8.5.22

Memórias de Isadora XVIII

Paul Berger


Como um desígnio aceitei 
a demanda fecundada de meu ventre. 

No cristal mais límpido da existência 
me consenti o sublime anseio de ser mãe. 
E sitiada me atentei desse milagre. 
E seu domínio concedi em meus enleios. 

Os meus filhos. 
Na meiga luz de seus olhos 
me iluminava toda, me purificava. 
Embalava-os como se me acalentasse. 
Com seu choro misturei os meus gemidos. 
Com seu riso renovei todos os pactos 
com alegrias e deleites. 

Graça Pires 
De Jogo sensual no chão do peito, 2020, p.41

O meu forte abraço para todas a mães do Brasil, de Portugal e de todo o mundo, principalmente para as que estão em sofrimento e abandono.

53 comentários:

Olinda Melo disse...


Querida Graça

Que linda e meiga esta faceta de Isadora.
A alegria de ser mãe no meio das desventuras
profissionais, conseguindo superar esses
dois lados da vida com sucesso, ainda com
grandes sacrifícios.

Admiro essa sua sensibilidade, esse dom
de nos trazer esses sentimentos colocando-se
na pele dos seus personagens.

Beijinhos
Olinda


brancas nuvens negras disse...

Um poema de qualidade superior que fala, com expressões poéticas originais, sobre o desígnio de ser mãe e da fusão entre essas identidades.
Um abraço.

Marta Vinhais disse...

Um poema poderoso, cheio de Luz e Amor...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

" R y k @ r d o " disse...

Maravilhoso de ler. Deixo o meu elogio
Feliz dia da mãe

chica disse...

Poema lindo, tela bem escolhida e agradeço e retribuo o carinho! beijos, lindo domingo! chica

Mário Margaride disse...

Bom dia, amiga Graça,
É sem margem para dúvidas algo notável na mulher, o poder de ser mãe. É ela o centro do mundo, com essa intrínseca capacidade de gerar um filho.
Um poema de rara beleza, e ao mesmo tempo, uma homenagem à mãe, e à mulher.

Gostei muito.
Parabéns!

Votos de um Feliz domingo, com muita saúde.
Beijinhos!

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

Maria João Brito de Sousa disse...

Magnífico poema, Graça!

Um beijo!

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Gostei bastante deste belo e maternal poema.
Um abraço e tenha um bom Domingo.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e outros textos literários. disse...

DEUS SALVE AS MÃES!
Só mãe dá à luz de amor.
Ser mãe é ser e ente
À imagem ao Criador,
Reproduz – semente.

FELIZ DIA DAS MÃES! Laerte

ManuelFL disse...

No cristal mais límpido da existência
me consenti o sublime anseio de ser mãe.

A Graça tem este dom de escolher as palavras certas, emotivas, sensíveis, que nos iluminam e cativam.

Beijos

Cidália Ferreira disse...

Um poema tão belo.. Um verdadeiro Hino a todas as Mães!
-
Hoje é dia de celebrar a vida de todas as Mães.

Beijos, e um bom Domingo.

Luiz Gomes disse...

Boa tarde. Desejo um feliz domingo com muita saúde e paz, para você e sua família. Bom início de semana.

Ana Freire disse...

Um poema maravilhoso... e que não poderia traduzir melhor este espírito do maternal Maio... que este ano pode ser pensado sob tantas vertentes distintas... com um mundo em conflito, e tantas mães chorando seus filhos perdidos em combate, ou sem notícias dos mesmos... ou a distância fazendo-se presente, como medida de segurança num mundo ainda doente... e em outros países, usando-se a condição de se poder ser mãe... mas sem uma possibilidade de verdadeira escolha... desde o seu livre arbítrio como no Afeganistão... ou uma hipotética regressão no que actualmente se antevê nos EUA, com a aprovação de outras leis do aborto... que o proibirão...
Uma vez mais, o universo feminino, numa apurada leitura, de circunstâncias, emoções e sensibilidades, como a Graça tão bem consegue transmitir e traduzir... neste poema de excelência!
Deixo um beijinho e votos de continuação de um excelente mês de Maio, com saúde, para si e todos os seus! Feliz domingo!
Ana

Maria Emilia B. Teixeira disse...

As mães merecem todas homenagens. Um Feliz Dia das Mães para você. beijos.

pensandoemfamilia disse...

Meus aplausos pelo belo e sensível poema. Aqui Dia das mães sendo celebrado. Bjsss

São disse...

Bela homenagem!

O meu abraço de admiração para todas as mães que o sabem ser e com apreço especial para as que acumulam o papel de pai.

Amiga, caloroso abraço e tudo de bom para ti :)

Cris Unterstell disse...

Muito bonito e profundo Obrigada. .Boa semana.

Rogério G.V. Pereira disse...

Há momentos, poucos
Em que ser pai
Me faz sentir menor
Mas,
querida amiga Graça
tal sentir
depressa passa

Beijo

Toninho disse...

Linda poesia numa bela tradução do ser iluminado mãe.
Grato pelo carinho às mães.
Uma semana iluminada Graça.
Beijo de paz.

Anónimo disse...

Que lindo poema, uma verdadeira homenagem à todas as mães. Parabéns pela grande sensibilidade, beijos e uma iluminada semana.
https://botecodasletras2.blogspot.com/

J.P. Alexander disse...

Bello poema y sentido homenaje a Isadora. Me gustan tus versos. Te mando un beso.

bea disse...

E ninguém diria melhor o que os filhos são para o coração de mãe. Excelente poema, Graça.
Boa semana.

Catiaho Reflexod'Alma disse...

Graça,
É sempre maravilhoso
vir ler você.
Bjins de boa semana.
CatiahoAlc.

Jaime Portela disse...

Um poema de uma mãe feliz...
Gostei imenso, o poema é mesmo excelente.
Boa semana, amiga Graça.
Beijo.

Mário Margaride disse...

Olá, amiga Graça,
Passando por aqui, relendo este lindo poema que muito gostei, e desejar uma excelente semana, com muita saúde.
Beijinhos!

Mário Margaride

http:// poesiaaquiesta.blogspot.com

Maria Rodrigues disse...

O amor de mãe é mesmo assim, ficamos com o coração apertado quando os nossos filhos não estão bem e o nosso dia fica radioso quando eles estão felizes.
Um belíssimo poema para homenagear todas as Mães.
Beijinhos

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Um poema maravilhoso em que o deleite de ser Mãe se sobrepõe de forma deslumbrante a tudo o que se possa imaginar!
Uma belíssima homenagem às Mães do nosso País irmão.
Beijinhos minha Amiga e Enorme poeta.
Desejo-lhe uma boa semana, com saúde.
Ailime

Manuel Veiga disse...

a saga da Isadora.
brilhante. Poesia em todo o seu esplendor...

beijo. querida Poeta

Fá menor disse...

Muito belo!

"Com seu choro misturei os meus gemidos.
Com seu riso renovei todos os pactos com alegrias e deleites."

E é isso ser mãe: Felicidade e dor.

Beijinhos e boa semana!

A.S. disse...

Ler os seus poemas, será sempre um doce fascínio Graça!
Gratidão pelos maravilhosos momentos que me proporciona.
Muita saúde e uma semana feliz.

Um beijo!

Franziska disse...

No hay aventura mayor ni alegría más intensa en la vida de una mujer que alcanzar la maternidad pues sin ella, en mi opinión, no se siente plena ninguna mujer. Gracias por compartir este precioso poema. Un abrazo.

Jeanne Geyer disse...

Muito forte e emocionante teu poema, falar das sensações da maternidade é realmente muito difícil, e conseguiste uma linda criação. Beijos ;) https://botecodasletras2.blogspot.com/

Isa Sá disse...

Bonito poema.
Isabel Sá
Brilhos da Moda

Elvira Carvalho disse...

Uma belíssima escolha para homenagear o passado dia das mães. Um dos poemas que mais me emocionou no livro.
Abraço e saúde

© Piedade Araújo Sol (Pity) disse...

Boa tarde Graça
Poema muito belo, e que engrandece e encanta a Mulher e a Mãe.
Muito bem a enaltecer o dia da Mãe.
Desejo uma boa Semana com muita saúde e harmonia.
Um beijo
:)

Laura. M disse...

Precioso poema a la maternidad Graça. Felicidades a Todas las Madres del Mundo.
Buen martes.
Un abrazo.

partilha de silêncios disse...

Lindo poema. Bela homenagem a todas as mães.
Uma semana feliz
bjs

lis disse...

Homenagem sempre bem vinda, Graça
São mães libertando outras mães do jugo desigual , do dia a dia sofrido
e das alegrias que são seus filhos.
Abraços, obrigada pelo carinho de sempre e muita saúde.

.

solfirmino disse...


"Com seu choro misturei os meus gemidos", esse verso me lembrou de um poema que escrevi para meu filho, "minha dor e meu consolo".
Quantas mães perderam seus filhos para guerras, doenças, assassinatos, etc. Deve ser muito dolorido. E muitos filhos também perderam suas mães. É a vida.
Sinto até um pouco de culpa por estar feliz em ter passado com minha mãe e meu filho.
Um beijo amiga

Mário Margaride disse...

Olá, amiga Graça,
Passando por aqui, relendo este lindo poema que muito gostei, e desejar a continuação de ótima semana, com muita saúde.
Beijinhos!

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

teresa p. disse...

Sublime homenagem a todas as Mães que, com ternura e sofrimento, têm os filhos que cuidam com todo o amor.
"Na meiga luz dos seus olhos me iluminava toda, me purificava."
A foto que ilustra o poema é maravilhosa e o poema emocionante. Gostei muito.
Beijo

Pedro Luso de Carvalho disse...

Olá, Graça, um inspirado e emocionante poema.
Uma homenagem de mãe para mães.
Merecida homenagem.
Uma boa semana, com paz.
Beijo

Megy Maia disse...

Um lindo hino às mães de todo o "Mundo"!
Sorriso «s de luz!
Gratidão!
Megy Maia 🌸💋🌸

Jaime Portela disse...

Gostei de reler este excelente poema.
Continuação de boa semana, amiga Graça.
Beijo.

Majo Dutra disse...

Belíssimo poema!
Um registo de fecundo talento.

Será que a artista merecia?
Uma eterna incógnita...

Dias bons, Poeta. Beijos.
~~~~~
(Blog em pausa)

lanochedemedianoche disse...

El poema es maravilloso, se siente tan humano y grandioso, placer poder leerlo, gracias.
Abrazo

Parapeito disse...

Que momento bonito, doce Graça.
Devemos sempre homenagear este dia. Belíssima foto.
Brisas doces**


Manuel Veiga disse...

táo bem bem "coreogratada" esta tua Isadora
amo eatas tuas recreações.

Beijo, Poeta

baili disse...

majestic poetry dear Grace !

loved it thoroughly ,i love the gift of "creativity" given by nature to a mother dear Grace ,i agree it complete us as a woman and reveals our inner powers to us that might remain hidden otherwise .
thank you for lovely poem and happy mother's day

Carlos augusto pereyra martinez disse...

Un poema que dice desde adentro, uno de los mayores sentimientos humanod: el amor por la madre y su loa. Un abtazo

Carlos

manuela barroso disse...

Poesia de MÃE, que soubeste desenhar e pintar com a aguarela mais pura, mais requintada no encadeamento das tuas palavras onde dizes tanto!
Belo, belíssimo, querida Graça!
Beijo grande!

Roselia Bezerra disse...

"Como um desígnio aceitei
a demanda fecundada de meu ventre. "
Bom dia de paz, querida amiga Graça!
Muito obrigada por ter trazido um lindo poema para comemorar nosso dia.
Os primeiros versos me emocionaram.
Tenha dias abençoados de paz!
Beijinhos com carinho fraterno
😘🕊️💙

Agostinho disse...

Numa cristalina ortocoreografia se ergue a e delicada e poderosa poesia de ser Mãe.
Dias de felicidade para quem assim transmite os sentimentos de alma.
Beijo, Amiga Graça Pires.