29.11.21

Tornei-me caminhante


Silena Lambertini 



As flores sem rega nos peitoris das janelas 
retalham os punhos, nervo a nervo. 
E, de porta em porta, as mães acendem as lamparinas 
para avistarem as mágoas escondidas nas fissuras 
dos muros sem ramagem. 
Ensombra-me o brilho que incide sobre as pedras 
e sobre a desordem baldia dos taludes. 
Amplio as mãos para que sejam margens 
de um rio caudaloso onde me navego e me aprofundo. 
A luz quase se esgota em meus olhos, 
tão ávidos de paisagens líquidas. 
Para encontrar um veio de água, tornei-me caminhante 
e escalei o declive das nascentes. 
Agora posso abraçar os lírios brancos, 
adorar a lua cheia ou amar as bailarinas de degas. 
Mas não me perguntem por que razão 
se comovem os meus olhos em horas perturbadas. 

Graça Pires 
De Antígona passou por aqui, 2021, p. 50


Para quem gostar de ouvir o poema:

           https://youtu.be/y1sif_TCvEU 

55 comentários:

brancas nuvens negras disse...

Bom dia.
Um poema de grande qualidade, diria mesmo, muito destacado relativamente ao panorama que se encontra neste mundo blogueiro.
Um abraço.

chica disse...

É a sensibilidade que faz molhar os olhso diante de certos cenários! Lindo! Ótima semana! bjs, chica

Rogério G.V. Pereira disse...

Para encontrares um veio de água, torneste-te caminhante
e escalaste o declive das nascentes.
Não te pergunto por que razão se comoveram os teus olhos
sei que a resposta é teres caminhado
no sentido errado
Recomendo que invertas o sentido
e segue o curso das águas do rio

As musas, as encontras na foz
e talvez me encontres
orando aos peixes

Marta Vinhais disse...

Ás vezes, choramos perante momentos em que tudo está em paz... Porque, de um momento para o outro, tudo pode terminar...
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

- R y k @ r d o - disse...

Sublime fascínio poético. Deslumbrante de ler. Ser caminhante pelos duros caminhos da vida não é fácil. A ousadia e força de vontade tudo alcançam. A imagem é encantadora.
.
Cumprimentos poéticos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos


Catiaho Reflexod'Alma disse...

Bom dia Graça.
Ainda não vim ler seu texto, mas virei.
Na verdade só quero falar sobre
seu comentário lá no Espelhando,
não se preocupe com silvioafonso,
Como Editora dele digo que
aquele texto pertence ao
2° livro dele de 2011(Prosa Inversa).
Bjins
CatiahoAlc.

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Por vezes necessitamos recolher ao mais profundo do nosso ser para nos reencontrarmos e bebermos da fonte de onde emerge toda a força e luz que faz de nós caminhantes sequiosos de abraçar o mundo.
Muito belo este poema, minha Amiga e Enorme Poeta.
Um grande beijinho e uma boa semana com muita saúde.
Ailime

Cidália Ferreira disse...

Mais um poema sublime. Gostei bastante de ler e reler! Obrigada!
-

Beijo e uma excelente semana.

Lucinalva disse...

Olá Graça
Linda imagem, o essencial é caminhar sempre, bjs querida.

A Paixão da Isa disse...

lindo lindo feliz semana bjs saude

Carlos Augusto Pereyra Martínez disse...

Una mirada al mundo desde el mejor de los métodos para apreciar la vida y el conocimiento: el peripatismo. Un abrazo. Carlos

ManuelFL disse...

Parabéns, Graça, pelo lançamento do teu novo livro.

Adorei estar na festa, e digo festa porque foi uma celebração fraterna da poesia, da partilha, da amizade. Porque é a Graça, porque somos os seus admiradores.

Recorrendo à poeta,

não me perguntem por que razão
se comovem os meus olhos em horas perturbadas.

Beijo

teresadias disse...

Poema magnífico de enorme sensibilidade, minha querida amiga poeta luminosa.
Os dois últimos versos são lindos demais. Vou guardá-los comigo.
Beijo Graça, boa semana, protege-te bem.

Mário Margaride disse...

Olá, amiga Graça.
Belo e sentido poema, como já nos habituou.
Parabéns, pelo novo livro!
Que tenha todo o sucesso do mundo!
Votos de uma excelente semana, com muita saúde.
Beijinhos!

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

lis disse...

Meus olhos sempre se comovem, diante da beleza,
da palavra, do aceno e da poesia. Tanto para se comover, Graça.
Obrigada .Há muita excelência na sua escrita.
Meus parabéns pelo lançamento do seu novo livro e sucesso ,sempre !
meus abraços

alberto bertow marabello disse...

Che continuo ed ostinato viaggio per i nostri piedi, le nostre mani, per i nostri occhi.
Non fermiamoci mai, amica Poetisa.
Buona settimana
Um beijo

eli mendez disse...

Viajar a nuestro interior
y permitirnos descubrir lo que hay alli dentro
Continuar el viaje con la fortaleza de conocernos en profundidad y de apreciar cada dia que vivimos.
Hermoso poema querida Grace con bellas imagenes y metaforas que lo hacen simplemente delicioso. Ha sido un placer llegar hasta aqui. Besos y excelente inicio de semana!!

José Ramón disse...

Hermosa entrada Saludos

babYpose disse...

The decription of life and expression of great feeling. Have a lovely moment.

Roselia Bezerra disse...

Boa noite de paz,querida amiga Graça!
Mães escondem mágoas, mas perdoam tudo...
A vida nos dá outras razões para olharmos pelas fissuras e nos entristecemos definitivamente. É pena!
Mais um poema de extrema sensibilidade sua.
Tenha dias abençoados!
Beijinhos carinhosos e fraternos

Tais Luso de Carvalho disse...

Que lindo poema, querida amiga, certas partes comovem, cada pedacinho dessa sua caminhada, cabe em nós, é o retrato que vamos formando na nossa estrada, por vezes boas, outras nem tanto.
Desejo muito sucesso para seu novo livro!
Vi o vídeo, lindo!
Uma feliz semana, e cuide-se bastante agora.
Beijinhos

J.P. Alexander disse...

Bello y reflexivo poema . Hay que ir hacia nosotros mismos. Te mando un beso

carlos perrotti disse...

A sua poesía é um verdadeiro viagem por sua sensibilidade, amiga Graca. É sempre um prazer ler-la. Aprende-se com você.

Abrazo grande, Continue a cuidar-se bem por favor.

Maria Rodrigues disse...

Que a sua caminhada seja sempre plena de pétalas de amor e paz.
Belíssimo poema
Beijinhos

Isa Sá disse...

Um bonito poema.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

São disse...

Excelente, de verdade!

Beijinho, tudo de bom, Amiga

LuísM Castanheira disse...

Como, da paisagem, um sobressalto pode prender um olhar.

Flores, de raízes na aridez, clamam
por lágrimas de chuva, sem se poderem
mover. Mas tu o farás, caminhando por elas, até aos "lírios do campo" para, dos teus braços, um rio de esperança se conduza.

Um belíssimo poema (deste novo livro), Graça, como tantos e tantos outros.

Bem-hajas.

Um beijo e cuida-te. Boa semana.

pensandoemfamilia disse...

Que suas caminhas nos presenteiem com belos poemas. bjsss

bea disse...

Nunca saberei como aos poetas ocorrem os versos. Sophia falava de ser uma antena a captar a realidade, de haver no poema o que era burilado seu e o que lhe surgia sem porquê. E reconhecia que a melhor parte, o cerne, era isso que lhe surgia feito, o seu trabalho de antena supersensível.
E, ainda que desconhecendo a pureza da fonte, eu a bendigo sempre. A poesia é alimento do espírito, talvez o seu néctar e ambrósia. Tinha razão Florbela, "ser poeta é ser maior". A Graça é uma indubitável poeta.

Laura. M disse...

Caminar para ir descubriendo. Versos y foto bellísmos. Un gusto siempre leerte
Buena noche Graça.
Un abrazo.

Maria Emilia B. Teixeira disse...

Os olhos maduros se comovem,mas também é fortaleza. A caminhada é surpreendente... Resiliência.
E a vida segue.
Bom dia.Bjs.

Sorpresa disse...

Piękne

teresa p. disse...

Os caminhos da vida são, por vezes, duros e perigosos. As mágoas que se escondem nas fissuras vão transformando a alma e aprofundando a sensibilidade perante a realidade. A comoção é a maneira de expressar os sentimentos.
Muito belo o poema, com imagens poéticas sublimes. Gostei imenso!
Beijo

Fá menor disse...

Os nossos olhos sempre se comoverão nas horas perturbadas, ainda que as flores e as nascentes nos beijem o olhar.

Belíssimo poema!

Beijinhos e bom Dezembro!

lanochedemedianoche disse...

La vida es hermosa desde cualquier lugar que la mires, hermosas letras.
Abrazo

Elvira Carvalho disse...

UM belo poema que me encantou ouvir.
Abraço e saúde

Olinda Melo disse...


Querida Graça

Li e, seguindo a sua sugestão, fui ouvir o poema dito.
Uma escalada a caminho da pureza das nascentes que
lavam os males do mundo.
Adorei esta mostra, sinal de que o seu novo livro
nos trará momentos preciosos de bela leitura poética.
Desejo-lhe sucesso, querida Graça.
Beijinhos
Olinda

Anete disse...

Uma caminhada de vida plena, sem dúvida. No caminho há flores, espinhos, lágrimas e regozijos.
Meu abraço carinhoso...

Mário Margaride disse...

Olá, amiga Graça.
Passando por aqui, relendo este excelente poema que muito apreciei, e desejar a continuação de ótima semana, com muita saúde.
Beijinhos!

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

Isa Sá disse...

Bonito poema.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Luiz Gomes disse...

Boa tarde Graça. O momento em que passamos não é fácil, quando parece que tudo vai mudar ou melhorar, parece que estamos no início de tudo. Muita saúde para você e sua família.

manuela barroso disse...

Minha amiga, também os meus olhos se ensombram perante o brilho do teu poema e as palavras emudecem perante a beleza do teu poema !
Quanto encanto, Graça
Um abraço para ti.
.
OS VIDEOS DO ARTE- FACTO ESTÃO FANTÁSTICOS!

Jaime Portela disse...

Há paisagens que comovem, mas onde o poeta navega com a precisão do olhar.
Excelente poema, gostei imenso das suas palavras.
Bom fim de semana, amiga Graça.
Beijo.

Ana Tapadas disse...

Um poema forte, de intensidade feminina e arrebatadora!
Muito sucesso!

Beijo

Platinum disse...

Really useful article, very good post, i like this blog thanks to the author
bồn tắm, phòng tắm
thiết bị phòng tắm
top gạch
phòng tắm
Gạch viglacera
Thiết bị vệ sinh caesar
Thiết bị vệ sinh inax
Thiết bị vệ sinh TOTO chính hãng
Youtube Bùi Minh

Juvenal Nunes disse...

Enquanto a alma humana continuar a ser capaz de se emocionar, penso que haverá sempre um devir de esperança.
Abraço de amizade.
Juvenal Nunes

© Fanny Costa disse...

Querida Graça! Que encanto. Um poema enigmático que nos faz caminhar na seu poema e apreciar esses paisagens líquidas.
Um beijinho muito grande 😘

A.S. disse...

Sublime, Graça!
Começam a faltarem-me os adjectivos.
Assombrosas as palavras. Flutuo sobre elas
enquanto nas veias as emoções correm em vertigem!
O meu aplauso!

Uma noite serena, boa semana com muita saúde. Te cuida!
Um beijo!

© Piedade Araújo Sol disse...

Graça
Um poema de qualidade incontestável.
Onde o olhar abrange tudo e tudo guarda.
Um belo momento de poesia.
Boa semana com saúde e paz.
Beijinhos
:)

Micaela Santos disse...

Fico encantada com os seus poemas!
Quantos de nós, muitas vezes ou a vida toda, somos caminhantes à procura de um veio de água.
O poema é fascinante! Parabéns!
Um beijo.

solfirmino disse...

Ah, lá vem a Graça falando de mãe e flores daquele jeito que só ela sabe dizer...
Esses versos são tão divinos:

"Amplio as mãos para que sejam margens
de um rio caudaloso onde me navego e me aprofundo"

Amiga, imagino os poemas deste livro, você sempre se supera. Eu sempre choro com seus livros.

Beijinhos

AC disse...

Que sensibilidade! Adorei cada verso, adorei a visão global.
Muito bem, Graça!

Um beijinho :)

maré disse...

Mãe, acende a lamparina sobre a mesa
e deixa que o meu olhar
se distraia das fissuras do teu.
Ilumina o pão das tuas mãos
o colo da tua voz na minha certeza
Vês, há lenha para a lareira
e já aqueces os meninos.
Mãe, amanhã será verão
e havemos de cantar
como o tordo-eremita
quando o dia se fechar,


" E de porta em porta as mães acendem as lamparinas"
Este verso remete-me para a angústia que adensava o olhar da minha mãe quando o dia acabava e do dia seguinte a míngua era quase uma certeza.

O teu " Antígona passou por aqui" é de uma emoção contínua e leva-me para tantas memórias...
Um beijo enorme, Graça. Obrigada!

baili disse...

Oh this poem was like a powerful sea that dragged me inside and each wave i encountered pushed me further to witness an other unfolded reality with gleam ,depth and delicacy Wow !!!!!!!!!!!!!

what a beautiful harmony of words and expressions that talk about most innocent ,soothing moments!

your mastery is breathtaking my friend!

Ana Freire disse...

Ansiedades que nos atravessam... quando nos apercebemos de que nem sempre, podemos proteger os nossos, das agruras do mundo... resta-nos saber que fizemos o nosso melhor, e enquanto por cá estivermos... dar-lhes todo o apoio possível, em tempos de perturbação, e incentivar a novos passos, neste percurso desafiante, que é a vida!...
Como sempre, uma profundidade admirável, nas suas palavras, que nos desperta para um mundo de emoções, Graça!...
Um beijinho grande!
Ana