24.1.22

Memórias de Isadora XVI

Margarida Cepêda

Era uma lâmina, o erotismo 
com que exprimia os gestos 
abstractos exibidos nas coxas: 
pégaso a galopar deleites; 
cambiantes de uma ambígua 
tristeza rendilhada no meu peito. 

No limiar das manhãs nenhum apelo 
era tão longamente intenso como a dança, 
crescendo em cada pausa, em cada alento. 

As articulações manipuladas 
em ondas de volúpia. 
O penitente retomar em cada dor. 
O subtil entrançado dos suspiros. 

Graça Pires 
De Jogo sensual no chão do peito, 2020, p. 29

56 comentários:

- R y k @ r d o - disse...

Ima de uma sensualidade imprópria para cardíacos, lol
Poema muito sedutor de ler.
.
Boa semana …Saudações cordiais.
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

chica disse...

Sensual e lindo poema! Adorei! Sempre e sempre mais inspirada! Ótima semana! beijos, chica

Francisco Manuel Carrajola Oliveira disse...

Gostei.
Um abraço e boa semana.

Andarilhar
Dedais de Francisco e Idalisa
O prazer dos livros

Reflexos Espelhando Espalhando Amig disse...

Graça!
Arrasou no texto
absolutamente excitante,
tanto em palavras quanto
em imagem.
Adorei!
Bjins.
CatiahoAlc.

Mário Margaride disse...

Olá, amiga Graça.
Subtil sensualidade, onde o desejo e a paixão, andam de mãos dadas.

Belíssimo poema!

Gostei deveras.

Votos de uma excelente semana, com muita saúde.
Beijinhos!

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

Maria João Brito de Sousa disse...

Só com subtileza e inteligente contenção se pode descrever a sensualidade dos vôos de Isadora, conforme aqui nos deixou demonstrado, Graça.

Um beijo

brancas nuvens negras disse...

Um tema sempre vivo na sua poesia, a prova de que sobre este tema encontra um sem fim de poesia, uma longa homenagem.
Saúde, um abraço.

Marta Vinhais disse...

Em cada passo de dança, há uma história de amor, paixão e desejo...
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Cidália Ferreira disse...

Que maravilha de poema! Amei :)
-
A vida segue pelas veredas do destino

Beijos, e uma excelente semana.

teresadias disse...

Poema belíssimo demais, minha querida Graça!
Um subtil rodopio que confere prazer a várias leituras.
Beijo amiga, boa semana, muita saúde.

ManuelFL disse...

nenhum apelo
era tão longamente intenso como a dança

O poema e a imagem celebram com elegância e sensibilidade a volúpia e o erotismo imanentes à dança de Isadora.

Beijos

tb disse...

Já tinha saudades de te ler.
Ando calada, minha amiga porque outras tarefas me chamaram. Espero vir com mais assiduidade. Tenho novidades lá pelas 'Linhas'
Um Poema como só tu sabes dizer.
Um beijo

Luiz Gomes disse...

Poema sensual e poético, descrito de forma maravilhosa. Uma excelente tarde de segunda-feira minha querida amiga Graça.

carlos perrotti disse...

Cada altivo verso, amiga, nos pinta de maneira sublime a grande artista. Extrema sensibilidade para narrar a mente de Isadora.

Cuídese ainda, Graça. Abrazo grande.

José Carlos Sant Anna disse...

Ninguém melhor do que a própria Isadora para definir a sua arte: “Se eu pudesse explicar o que as coisas significam, não teria a necessidade de dançá-las…”, mas sua poética Graça envereda pelo deslindamento dos seus passos, dos movimentos dos suas mãos e braços e corpo. No espaço cênico o seu corpo era o exercício da liberdade que queria para si. E mais uma vez a sua poética dialoga magistralmente com a arte de Isabela.
Um beijo, minha amiga Graça! Cuidando-se!

JUAN FUENTES disse...

Los poemas son lo mejor en la literatura

Os olhares da Gracinha! disse...

Sensualidade e poesia em bela sintonia! 👏🏽👏🏽👏🏽... Bj

Fá menor disse...

Mestria em palavras! Belo.

Beijinhos e boa semana!

Megy Maia disse...

A sua escrita é mágica!
Palavras dançantes que aqueceram a minha alma!
Um beijinho recheado de gratidão!
Megy Maia 🌼🌻🌼

Rogério G.V. Pereira disse...

Sempre que algo me toca
saliento
ainda que o todo seja belo

"No limiar das manhãs nenhum apelo
era tão longamente intenso como a dança,
crescendo em cada pausa, em cada alento."

...e toca-me
por que me remete a lembranças

Beijo

J.P. Alexander disse...

Bello poema y lindo homenaje te mando un beso

bea disse...

O amor em sua ardência. Que não é perene.
Boa semana, Graça.

Isa Sá disse...

Mais um bonito poema.

Isabel Sá
Brilhos da Moda

Maria Rodrigues disse...

Sensual e belo poema.
Beijinhos

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Um belíssimo poema sobre Isadora e a sua paixão pela dança, em que a sensualidade e o erotismo tomam corpo e forma como a genialidade que lhe corria no sangue.
Gostei muito, minha Amiga e Enorme Poeta.
Um beijinho e continuação de boa semana.
Ailime

© Piedade Araújo Sol (Pity) disse...

Um poema bastante sedutor e sensual.
A foto em perfeita sintonia.
Gostei muit.
Boa semana amiga Graça com muita saúde.
Beijinhos
:)

Tais Luso de Carvalho disse...

Nossa!!! Belíssimo poema, sensual, casa lindamente com a obra!
Minha amiga sempre inspiradíssima, escrita elegante, maravilhosa poeta.
Uma ótima semana, querida Graça,
beijinho

Olinda Melo disse...


O regresso de Isadora a este espaço, vinda
do seu belo livro, amiga Graça.
A magia de um corpo que encontra na dança a sua
expressão maior, de conjugação com a sua alma
de artista.

Adorei, minha amiga, ler tão belos versos.
Beijinhos
Olinda

São disse...

Gostei imensamente, Graça!

Beijinho, boa semana

Anete disse...

Calientes versos expressando uma paixão intensa... Poema bonito!
Com um abraço terno...

Sinval Santos da Silveira disse...

Mestra / Poetisa, Graça Pires !
A sutileza do erotismo, na delicadeza das
palavras, exprimindo gestos insinuantes...
Uma descrição feita com mãos e palavras
aveludadas !
Parabéns, nobre Amiga !
Uma ótima semana e um fraternal abraço,
aqui do Brasil !
Sinval.

manuela barroso disse...

O bailado de Isadora e a intensidade como o vive inteiramente ao ritmo das tuas palavras e a
elegante sensualidade de uma enorme mestria poética tão genuinamente tua, Graça!
O teu estilo é inconfundível.
Um grande Beijinho!

Laura. M disse...

El cuerpo expresando toda la belleza y erotismo que sabe. Gran foto y palabras.
Buena noche Graça.
Un abrazo.

Emília Pinto disse...

Ao homenageares Isadora, num belo e sensual poema, posso considerar que pensas em todas as mulheres que, como ela , tiveram e têm uma vida sofrida; mulheres que lutam contra todo o tipo de preconceito, incompreensões, dores que a vida provoca, mas que nunca desistem de mostrar ao mundo aquilo que são e querem para a sua vida. Teve mãe, foi mãe, a Isadora, mas o seu colo foi pequeno demais para aparar tantas lágrimas caídas pela perda dos filhos; a vida não quis que os embalsse mais tempo, não permitiu que lhes ensinasse os passos que deslumbravam o mundo, não deixou que as manhãs lhe sorrissem com as suas risadas alegres; deixou-lhe a dança onde ia buscar forças para continuar a viver, alento para recordar momentos felizes da sua meninice, quando rodopiava por puro prazer, sem preocupações, sem medos, em pura alegria, somente. Há tantas Isadoras por esse mundo fora...tantas mulheres a precisarem de colo,,,tantas também a quererem dar colo. Amiga, lembrei a Minha Mãe, lutadora como a Isadora, que não teve colo, mas que soube dar colo, foi feliz e continua , lá de cima a proteger-nos, com o seu sorriso, feito estrela a brilhar na noite escura. Foi bom lembrá- la, aqui, Graça. Muito obrigada! Um beijinho e desejo que estejam todos bem de saúde, aí em casa
Emilia

Toninho disse...

Quando o erótico se encanta de elegância nas entranhas da poesia.
A gente lê e se envolve e pensa, como é lindo ter a poesia nas pontas dos dedos.
Maravilha Graça.
Beijo e paz amiga e feliz semana.

Jornalista Douglas Melo disse...

O “erotismo é o ópio” dos seres humanos desde o começo de tudo.
Gosto do teu modo de escrita genuína.
Beijos minha amiga Graça!!!

teresa p. disse...

Mais um belíssimo poema sobre as "As Memórias de Isadora". A dança era a sua paixão, a sua vida. O erotismo e a sensualidade que a dominava é abordada pela poeta com muita delicadeza e sensibilidade. "Nenhum apelo era tão longamente intenso como a dança". A foto é perfeita para ilustrar o poema. Muito linda.
Beijo.

Ana Tapadas disse...

É tão belo que quase dói, na memória dos dias. Isadora, mulher e exemplo.
Lindo!

Beijo, Graça.

Pedro Luso de Carvalho disse...

Olá, Graça,
Mais um poema inspirado e de grande beleza e em homenagem a grande bailarina moderna Isadora Duncan.
Gostei muito de ler, minha amiga poeta.
Uma excelente quinta feira, com saúde e paz.
Um beijo.

Jaime Portela disse...

Belíssimo poema, onde a sensualidade da bailarina se expressa magistralmente.
Excelente, gostei imenso.
Continuação de boa semana, amiga Graça.
Beijo.

Juvenal Nunes disse...

Na beleza do poema perpassa uma identificação entre Isadora e a autora, onde se confundem a dor e sensualidade dos gestos.
Abraço amigo.
Juvenal Nunes

Agostinho disse...

Se-du-to-ra-men-te
belo o entrançado do movimento
de dança:
a cabeleira das palavras
de-li-ca-da-men-te
repetem em ondas o primado
poetico dos sentidos
Basta lê-las e
relê-las ao sabor da maré

Superlativa, Amiga Graça Pires!
Beijo.

pensandoemfamilia disse...

Que poema elegante desta dança da sexualidade e do erotismo escorrendo pelas veias. Linda inspiração.

Bja

Majo Dutra disse...

Isadora expressando a vida com o seu corpo...

Um forte e denso poema sensual...

Dias bons, Poeta Amiga. Beijinhos.
~~~~~~

Vanessa Vieira disse...

Olá, Graça!
Que poema fantástico! Estou quase sem palavras para mencionar o quanto achei incrível tua escrita e sensibilidade!

Voltarei mais vezes por aqui!
Abraço grande!

Roselia Bezerra disse...

Bom dia de paz, querida amiga Graça!
De uma delicada sensualidade que entorpece o 💙.
Parabéns, amiga!
Tenha dias abençoados!
Beijinhos carinhosos de gratidão e estima

solfirmino disse...

Todo um vocabulário voltado para a sensualidade da famosa dançarina que você soube captar tão bem, minha querida Graça. Esse livro está maravilhoso.
Beijos

lanochedemedianoche disse...

El cuerpo muestra sin reparo lo que el corazón siente, bello.
Abrazo

A Paixão da Isa disse...

Que maravilha lindo poema amiga bjs saude

Mário Margaride disse...

Olá, amiga Graça,
Passando por aqui, relendo este excelente poema que muito apreciei, e desejar uma excelente semana com muita saúde.

Beijinhos!

Mário Margaride

http://poesiaaquiesta.blogspot.com

baili disse...

this is truly a divine poem with strikingly beautiful narrative of how can movements of her dancing figure nurture the esthetic sense of a spectator and how she had extra ordinary ability to translate the enchantment of those movements through her magical talent amazingly :) i am lost in beauty of your words my friend bravo !
blessings!

Micaela Santos disse...

Um lindo poema!
A sensualidade descrita de forma discreta e poética.
Beijinhos

alberto bertow marabello disse...

Che musica e che sensualità wuesta danza di parole.
Brava Poetisa amica mia.
Um beijo.
E buona settimana

Deo Araujo disse...

Leve, subtil, sensual, belo em cada referenciado desejo oculto pelas palavras que se oferecem generosas.
Muito lindo, mesmo.

Um abraço, Graça Pires, do amigo Maranduva.

Ana Freire disse...

Maravilhosa dança poética... que estabelece um paralelismo com a vida... investir nas nossas paixões obriga a escolhas... e a saber conviver com momentos de dor... em cada alternativa de vida perdida...
Sublime, como sempre, Graça! Beijinho!
Ana

Parapeito disse...

Que bela dança de palavras, cheias de sensualidade e beleza.
Só podiam ser da doce Graça.
Abraço e brisas doces **