8.2.21

Ela bordou ponto por ponto


                                                                                              Para a minha irmã, Teresa Pires
Ela bordou ponto por ponto 
os veleiros que adivinhava no seu peito. 
Colocou o bordado num caixilho 
azul-marinho e pendurou-o 
numa das paredes mais visíveis da casa. 
Garantiu, assim, que a regata 
passará sempre à sua porta. 
Agora um braço de mar 
parece abraçá-la longamente. 

Graça Pires 
De A solidão é como o vento, 2020, p. 31

74 comentários:

brancas nuvens negras disse...

Muito bonito e muito, muito original.
Um abraço.

chica disse...

Graça,que linda poesia e carinho para tua irmã...Gostei muito! beijos às duas,chica

Olinda Melo disse...


Querida Graça

Que bela forma de bordar a esperança,
tê-la sempre presente, garantindo que
não nos abandone.

Que nos revejamos nesse abraço.

Beijinhos
Olinda

Pimenta Mais Doce disse...

Gostei muito que bonito! <3

www.pimentamaisdoce.blogspot.com

Les uns et les autres disse...

Que linda descrição de uma tapeçaria (bom, não entendo, bordado=tapeçaria?). A mim fez-me velejar! Bj e cuidado!

silvioafonso disse...

Ah, Graça... que lindo.
Amo de verdade essas coisas
tipo, suspiro de peito. Amo.
Só você pra me deixar assim,
apaixonado pela poesia.
Um beijo.

Elvira Carvalho disse...

Um poema muito bonito, que me recordou os quadros que minha irmã bordou e que fazem parte da decoração da sua casa. O elétrico 28, uma caçada, e um lago cheio de patos. A arte na ponta da agulha. Parabéns à Graça pelo belo poema e obrigado à mana por tê-lo inspirado.
Abraço, saúde e boa semana

Maria Emilia B. Teixeira disse...

Novas possibilidades, pronta para voar.
Gostei da postagem!Bjs.

Maria João Brito de Sousa disse...

Muito belo, Graça!

É também assim que vamos conseguindo vencer as incertezas; reinventamo-nos, reinventando.

Beijo!

Lucinalva disse...

Olá Graça
Lindo poema, bjs querida.

São disse...

Um dos teus mais belos poemas, Amiga, tua irmã vai adorar!

Beijinho, boa semana :)

carlos perrotti disse...

Su hermana Teresa habrà quedado encantada de esta delicia de poema. Su poesía, amiga Graca, es conmovedora...

Abrazo grande y cuídese bien de estos tiempos extraños.

teresadias disse...

Beleza de publicação!
Celebração do amor de irmãs, amor maior que o mar cantado em versos ou bordado ponto por ponto.
Querida amiga Graça, amei!
Dois beijos. Boa semana, em segurança.

Mário Margaride disse...

Olá, amiga Graça!
Muito Obrigado, pela visita ao meu cantinho.
Belíssimo poema! Ilustrado, com uma igualmente bela imagem.
Gostei muito.
Votos de uma excelente semana com muita saúde!
Beijinhos!

Cidália Ferreira disse...

Tão bonito!! :))
-
Parece um parto feito em plena natureza
-
Beijos e uma excelente semana.

Mar Arável disse...


Tricotaste um belo poema
para o bordado
Bj

Luis Eme disse...

E passa mesmo... mesmo que os seus movimentos sejam tão lentos que é preciso estar muito atento para os descobrir...

Abraço para as Manas

alberto bertow marabello disse...

Vento e onde e ricordi, semprano fatti di niente, ma sono scolpiti in noi.
Ciao amica Poetessa.
Um beijo

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Um poema tão belo!
Belo como é o amor entre irmãs e que a Graça aqui exteriozou com a sua sempre tão elevada expressão poética.
Um beijinho, minha Amiga e Enorme Poeta.
Desejo-lhe uma boa semana, com muita saúde.
Ailime

José Carlos Sant Anna disse...

Que bela dedicatória, Graça! E que longo abraço está sendo trocado pelas duas. Quanta cumplicidade se apreende neste poema que nos contagia. Muito belo!
Cuide-se bem também e deixe-se pela imagem dos veleiros que você criou.
Beijo, minha amiga!

Carlos Augusto Pereyra Martínez disse...

Bordar en su pecho el mar y los veleros, como en aquel poema del niño que pintó un bosque y se le dio a su padre preso, para que no se sintiera encerrado. Un abrazo. Carlos

" R y k @ r d o " disse...

Um poema lindamente tricotado. Uma imagem fascinante. A conjugação poética perfeita. Gostei demais

Cumprimentos

eli mendez disse...

Un poema dedicado y lleno de malancolia
Me dejó bordadas muchas preguntas
Bello...muy bello..triste tambien , al menos es lo que percibo..
Abrazo grande Grace y buena semana con salud y bienestar

JUAN FUENTES disse...

Los poemas son los mejores de la literatura

Toninho disse...

Lindo e delicado poema que a Teresa abraça com carinho.
E o bordado numa moldura fica como expressão deste amor.
Maravilha Graça.
Boa e feliz semana com cuidados.
Beijo e paz amiga.

baili disse...

such depth and such intensity is rare to find dear Grace ,each time your way of embroidering the poetry strike me up strongly

"painting hung on invisible wall " brought tears in my eyes ,yes i have one too hanging on invisible wall and the painting within is also can be seen only through my own eyes :)
exquisite dedication to your sister my friend!
blessings to you and yours!

bea disse...

e como o que parece também é, ela navega a bordo dos veleiros que bordou. É tudo sonho emoldurado.
Um beijinho a sua irmã por ter inspirado tão marítimas palavras.

Isa Sá disse...

Mais um poema muito bonito!

Isabel Sá  
Brilhos da Moda

Marta Vinhais disse...

O Mar, o grande confidente, a sensação de liberdade...
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Alice Alquimia disse...

Estava com saudades de ler aqui.

Majo Dutra disse...

Olhando o mar e na sua perena companhia...

Só podia ser assim, com filhas da Figueira da Foz...

«Das finas areias, berço de sereias...»

Gostei do belo poema, simbólico e muito expressivo.

Beijinhos, Poeta amiga.
~~~~~~

manuela barroso disse...



Só tu, querida Graça , para de uma forma singular ter presente o mar casa dentro.
Um bordado irrepetivel que se repete sempre que o olhar mergulhe nas linhas da imaginação .
Sempre original , sempre imaginativa, sempre tão única .
Um grande beijinho e muita saúde🌸

Anete disse...


Que lindo! A imagem também traz belezas múltiplas.
Recordar com bordados assim faz um bem extraordinário...
Boa continuação de semana, querida Graça. Bjs

© Piedade Araújo Sol disse...

O mar, a eterna inspiração dos poetas.
Um poema para a mana bordado a sensibilidade e carinho.
Gostei tanto!
Boa semana amiga Graça.
Beijinhos
:)

Fê blue bird disse...

Bordar o sentimento e eternizá-lo numa tela, é uma das mais belas demostrações de amor profundo e eterno, como o mar...

Um beijinho

teresa p. disse...

Obrigada Graça, minha irmã e minha amiga, por me dicares este belíssimo poema que expressa, tão bem, a realidade de um tempo em que bordava "veleiros" para mitigar a solidão. Cito a parte final do poema, que gosto especialmente:
"Agora um braço de mar / parece abraçá-la longamente."

Beijo.

Luiz Gomes disse...

Boa tarde parabéns por você possuir uma família maravilhosa.

solfirmino disse...

Minha amiga, sua irmã deve ter amado esse poema. Muito belo.
Eu tenho uma pintura de girassol iluminando meu quarto. Presente da minha ex-sogra, que pintou de uma imagem que dei a ela.  
Beijinho e boa semana

neyborba disse...

Esse poema tem uma beleza de céu, porque contém tudo. Adorei! Meu agradecimento por esse momento no meu dia.
Grande abraço!

Agostinho disse...

É bonito ver tecer, assim, com olhos cúmplices,
um quadro de afectos fraternos
Poderei imaginar e dizer

como tê-los seguros no peito?
uma laçada um nó
e se algum se escapava
numa volta de mar
mudava a cor da linha
e novamente
tecia ponto e nó
quem a ensinara?

Beijo, Amiga Graça Pires

Lourdinha Vilela disse...

Genial! Pude imaginar a imagem do veleiro construída ponto por ponto iluminando a parede no abraço dos versos. Linda homenagem.

Tais Luso disse...

Belíssimo um poema para sua irmã, querida Graça!
Esses atos, esse carinho tão peculiar, é para guardar do lado esquerdo do peito!
Parabéns, minha amiga!
Um beijinho, uma boa semana e cuide-se!

ManuelFL disse...

«Agora um braço de mar
parece abraçá-la longamente.»

E eu quero abraçar a Graça por este belíssimo poema fraternal, e a Teresa, que hoje faz anos, e tenho o privilégio de conhecer.

Beijos às duas irmãs tão amigas.













Fá menor disse...

E que belíssimo bordado de palavras ficou!
É assim tantas vezes, se queremos saborear paisagens temos de saber bordá-las.

Beijinhos.

Humberto Maranduva disse...

Amiga
Belíssima metáfora acabo eu de ler! Parabéns.
É extraordinária a sua capacidade de construção de essencialidades susceptíveis de singrarem no fio da palavra, tal como progridem os veleiros na água das sensações mais intrínsecas à emocionalidade humana.
Beijinho
Humberto

A Paixão da Isa disse...

woaunh mas que foto linda assim como este poema a tua irma ela vai adoar eu adorei bjs saude

Sinval Santos da Silveira disse...

Mestra / Poetisa, Gaça Pires !
Quem pode imaginar o que se passa
na alma da protagonista ?
Tão misteriosa quanto a ação, é
a intenção...
Lindo texto, amiga ! Parabéns !
Uma ótima semana e um carinhoso abraço,
aqui do Brasil !
Sinval.

poesiadupla disse...

seus poemas são lindos demais

João Santana Pinto disse...

Um poema que abraça as emoções, os sentimentos e um pouco da essência das memórias criadas.

Abraço e boa inspiração

Ana Bailune disse...

As coisas que bordamos no pano da vida...
Lindo demais.

ANNA disse...

Hola gracias por tu paso por el blog. Os dejo un comentario de una amiga que ahora empieza con relatos y cuentos. por si podeis darle una mano
Gracias
Hola buenas tardes noches te escribo ya que buscando en internet blog de relatos he encontrado al tuya. Me gusta mucho como lo has expuesto todo, yo empiezo ahora y no tengo mucho ara ofrecer pero si quieres pasar a visitarme estaria muy agradecia
Gracias besos gemma94juneda@gmail.com

https://www.blogger.com/profile/18416890779054375852

Mário Margaride disse...

Olá, amiga Graça!
Passei por aqui, relendo este lindo poema, e desejar uma boa noite e boa semana!
Beijinhos!

As Mulheres 4estacoes disse...

Graça!

Bordou com carinho e delicadeza o poema para sua irmã.

Um abraço,
Sônia

Pedro Luso disse...

Belíssimo e inspirado poema, minha amiga Graça!
Parecem palavras bordadas de carinho. Parabéns!
Uma excelente semana, com saúde e paz.
Um beijo.

vieira calado disse...

Olá, caríssima!

Olhe, também eu tenho um quadro,

em frente do computador,

com uma imagem de mar, e onde se poder simplesmente:

QUALQUER DIA ROUBO UM BARCO.


Os meus melhores cumprimentos!

LuísM Castanheira disse...

Pérola azul
- rara -
que o mar quis encantar
de barcos sonhados no olhar.
E, ponto-por-ponto
a doce ternura fraternal.

Poema/quadro que, do peito,
fizeste belo como se fosse real.

Um beijo, querida amiga Graça.
Cuidem-se muito e parabéns à irmã Teresa.

Jaime Portela disse...

Um excelente bordado poético.
Gostei imenso.
Bom fim de semana, querida amiga Graça.
Beijo.

betonicou disse...

OLá, Graça Pires! Tenho lido várias postagens e sempre vejo você por lá e, com comentários inteligentes. Majo já me havia falado de você e aguçou-me curiosidade. Você, mulher, poeta de grande respeito , foi o que descobri. Se me permitir ficar em sua pagina ficarei com grande prazer. Grande abraço. Quanto ao texto: belíssimo e de grande inspiração.

Vanessa Casais disse...

Gostei tanto. Gosto sempre tanto.

Bom fim-de-semana Graça.
Vanessa Casais
https://primeirolimao.blogspot.com/

A.S. disse...

O amor tem sempre um plano B para atenuar a saudade!
Um bom fim de semana Graça, com muita saúde. Cuide-se!

Beijos!

Diná Fernandes disse...

Um excelso bordado em tela, Que linda inspiração querida Graça.

Um abraço pra vc e a mana Tereza.

Bom fim semana.

Bjss

Mário Margaride disse...

Olá Graça!
Passei por aqui, para desejar um feliz fim de semana!
Beijinhos com muita saúde!

Duarte disse...

Sempre o mar, também o amor filial, que vão adornando os nossos versos. Lindos os teus versos!
Também necessito dessa fonte de inspiração para criar.
Abraços de vida, querida amiga

Teresa Almeida disse...

Tão fértil a tua imaginação! Preciso de um abraço de mar.

Beijos, querida amiga Graça.

Jornalista Douglas Melo disse...

Querida Graça,
Os pontos miúdos e sublimes das tuas palavras, trazem um poema forte, capaz de enfrentar tormentas e desfazer tormentos.
Beijos e cuide-se bem!!!

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Graça!
Se temos o abraço do mar, estamos muito bem aconchegadinhas.
Muito lindo.
Fique bem, amiga!
💐🏡🕊️🤝👼🍀💙🙏🙌😘

Ulisses de Carvalho disse...

"... Agora um braço de mar
parece abraçá-la longamente."

que lindo, Graça! imagino o quanto tua irmã gostou dessa homenagem em forma de poema...
um beijo!

lupuscanissignatus disse...

abrir portas e janelas - e corações! - à maresia

Maria Rodrigues disse...

Um bordado com o aroma da maresia e o encanto da poesia.
maravilhoso poema.
Beijinhos

Juvenal Nunes disse...

O mar é um meio de comunicação e o braço que nos abraça faz tudo parecer mais perto e presente.
Abraço amigo.
Juvenal Nunes

mz disse...

Como eu queria saber bordar assim.
Maravilhosa visão de palavras.
Um Abraço.

Ana Freire disse...

Quando o mar não vem até nós... há sempre uma forma possível de o bordarmos... com o coração... para o sentirmos mais presente, aos nossos olhos!
Maravilhosa inspiração, Graça! Lindíssima e especial, esta dedicatória!
Um beijinho! Continuação de uma boa semana, com saúde, para si e todos os seus!
Ana

AC disse...

Eu faço (acontecer), logo a vida não se coíbe de germinar, por sua graça perto de nós. E continuamos a bordar, continuamos a tecer...

Um beijinho, Graça :)

Parapeito disse...

Que momento tão bonito.
Palavras bordadas a ponto de amor.
Adorei,
Abraço*