãe

Balthus

Adivinhar, no teu rosto, o rio da infância
e deslizar, em deslumbradas canoas,
pelo sal dos teus olhos.

Afaga os meus cabelos, mãe
para que, a palavra
crescer,
não doa, de novo, nos meus passos.
Deixa-me ver, na tua pele,
as linhas do silêncio,
com que teceste a coragem
e os sonhos : a parte da tua herança
que, legitimamente, me cabe.


Graça Pires
De Ortografia do olhar, 1996

7 comentários:

Menina_marota disse...

Espantosa imagem para um Poema soberbo!

E recordei um poema que também gosto muito e aqui lhe deixo:

" SÓ POR ISSO, MÃE
Mesmo que a noite esteja escura,
Ou por isso,
Quero acender a minha estrela.

Mesmo que o mar esteja morto,
Ou por isso,
Quero enfunar a minha vela.

Mesmo que a vida esteja nua,
Ou por isso,
Quero vestir-lhe o meu poema.

Só porque tu existes,
Vale a pena! "

(Lopes Morgado)

Poesia Portuguesa disse...

Queria voltar ao projecto que albergo de Poesia na Blogosfera, que parei durante algum tempo e se me permite, gostaria de o (re)iniciar, postando esta imagem e este seu belíssimo Poema.

Sei que a Graça, tem vários livros publicados (pelo menos conheço 5, mas será para mim uma honra iniciar as minas postagens de Poesia da Blogosfera, com este seu Poema, especialmente neste Dia.

Um abraço carinhoso e Feliz Dia

Um Poema disse...

Terno e sublime, ilustrado por uma pintura lindíssima.

Foi muito bom ter chegado aqui.

Um abraço

Graça Pires disse...

obrigada menina marota pelos seus comentários e pelo poema de Lopes Morgado do qual gostei também.
Pode utilizar o que quiser do meu blog em "Poesia Portuguesa". Agradeço-lhe. Os poemas que aqui deixo são todos de livros publicados (8). A razão de ser deste blog é partilhar os meus livros com quem gosta de poesia, visto ela não chegar a quase ninguém. A imagem, é linda de facto, e digitalizei-a de um livro de Balhus que possuímos. Bem-haja e bom dia da Mãe.

J.Vítor Silva, obrigada pela visita e por me dar a conhecer o seu blog. Um abraço

Paula Raposo disse...

A imagem e as palavras são fantásticas! Um beijo.

Graça Pires disse...

Obrigada Paula Raposo pela sua visita e pelos comentários que deixou no meu blog. Um abraço.

Marcela disse...

Suas palavras são poderosas, Graça. Permanecem. Resistem. Emocionei-me demais com o que li aqui. um beijo carinhoso!