8.3.21

Secaram as roseiras bravas

Federica Erra


Secaram as roseiras bravas 
cultivadas no atalho da paisagem. 
Uma mulher canta roucamente 
e o seu canto é um brado 
em desavença com a mudez 
enraizada na garganta. 
Vagarosamente, enrodilha na anca 
as vestes de pano cerzido 
e afaga seu corpo com as mãos ásperas
como as roseiras bravas.
Tão precário, o perfume das rosas! 

Graça Pires 
De A solidão é como o vento, 2020, p. 48

66 comentários:

Majo Dutra disse...

~~
Um perfume efémero, na ordem do universo!

Porém, é a matriz da humanidade...

Belo e expressivo, querida amiga.

Um dia muito feliz. Beijo.
~~~~~~~

lupuscanissignatus disse...

assim o perfume da vida

chica disse...

Lindíssima imagem e poesia,Graça! Feliz nosso dia, beijos, chica

brancas nuvens negras disse...

Um bom poema, como sempre. Destaca-se no panorama blogueiro.
Um abraço.

Luis Eme disse...

Tudo tão rápido e tão lento...

abraço Graça

baili disse...

i wonder if any women on earth has not thought of faded rose during his meting age ,i can still feel the depth of pain i felt when i found out how short was life of me as woman"

this is outstanding poem once again dear Grace !
you say so beautifully and so perfectly what a woman heart feels !

image shares the power of words indeed!
hugs and blessings!

" R y k @ r d o " disse...

A vida é uma passagem. Adorei ler o poema. Fascinante no mais sublime fascínio poético.
.
Votos de um dia feliz
Cuide-se
.
Pensamentos e Devaneios Poéticos
.

Ana Freire disse...

Tão precário... e contudo... é um perfume sempre eterno...
Mulheres... flores... vida... um mix perfeito de profunda inspiração... e que tão bem assinala também, este dia tão significativo...
Feliz Dia da Mulher! E para o assinalar, lá no meu canto... ficará em destaque, por alguns dias, uma inspiração muito especial da Graça!
Um beijinho! Votos de uma excelente semana, com saúde, para si e todos os seus!
Ana

Mário Margaride disse...

Belissimo poema, amiga Graça!
Que o perfume da vida nunca desapareça dos nossos corações.

Feliz dia da Mulher!

Beijinhos!

silvioafonso disse...

Hoje é o dia internacional da mulher,
especialmente da Diná. Saudade do
seu papo bem humorado e da sua poesia.
Um beijo, Graça querida e bom dia.

manuela barroso disse...

Todos são belos, os poemas da"Solidão é como o Vento". Mas este é-me particularmente tocante.
Estas " mãos ásperas como as roseiras bravas", é de uma profundidade enorme, nesta antítese entre a beleza de uma roseira que só por ser brava, é comparável a essas mãos que doem em silêncio. Mesmo assim ainda lhes sobra perfume!
Que seja de felicidade interior, o dever cumprido como Mulher
Um grande beijinho, GraÇa!

Lília Tavares disse...

Querida Graça,

Secaram as roseiras.
Quando as flores secam
a solidão não se abate
nos seus caules.
É chegado o tempo
de se vestirem de
completude
e tranquilidade.

Grande beijinho.

lt

Ailime disse...

Boa tarde Graça,
Um canto rouco e a mudez enraizada na garganta, as mãos ásperas como roseiras bravas.
O perfume que, embora precário, envolve este ser maravilhoso e único que é a Mulher, apesar das dificuldades da vida.
Um poema muito belo minha Amiga e Enorme Poeta!
Feliz Dia Internacional da Mulher!
Neste dia tão especial deixo-lhe um grande beijinho e votos de boa saúde.
Ailime

Maria João Brito de Sousa disse...

As mais generosas essências, tal como os mais belos momentos que vivemos, são precárias. Creio que é exactamente essa precariedade que, a umas e outros, torna tão preciosos.

Renovo os meus votos de um inspirado Dia Internacional da Mulher.

Um beijo

Sinval Santos da Silveira disse...

Mestra / Poetisa, Graça Pires !
Por mais judiada que pareça, a mulher
continua bela !
Nada pode afeta-la.
Assim é este Ser, pertencente a um
Reino que ainda não foi reonhecido, ou
seja, o " REINO MULHER ".
Amiga, parabéns pelo lindo Poema e pelo
"Dia Internacional da Mulher".
Uma feliz semana e um fraternal abraço,
aqui do Brasil !
Sinval.

alberto bertow marabello disse...

Dono prezioso le rose, proprio per la precarietà del loro profumo.
Proteggiamole sempre.
Buona settimana con tanta salute, amica poetessa.
Um beijo

Lídia Borges disse...


Deixo um abraço e um obrigada por tão belo poema.

Lídia Borges

Cidália Ferreira disse...

Mais um poema sublime. Amei. Obrigada pela partilha-
Feliz dia da Mulher! :)

-
São dias assim no meu estado
-
Beijos e uma excelente semana :)

eli mendez disse...

El poema es un grito frente a lo que vamos perdiendo poco a poco, sumergidas en la tristeza y el desamparo, castigadas o humilladas.
que la mujer siempre florezca
es la madre que da vida
es un renacer permanente
que siempre pueda dar y recibir amor y respeto.
Fuerte abrazo y gran día de reivindicación de sus derechos.

Juvenal Nunes disse...

Na vida, há sempre pouco tempo, para o que nos propomos fazer.
Abraço poético.
Juvenal Nunes

Lúcia Soares disse...

Boa tarde 😘 tudo lindo bjs

Olinda Melo disse...


A voz presa na garganta e o cingir da
dor e desacertos do mundo.
Belo Poema, querida Graça. As suas palavras
que acertam sempre no âmago do que mais
nos perturba.

Feliz dia da Mulher, minha amiga.

Beijinhos
Olinda


Mar Arável disse...

Vagarosos instantes que se eternizam
Bjs

Tais Luso disse...

Onde estiver uma mulher, o mundo sempre será colorido, querida Graça! Seja de que idade for.
Caminhamos muito, mas falta estrada ainda, e chegaremos lá, onde é nosso lugar!
Um feliz Dia da Mulher, querida amiga! Parabéns pelo lindo poema.
Uma linda semana, com saúde, cuide-se bastante.
Beijinhos

teresadias disse...

Poema belíssimo, celebração da vida, da resiliência das mulheres, da força das flores.
Minha amiga Graça, sempre inspiradíssima!
Beijo, boa semana, muita saúde.

solfirmino disse...

Amiga, gosto muito desse livro e do poema. Principalmente o trecho que me lembra o tempo em que fiquei sem voz, afastada das turmas, em tratamento fonoterápico. Na época estava passando pelo divórcio, então, emocionalmente, calei muitas coisas que "enraizaram" na garganta. Já devo ter posto aqui algum poema sobre isso. Envio depois por e-mail.

"...o seu canto é um brado
em desavença com a mudez
enraizada na garganta."
Graça Pires

Feliz dia da mulher
Beijinhos e ótima semana

Elvira Carvalho disse...

Um excelente poema, para celebrar o dia da mulher
Gostei muito.
Abraço, saúde e boa semana

SILO LÍRICO - Poemas, Contos, Crônicas e outros textos literários. disse...

Que floresçam os roseirais!
Já vindo a nova Estação
Em que as flores estão
Aparecendo aos umbrais
Das sépalas como tais
Que florescem à Primavera,
Da qual estão a espera
Todo o Hemisfério Norte
Como Portugal, de sorte
Às rosas florirem à vera!

Belíssimo poema, amiga Graça! Parabéns! Abraço cordial. Laerte.

Kodak Khrome disse...

O poder da mulher em versos belíssimos.
Neste dia da mulher votos de dias bons e longos abraços que hão-de vir
Fique bem
BOA NOITE

Gracita disse...

Querida Graça
Ser mulher é ser mais forte do que os olhos podem ver. É ter no coração lugar para todos os sonhos do mundo. Feliz dia da Mulher! Parabéns pelo seu dia.
Beijinhos

Toninho disse...

Definições meticulosamente escolhidas poeticamente,
que bem traduzem o ser mulher em toda sua existência.
Maravilhosa leitura Graça mulher poesia de fino trato.
Beijo amiga e que os dias sejam melhores para todas.
Uma semana leve e alegre, para esperar a Primavera.

Pedro Luso disse...

Olá, Graça, sem dúvida, um belíssimo poema para ser lido mais de uma vez.
Parabéns.
Deixo meu abraço pelo 'Dia Internacional da Mulher!.
Uma boa semana, cuidando-se sempre.
Beijo

carlos perrotti disse...

"Uma mulher canta roucamente
e o seu canto é um brado
em desavença com a mudez
enraizada na garganta..."

A muito tempo que versos tão bonitos e precisos como estes não me comoveram tanto. Muito Obrigado amiga poeta.

Grande abraço e cuide-se por favor.

Marta Vinhais disse...

A tristeza, a solidão.. talvez a única coisa que reste seja o aroma das flores...
Lindo...
Obrigada pela visita
Beijos e abraços
Marta

Isa Sá disse...

Mais um bonito poema!
Isabel Sá  
Brilhos da Moda

Anete disse...

Rosa, Mulher, Perfume e Admiração... Um poema extraordinariamente bonito, Graça!... Deus criou a Mulher para que ela exale o Seu bom perfume e seja respeitada nos seus importantes e essenciais papéis. Infelizmente, o mundo deturpa muitas coisas, inclusive o lugar, posição e valor dela. Sejamos mulheres com bravura e sabedoria que Ele dá!...
Que ontem tenha sido um bom dia para você e que hoje também...
O meu abraço...

Os olhares da Gracinha! disse...

Um poema com uma bela mensagem!!! 👏👏👏

São disse...

Lindo, este teu poema .


Sim , tu escreves poemas ... eu escrevo textos que a tua gentileza apelida de poemas.

Beijinho, minha querida Amiga

ManuelFL disse...

Uma mulher canta roucamente vagarosamente afaga seu corpo com as mãos ásperas, tão precário o perfume das rosas!

Eu sirvo-me das palavras da poeta porque são as melhores palavras, as palavras certas, no Dia Internacional da Mulher, que invoco e celebro hoje, seduzido pelo poema da Graça e pela espantosa, perturbante e desafiadora imagem que o ilustra e acompanha.
Beijos.

bea disse...

Parece-me um poema de perda. Não da perda de um amor, mas a perda natural da vida que escorre e por vezes nos maltrata (ou nos maltratamos). Vejo nele o irreversível da mudança, uma assumpção do transitório que nos habita.

Fá menor disse...

Muito belo!
Todas as rosas são belas e perfumadas, ainda que secas. E as bravas têm um encanto especial, como a tua poesia.

Beijinhos.

© Piedade Araújo Sol disse...

GRaça

um poema que encerra uma forte mensagem.
oxalá que o canto de todas as mulheres do mundo fosse limpido.
e as mãos finas.
e que o perfume das rosas permanecesse para sempre.
gostei do poema.
Boa semana minha amiga com paz e saúde.
Beijinhos
:)

Mário Margaride disse...

Belissimo poema, amiga Graça!
A dor que doí silenciosamente...
Por trás da beleza das Rosas...há sempre muitos espinhos.

Votos de uma excelente semana!

Beijinhos!

Agostinho disse...

E como acabar com essa aspereza, Poeta, se ainda se diz que a mulher ocupa poucos lugares dos homens?!
Um poema profundo, Amiga Graça Pires.
Beijo.

A.S. disse...

A rosa não teria tanta beleza se o seu perfume fosse eterno!
Essa alquimia imaginável no reino das essências, será sempre um sonho perfumado...

Continuação de boa semana, amiga Graça, com muita saúde.
Um beijo!

Teresa Almeida disse...

Encontro no teu poema uma essência verdadeira. Como um perfume raro.

Beijos e saúde, querida Graça.

Ana Bailune disse...

Precário perfume, mas essencial...
Linda página!

Luiz Gomes disse...

Boa noite Graça, obrigado pelo maravilhoso poema.

Alécio Souza disse...

Querida Graça,
Por muito tempo as mulheres não podiam se manifestar, dizer o que pensam, fazer o que desejavam, nem trabalhar, eram somente escravas do lar. Ainda bem que muita coisa mudou e espero que essa evolução continue porque as mulheres ainda vão conquistar o mundo.
Adorei o poema, belíssimo!
Um beijo!

Carlos Augusto Pereyra Martínez disse...

No sé, interpreto una relación entre rosas y muerte, más cuando hay una túnica negra. En ese ambiente las rosas tienen un olor muy peculiar. Un abrazo. Carlos

Mário Margaride disse...

Perfume, que tem essência que nos enebria a todos...
Ótima quinta feira, amiga Graça!

Beijinhos!

teresa p. disse...

Há um sentimento de solidão neste poema. Uma mulher que canta com voz rouca e que "afaga o seu corpo com as mãos ásperas como as roseiras bravas." e a precaridade do perfume das rosas. É um poema emocionante e muito belo. A imagem é maravilhosa. Gostei muito!
Beijo.

LuísM Castanheira disse...

há atalhos que nos levam a paisagens escondidas (desconhecidas), onde a beleza
só se mostra a quem a procura.
o teu poema e' a hibernação dum canto a despertar. num só dia. dia que vale por
todos os anos. todos aqueles em que a MULHER foi - e ainda e' - um plano secundário.
gostei muito.

desta vez na homenageei esse dia 8.
compreendo que haja um dia para todos os menos afortunados, mas porque não para a Humanidade,
quando Homem e Mulher deveriam ser iguais?

Tu, Mulher
Fonte de Amor
Leite e Mel
Alinhas os dias
Em alegrias e dor
Como tua segunda pele.

Cristalina dádiva
Natura
Esta, de todos os dias
Seres a passada, presente e futura
Razão sublime da Vida.

E todos os dias serão
Mundial dia da Mulher!

um beijo, querida Graça, e que as tuas mulheres também sejam raiz, caule, flor e fruto do teu Amor.

Jaime Portela disse...

Excelente poema, pelo que dizem as palavras e pelo que delas se pode depreender no que aparentemente não dizem.
Continuação de boa semana, querida amiga Graça.
Beijo.

Micaela Santos disse...

Que belo é este poema, as mulheres e as roseiras bravas, não são as mulheres delicadas como as rosas e persistentes como suas raízes?

Beijinhos e bom fim de semana!

Manuel Veiga disse...

o perfume das rosas é o mais intenso de todas as rosas
mas ningem o consegue colher. simplesmente abre em dádiva quando apenas assim o quer

muito do poema . tão belo e táo frágil

Beijo, querida Poetq

Mário Margaride disse...

Olá Graça!
Passei por aqui, para desejar um feliz fim de semana com muita saúde!

Beijinhos!

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida amiga Graça!
Tão efêmero é o perfume mas fica sempre um pouco dele em nós.
Breve e profundo poema que retrata uma vivência.
Seja muito feliz e abençoada!
Beijinhos, saúde e preces
🍀🙏🙌🕊️👼💐😘

Vanessa Casais disse...

Querida Graça,

Consegue sempre transportar-me para os seus poemas. A sua poesia é fotográfica e sinestésica, imprime cheiros, sensações. Este poema fez-me recordar roseiras bravas da minha infância.

Obrigada pela generosidade das suas partilhas.

Boa semana,
Vanessa Casais
https://primeirolimao.blogspot.com/

Pérola disse...

A vida é precária, mas com o cheiro das rosas, os instantes fazem valer a pena,.

Beijo

Ana Tapadas disse...

Belíssimo poema! O feminino exalando de cada sílaba.

Fragilidade e resistência.

Beijinho

Mário Margaride disse...

Olá, Graça!
Passei por aqui, relendo este lindo poema. E desejar uma boa noite e ótima semana!

Beijinhos!

AC disse...

Efémero o perfume, profundo o conceito.
Adoro lê-la, Graça.

Um beijinho :)

manuela baptista disse...

O canto da mulher e a secura, aparente, das rosas.

bonito, Graça!

Silenciosamente ouvindo... disse...

Voltei a visitar o seu blogue para
matar saudades, após o meu afastamento dos
blogues.
Desejo muito que se encontre bem.
Bjs.
Irene Alves

José Carlos Sant Anna disse...

Que força emana deste poema, minha amiga Graça, sombras capazes de esculpir este poema, como a noite destemida se guarda para o amanhã. Sempre um belo poema a nos espreitar.
Um beijo, minha miga Graça!