27.9.21

Memórias de Isadora XIII



O bulício dos pés suspendia e alongava 
o alvoroço das pernas e dos braços, 
à altura de toda a fascinação. 

Pausadamente. 

Adequando o lentor do lanço ao espasmo, 
no seguimento de mim. 

E dançava. 
Incansavelmente dançava. 
No prodígio exacto de uma nostalgia 
tangível à imensidão do assombro 
quando me desagregava flutuando, 
ou sobre as tábuas me agitava como náufraga. 

De meus sortilégios mais nómadas 
tangi os fios do som para flutuar o vulto 
da alma, como se voasse em chamas. 

Graça Pires 
De Jogo sensual no chão do peito, 2020, p. 32

60 comentários:

Marta Vinhais disse...

Nesta dança que é a vida, há momentos em que somos a brisa e o corpo torna-se leve, transparente...
Lindo...
Obrigada pela visita...
Beijos e abraços
Marta

chica disse...

Aplausos daqui para tua poesia e danças...beijos, linda semana! chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Um belo poema de que gostei bastante.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
Livros-Autografados

Mário Margaride disse...

Olá, amiga Graça!
Poema belíssimo, como sempre nos habituou!
Mais um capítulo fascinante, desta personagem inigualável, Isadora.
Gostei muito!
Parabéns!
Votos de uma excelente semana, com muita saúde!
Beijinhos!

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

Sinval Santos da Silveira disse...

Mestra/Poetisa, Graça Pires !
Nada se diferencia de um sublime delírio,
a forma descrita, por ti, dos movimentos
suaves de um corpo de mulher !
Impressionante !
Parabéns, Amiga!
Uma ótima semana, abundante em saúde e
alegria, com o meu fraternal abraço, aqui
do Brasil !
Sinval.

Marli Terezinha Andrucho Boldori disse...

Bom dia, amiga Graça.
Isadora sempre nos encantando com sua sensibilidade e sutilezas.
Parece flutuar sobre seus delírios, que agora são nossos.
Belíssmo! Boa semana!

" R y k @ r d o " disse...

Maravilhoso poema que me fascinou ler.
.
Uma semana feliz … Cumprimentos
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

São disse...

Gostei do poema, claro.

Beijinho de boa semana

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e outros textos literários. disse...

A dança, a coreografia
É uma suprema arte
Que a bailarina reparte
Como partilha e diria
Que finda e se esvazia.
Não é como uma pintura
E a própria literatura
Que se eternizam em si
Materializada ali
Para a geração futura.

A dança é maravilhosa arte. A performance do corpo humano é divinal. Parabéns pelo belíssimo poema, poeta amiga! Meu abraço fraterno. Laerte.

Cidália Ferreira disse...

Poema maravilhoso. Obrigada pela partilha!:)

-
Silêncios do tempo...
-
Beijos, e uma excelente semana!

José Carlos Sant Anna disse...

Isadora nos encantava com o “o bulício dos pés... o alvoroço das pernas e braços...” e você nos encanta com a mais completa tradução dos movimentos e da fascinação com uma linguagem tão bem depurada. Sempre nos extasia sua estética. É sempre bom ler-te, minha amiga!
Cuida-te!
Um beijo,

Lucinalva disse...

Boa tarde, Graça
Lindo poema, um forte abraço.

teresadias disse...

Querida Graça, adorei este poema inteligente, tocante, ritmado, perfeito.
Parabéns, minha amiga.
Beijo, boa semana, protege-te bem do ventinho fresco outonal.

eli mendez disse...

Es un poema precioso Grace
delicadeza, sensualidad, encantadoras metáforas que delinean
la misma danza de la vida
desde la figura de Isadora
la fascinacion y el asombro. Perfecto poema, mi abrazo agradecido por la belleza de tus letras siempre querida Grace!!!Buena semana!!!

Ana Bailune disse...

Belíssimo!

Ari candra rahmanaga disse...

Nice post,thanks for sharing very useful
Visit Us

Jornalista Douglas Melo disse...

O espasmo atento contidos em nossos passos, nos faz caminhar lentos, neste bailar de esfumaçados sortilégios, pois, como diz uma de minhas frases:

“Quem vive contando com sorte e azar, tornar-se frágil até em sua sobra!”

Beijos minha querida amiga Graça, que sempre traz versos tão tocantes aqui em teu espaço.
Cuide-se bem e boa semana!!!

Catiaho Reflexod'Alma disse...

Graça,
É muito gostosos
ler seus textos e me
encantar com a
imagem associada.
Bjins de boa semana
CatiahoAlc.

carlos perrotti disse...

É assim que funciona a vida, em pleno movimento, como sua poesia, Gracia, como a arte de Isadora ... Essa série sobre a grande dançarina, insisto, é maravilhosa.


Grande abraço, Poeta. Continue cuidando bem...

brancas nuvens negras disse...

Isadora, grande fonte de inspiração.
Um abraço.

Os olhares da Gracinha! disse...

Poesia em movimento a merecer um aplauso!!!
Boa semana

J.P. Alexander disse...

Hermoso homenaje, Bello poema tan etéreo. Te mando un beso

Elvira Carvalho disse...

Tão belo, Graça.
Abraço, saúde e boa semana

Maria Emilia B. Teixeira disse...

A vida é bailarina e movimento, nos convida a bailar.
Uma semana abençoada para você! Bjs.

solfirmino disse...

Amiga, esse livro é muito comovente. Traz muita dor e também muita força. Somente uma pessoa muito intensa e forte como Isadora podia "se agitar como náufraga" e dançar incansavelmente.
Beijinho e ótima semana

Isa Sá disse...

Mais um bonito poema que vim cá conhecer!

Isabel Sá
Brilhos da Moda

bea disse...

Imagino que seria assim que Isadora voava em suas danças diferentes.
Bom Dia.

Ailime disse...

Bom dia Graça,
A vida de Isadora foi fascinante, transpondo para a dança todas as suas emoções e sentires.
A Poeta, de forma sublime, transporta-nos para esse quase êxtase da sua vida em plenitude.
Tão belo este poema.
Um beijinho, minha amiga e Enorme Poeta.
Continuação de boa semana.
Ailime

Maria Rodrigues disse...

Uma dança mágica de beleza e poesia.
Obrigado Graça, por ter comemorado comigo o aniversário do meu filho.
Beijinhos

María disse...

Me alegra volver a leerte , y además, en esta danza inspiradora tan sensual.

Que tengas un feliz día.

Muchos besos.

Maria João Brito de Sousa disse...

Li Isadora magnificamente (d)escrita por si.

Um beijo, Graça.

Nal Pontes disse...

Que belo soneto. Parabéns Bjs querida.

Toninho disse...

No chão do peito cabe e moram tantas belas emoções, que há leveza neste rodopiar Graça.
Lindo seu inspirar e traduzir-se.
Meus sempre aplausos amiga.
Beijo e paz no coração.
Semana na leveza e delicadezas.

Fê blue bird disse...

"E dançava. Incansavelmente dançava "
A dança era o elo que a prendia à vida.

A descrição poética perfeita, de uma bailarina perfeita.

Um beijinho, amiga e poeta Graça.

Fá menor disse...

Sempre muito belos estes seus poemas! A alma gosta destes volteios!

Beijinhos e boa semana!

Agostinho disse...

A poeta traça a coreografia de uma vida, afinal a vida de todos.
Recorre à mítica do bailado num expoente máximo: Isadora.
Adivinha a fascinação dos gestos (in)comuns, o "lentor" fértil
e húmido donde emerge o fulgor da dança. Da vida.

É um privilégio ler os poemas da Amiga Graça Pires.
Saúde e um beijo.

Luiz Gomes disse...

Boa noite Graça. Mais um lindo, precioso e importante capítulo sobre a Isadora. A dança nos deixa mais livres e com vontade de voar cada vez mais.

lis disse...

E vamos dançando conforme a música, Graça
Lendo Isadora segundo sua inspiração e admirando-a.
e agradecendo pela bela entrega no jogo sensual dos sentidos.
Linda imagem também.
meu abraço

Marli Soares Borges disse...

Boa noite, Graça.
Lindo poema; uma bela homenagem para um leve rodopiar!
Bjs, Marli

O Livro da Vida

Laura. M disse...

Palabras e imagen que son una buan invitación a bailar. Precioso. Gracias
Buen miércoles Graça.
Un abrazo.

ManuelFL disse...

Estes poemas da Graça que convocam Isadora são inebriantes. As palavras enredam-se com os passos da bailarina como se voassem em chamas.
Beijos

Teresa Almeida disse...

Sente-se a dança em cada partícula do ser. Que alvoroço, querida Graça.

Um beijo, amiga.

Rajani Rehana disse...

Mind blowing post

alberto bertow marabello disse...

Si cade molte volte per imparare a volare, ma ci alzeremo sempre una volta in più.
Bellissima poesia, amica Poetessa.
Um beijo

teresa p. disse...

Mais um magnífico poema da série "Isadora" a personagem Maior que transpôs para a dança todas as emoções,sensualidade e fascínio. A poeta transpota-nos para esse movimento pleno, cheio de sedução "como se voasse em chamas." A imagem que ilustra o poema é belíssima.
Beijo.

Pedro Luso de Carvalho disse...

Olá, amiga Graça, este poema, "Memórias de Isadora XIII", que segue aos primeiros já publicados aqui nesse espaço poético, é um canto de grande beleza, que, no meu sentir é uma homenagem a grande bailarina americana Isadora Duncan, que espero não estar enganado quanto à homenageada.
Nos comentários que fiz em cada um dos poemas Memórias de Isadora, pensei em fazer referência à Isadora Duncan, mas não o fiz.
Espero, pois, não estar enganado, já que os seus poemas levam-me até ela.
Parabéns, minha amiga poeta!
Uma boa 5ª feira, com saúde.
Um beijo.

manuela barroso disse...

E sem querer, levas-nos nos voos leves e fascinantes desta dança coreografada com metáforas que tão bem te permites usar.
Uma sensação de levitação se apodera do teu poema.
Grande Graça!
Parabéns, sempre, minha AMIGA!
Abraço!

Sérgio Santos disse...

Que bonito e delicado post. Deu gosto de ler.

Jaime Portela disse...

Um poema sublime.
Que nos leva nos movimentos flutuantes do bailado.
Bom fim de semana, amiga Graça.
Beijo.

Mário Margaride disse...

Boa noite, amiga Graça.
Passando por aqui, relendo este lindo poema que muito apreciei, e desejar um Feliz fim de semana.
Beijinhos!

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

A.S. disse...

Detenho-me nas palavras do poema. Tão belas! Tão penetrantes!
Senti como um poema nos pode tocar tão intensamente, Graça. Senti-me absolutamente dominado, submisso ao poder das palavras! Uma experiência que nunca tinha sentido!
Não tenho mais palavras para comentar. Vou entregar-me de novo às tuas palavras!

Um bom fim de semana, Amiga Graça, com muita saúde.
Um beijo!

Manuel Veiga disse...

admirador confesso da série de poemas qe têm Isadora Ducan como "sujeito"(?) poético
uma criação sublime este teu trabalho.

um privivegio poder ler,

beijo, querida Poeta

LuísM Castanheira disse...

Quão monótona seria a vida,
minha amiga
sem momentos como este
de poesia.
Bailam as letras
dos pés às mãos
numa "coreografia"
de sentimentos
e "fascinação".

Um beijo, Graça e muita saúde.
Cuidem-se. Bom fim-de-semana.


Ana Freire disse...

Magnifico poema, sobre a pura entrega ao que nos move e apaixona...
Sentimo-nos contagiados, por semelhante entusiasmo, com as suas profundas palavras, Graça!
Mais uma inspiração de pura excelência, por aqui!...
Um beijinho! Desejando-lhe um bom fim de semana, com saúde, para si e todos os seus...
Ana

Luma Rosa disse...

Graciosa, Isadora Duncan!
Merece todas as homenagens e o seu poema é grandioso!
"...tangi os fios do som para flutuar o vulto da alma", como ela mesmo dizia "O corpo do bailarino é simplesmente a manifestação luminosa da alma".
Bom domingo!
Beijus,

Catiaho Reflexod'Alma disse...

Ops: gostoso

Roselia Bezerra disse...

Bom dia de domingo, querida amiga Graça!
Um rodopio incansável de quem sente prazer pela dança do viver.
Que dancemos melhor do que a música pela vida afora!
Tenha dias abençoados!
Beijinhos com carinho de gratidão e estima

ruma disse...

Membros humanos podem expressar beleza fluida.

Desejo a todos o melhor.
Saudação e abraço.


Do Japão, ruma ❃


Majo Dutra disse...

Muito inquieta, exprimia melhor os seus estados de mente e alma pela dança...

Mais um poema de excelente qualidade que agradeço.

Beijinhos, Poeta amiga.
~~~~~

© Piedade Araújo Sol disse...

Isadora e a inspiração leve e solta da Poeta
uma dança muito bela
um belo poema

beijinhos

:)